Batuque (documentário)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Batuque, a alma do povo
Cabo Verde
2007 • Cor • 52' min 
Direção Júlio Silvão Tavares
Roteiro Júlio Silvão Tavares
Género Documentário
Idioma Crioulo, Português
Distribuição Marfilmes
Página no IMDb (em inglês)

Batuque é um documentário de Cabo Verde de 2007 dirigido por Júlio Silvão Tavares.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em 1462 chegaram a Cabo Verde os primeiros escravos levados pelos colonos portugueses. Levaram consigo os ritmos e as raízes do BATUQUE: música de mulheres e dança sensual. As cantoras repetem letras com muita força. Sentadas numa roda, marcam o ritmo com a palma das mãos num pedaço de pano, enquanto uma delas executa, com as ancas, uma dança muito sensual no centro do círculo.

O Batuque acompanha todo e cada momento do dia na ilha. A batida é constante e as mulheres riem-se.

Em destaque o grupo Batucadeiras “Raiz di Tambarina”.

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Realizador: Júlio Silvão Tavares
  • Produção: LX Filmes e Laterit Production
  • Director de Fotografia: Cesar Paes
  • Montagem: César Paes e Agnès Contensou
  • Som: António Pedro Figueiredo

Festivais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]