Batalha de Tennōji (1615)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Tennōji
Período Edo
The Siege of Osaka Castle.jpg
A Batalha de Tennōji, ataque ao castelo de Osaka.
Data 4 de Junho de 1615
Local Castelo de Osaka, Osaka e arredores, Japão
Desfecho Vitória do clã Tokugawa
Eliminação da última resistência ao clã Tokugawa
Combatentes
Tokugawa family crest.svg Shogunato Tokugawa Go-shichi no kiri crest.svg Forças leais ao clã Toyotomi
Comandantes
Tokugawa family crest.svg Tokugawa Ieyasu
Tokugawa family crest.svg Tokugawa Hidetada
Go-shichi no kiri crest.svg Toyotomi Hideyori 


Sanada Yukimura 


Akashi Morishige
Forças
150 000 50 000
Baixas
8 000 mortos 15 000 - 18 600 mortos

A Batalha de Tennōji (天王寺, Tennōji Okayama no tatakai?) foi travada em 1615 entre as forças de Tokugawa Ieyasu e as forças de Toyotomi Hideyori. Tokugawa encontrava-se em Osaka quando Hideyori planeou um ataque ao seu castelo. Ambos os lados cometeram inúmeros erros até que o lado de Hideyori finalmente cedeu. Hideyori acabou por cometer seppuku. O exército de Toyotomi perdeu quase 50% dos seus homens nesta batalha, ou seja, mais de 15 mil vitimas. Este foi o último conflito de Sanada Yukimura.

Batalha[editar | editar código-fonte]

A última posição do clã Toyotomi para domínio do shogunato Tokugawa, estava em Tennōji, nos arredores do castelo de Osaka. Toyotomi Hideyori, filho do lendário Toyotomi Hideyoshi, elaborou um plano para levantar o cerco do castelo. Akashi Morishige começou a atacar Tokugawa, em conjunto com Yukimura Sanada. Por outro lado, as forças de Tokugawa foram dirigidas pelo mesmo, Ieyasu, que apesar deste ter sido ferido por uma lança, assistiu à morte de Yukimura em batalha. Portanto, o ataque Morishige também falhou. Isso deixou Hideyori com apenas a possibilidade de defender o castelo. O canhão dos Tokugawa começou a fazer estragos na torre do castelo, e sem esperança, Hideyori cometeu seppuku.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Frédéric, Louis. Japan encyclopedia (em <Língua não reconhecida>). [S.l.]: Harvard University Press (ed.), 2005. ISBN 0674017536.
  • Gaskin, Carol. Breve historia de los samuráis (em <Língua não reconhecida>). [S.l.]: Nowtilus S.L (ed.), 2005. ISBN 8497631404.
  • González, Jesús. Filosofía de las artes japonesas. Artes de guerra y caminos de paz (em <Língua não reconhecida>). [S.l.]: Verbum Editorial (ed.), 2008. ISBN 8479623853.