Beach Party

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beach Party
A Praia dos Amores (BR)
EUA
1963 • cor • 101 min 
Direção William Asher
Roteiro Lou Rusoff
Elenco Robert Cummings
Dorothy Malone
Frankie Avalon
Annette Funicello
Género Comédia romântica
Musical
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Beach Party (br.:A praia dos amores) é um filme estadunidense de 1963, uma comédia romântica produzida pela American International Pictures (AIP) e dirigida por William Asher. Esse foi o primeiro filme da série com a Turma da Praia, também responsável pela criação de um subgênero popular na década de 1960 conhecido como "Filmes de festas na praia", destinados a uma audiência adolescente [1] [2] [3] [4] , sem a presença como personagens de pais ou qualquer representante das autoridades. [5] O roteiro desse filme inclui um romance paralelo entre adultos, que foi repetido na sequência de 1964, Bikini Beach.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Um antropólogo, Professor Robert Orwell Sutwell, estuda secretamente os grupos de surfistas que se reunem nas prais do sudeste da Califórnia durante as férias de verão. Ele é ajudado pela secretária Marianne. Seu interesse se concentra na turma da praia liderada por Dolores e Frankie. Frankie queria passar as férias sozinho com Dolores mas ela convidou todos os amigos e estragou os planos do namorado. Dolores acaba se envolvendo com o professor quando este a ajuda contra o assédio de Eric Von Zipper, chefe atrapalhado de uma gangue de motociclistas arruaceiros.

Notas[editar | editar código-fonte]

Apesar de Mickey Dora ser o dublê de Bob Cummings nas tomadas de surfe, o ator era um competente surfista na época das filmagens. Cenas dele surfando no Havaí puderam ser vistas no programa de televisão Ken Murray's Hollywood.

Vincent Price faz uma participação como o misterioso Big Daddy ("Papaizão"), recitando um trecho de Poe. Nos letreiros finais é anunciado o seu filme The Haunted Palace, produção de horror da AIP lançada nos Estados Unidos em 28 de agosto de 1963 - semanas após Beach Party ter entrado em cartaz.

Canções[editar | editar código-fonte]

As canções em Beach Party foram escritas especialmente para o filme, o que era raro para produções B.[6] Les Baxter foi o compositor da trilha sonora desse filme e também de outros para adolescentes tais como Sergeant Deadhead, Dr. Goldfoot and the Bikini Machine e Fireball 500.

Gary Usher e Roger Christian escreveram três canções ouvidas no filme: a canção-título, cantada por Avalon e Funicello; "Swingin' and a-Surfin'" e "Secret Surfing Spot", ambas interpretadas por Dick Dale and the Del Tones.

Bob Marcucci e Russ Faith escreveram "Don't Stop Now", interpretada por Avalon.

Guy Hemric e Jerry Styner compuseram duas canções para Funicello: "Treat Him Nicely" e "Promise Me Anything (But Give Me Love)".

Influências culturais[editar | editar código-fonte]

A gangue de motociclistas chamada The Rat Pack e que aparece no filme, é uma paródia das que foram vistas em The Wild One (1953). O personagem Eric Von Zipper (ouve-se o som aumentado de um zíper funcionando toda vez que ele diz seu nome e abre a blusa) interpretado por Harvey Lembeck, é uma referência ao de Marlon Brando naquele filme.

O clube do Big Daddy neste filme (e o similar Palácio do Cappy visto em Muscle Beach Party) é uma referência aos bares do sudeste da Califórnia, em particular o Cafe Frankenstein.

Outros filmes da série e similares[editar | editar código-fonte]

* Avalon aparece em todos os filmes exceto The Ghost in the Invisible Bikini e Thunder Alley. Funicello não aparece em Sergeant Deadhead e The Ghost in the Invisible Bikini.

Referências

  1. McParland, p. 21
  2. Burns, p. 47
  3. Betrock, pp. 100-105
  4. Warshaw, pp. 270-271
  5. Arkoff, pp. 134
  6. Mars
Bibliografia
  • Arkoff, Sam. Flying Through Hollywood By The Seat Of My Pants: From the Man Who Brought You I Was a Teenage Werewolf and Muscle Beach Party. [S.l.]: Birch Lane Press, 1992. ISBN 1559721073.
  • Betrock, Alan. The I Was a Teenage Juvenile Delinquent Rock ‘n’ Roll Horror Beach Party Movie Book – A Complete Guide to the Teen Exploitation Film: 1954-1969. New York: St. Martin’s Press, 1986. 100–105 pp. ISBN 0-312-402937.
  • Burns, Walter. (Fall 2003). "Song of the Beach: AIP is the Studio Responsible for the Only Successful Musical Series Ever Made in Hollywood". CinemaEditor Magazine 53: 46–51.
  • Chidester, Brian; Priore, Domenic. In: Brian. Pop Surf Culture: Music, Design, Film, and Fashion from the Bohemian Surf Boom. Santa Monica: Santa Monica Press, 2008. 198–203 pp. ISBN 10-1-59580-035-2.
  • McParland, Stephen J.. It's Party Time - A Musical Appreciation of the Beach Party Film Genre. Riverside, California, USA: PTB Productions, 1994. ISBN 0-9601880-2-9.
  • "Hollywood and Surfing". The Encyclopedia of Surfing. (2003). Harcourt, Inc.. 270–271. ISBN 0-15-100579-6 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Beach Party