Beam Me Up Scotty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beam Me Up Scotty
Mixtape de Nicki Minaj
Lançamento 18 de abril de 2009
Gravação 2008–2009
Hot Beats, Atlanta, Geórgia
Gênero(s) Hip-hop, R&B
Duração 75:18
Gravadora(s) Trapaholics[1]
Produção DJ Holiday and The Trapaholics
Cronologia de Nicki Minaj
Último
Último
Sucka Free
(2008)
Pink Friday
(2010)
Próximo
Próximo

Beam Me Up Scotty é o terceiro mixtape da artista americana Nicki Minaj. Foi lançado em 18 de abril de 2009 pela Young Money Entertainment e Dirty Money Entertainment. O disco inclui participações especiais de Lil Wayne, Gucci Mane, Busta Rhymes, Bobby Valentino, outros artistas da Young Money como Drake e Jae Millz. Pouco depois de seu lançamento, Minaj — juntamente com outros artistas da Cash Money/Young Money — estiveram na MTV.com e Mixtape Daily para discutir o registro.[2] [3]

Antecedentes e promoção[editar | editar código-fonte]

Beam Me Up Scotty foi gravado depois de Lil Wayne notar o surgimento de Minaj na gravadora underground do Queens Dirty Money Records com a série de DVD's "The Come Up".[4] Wayne foi creditado como orientador enquanto ela gravava o disco, dois anos depois dela ter feito uma aparição na faixa "Don't Stop, Won't Stop" do seu aclamado mixtape Da Drought 3.[5] Foi creditada na faixa para ajudar na criação de uma base de fã para ela.[6] Minaj disse sobre sua temporada em turnê com Lil' Wayne: "Isso me deixou com vontade. Isso foi o que me inspirou nas músicas para o disco Beam Me Up Scotty — a I Am Music Tour.[2] A rapper creditou este mixtape como uma concentração em sua música, em uma época que grande parte dos esforços de sua carreira foram associados com a sua imagem:

Eu estava bem, mas eu não estava me concentrando na música. Eu estava fazendo fotos e coisas assim, então as pessoas me conheciam mais pela imagem do que pela minha música. Mas com o mixtape Beam Me Up Scotty, eles têm que me levar a sério como artista. Então, eu diria que talvez a um ano atrás, eu comecei a afiar minhas habilidades. Recentemente, eu venho cantando mais. Agora é oficial — ele será lançado pela 'Town Julie Brown.[3]

"I Get Crazy" com Lil Wayne, entrou nas paradas americanas de R&B devido um airplay forte.[7] Um videoclipe para a canção "Itty Bitty Piggy" foi lançado devido à demanda popular. O vídeo foi gravado com Minaj executando a canções em clubes e nos bastidores das sessão de fotos para o Beam Me Up Scotty.[8] O vídeo estreou no Hoodaffairs on Demand, que também tiveram um papel importante na filmagem do clipe. "Go Hard", com Lil Wayne, foi promovido com um vídeo musical filmado pelo diretor Koach K. Rich.[9]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Robert Christgau (A-)

Beam Me Up Scotty foi recebido positivamente pelos fãs e críticos. Mixtape Daily da MTV optou o mixtape como a sua escolha semanal em 4 de maio de 2009, dando a ele críticas positivas: "Sim, você vai ouvir mais do que apenas mensagens de contra ataque á outras pessoas — Nicki diz que ama as meninas e não tem nenhum problema de se envolver com "vadias más". Mixtape Daily escolheu as suas faixas favoritas, como "I Get Crazy (com Lil Wayne)", "Kill the DJ" e "Envy".[3] Beam Me Up Scotty é creditado com uma ajuda para distinguir Nicki Minaj como uma excelente letrista em um gênero dominado por homens. SoundOff TV do site BET.com deu uma crítica positiva à seu mixtape ao comentar sobre as impressões de Minaj a si mesma: "Posso estar me precipitando, [mas] quando Nicki mandou a primeira rima meu "radar de nova rapper" imediatamente apitou e o trecho dado aos paralelos entre ela e Lil Kim eram extremamente semelhantes. Garota grossa de pele escura rimando sobre explícitas questões que nós só discutimos com as portas fechadas - sim, eu diria que ela era uma cópia descarada. Mas depois de retirar o adesivo teimoso da minha testa, me sentei e escutei o material baixinho e as semelhanças não existia como eu pensava."[10] Em sua guia do consumidor para o MSN Music, o crítico Robert Christgau deu ao Beam Me Up Scotty uma classificação de A-,[11] indicando que é "um tipo [de álbum] habitual, com bons resultados, o que é esperado pelo micromarketing musical e pelas superproduções. Qualquer pessoa disposta á sua estética poderá desfrutar de mais da metade de suas faixas".[12] De acordo com Rob Molster do The Daily Cavalier, com Beam Me Up Scotty "[Minaj] ganhou uma reputação por oferecer letras ferozes com um novo estilo... [e] também revelou que Minaj tem um talento especial para invocar personalidades alternativas, adicionando outra camada a sua personalidade já complexa."

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "Intro"   1:04
2. "I Get Crazy" (com Lil Wayne) 3:41
3. "Itty Bitty Piggy"   4:07
4. "Slumber Party" (com Gucci Mane) 3:01
5. "Kill da DJ"   4:31
6. "Mind on My Money" (com Rihanna, Brinx e Busta Rhymes) 4:17
7. "Shopaholic"   3:30
8. "Still I Rise"   5:32
9. "Go Hard" (com Lil Wayne) 5:56
10. "Nicki Minaj Speaks"   1:10
11. "Best I Ever Had" (com Drake) 5:26
12. "Handstand" (com Shanell) 3:08
13. "Keys Under Palm Trees"   2:51
14. "Get Silly"   1:30
15. "Easy" (com Gucci Mane) 4:05
16. "Psycho" (com Jae Millz & Gudda Gudda) 4:18
17. "Nicki Minaj Speaks"   0:53
18. "I Feel Free" (com Ron Browz, Red Café & Ricki Blaze) 3:43
19. "Can Anybody Hear Me?"   3:26
20. "Girls Kissing Girls" (com Gucci Mane) 3:09
21. "Envy"   4:32
22. "Outro"   1:39
23. "Beam Me Up Scotty"   3:59

Referências

  1. Beam Me Up Scotty: Presented By DJ Holiday (em inglês). Amazon.co.uk. Página visitada em 14 de novembro de 2010.
  2. a b Mixtape Daily Video: Nicki Minaj, Drake, Lady GaGa, More (em inglês). MTV (9 de dezembro de 2009). Página visitada em 11 de abril de 2012. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  3. a b c Reid, Shaheem (4 de maio de 2009). Lil Wayne Introduces Nicki Minaj (em inglês). MTV. Página visitada em 11 de abril de 2012. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  4. Lipshutz, Jason S (10 de agosto de 2009). Nicki Minaj Catches Eyes On Lil' Wayne's Young Money Tour (em inglês). Billboard.com. Página visitada em 12 de dezembro de 2010. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  5. Kennedy, Gerrick D. (26 de novembro de 2010). Nicki Minaj red-hot as 'Pink Friday' lands (em inglês). Los Angeles Times. Página visitada em 12 de dezembro de 2010. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  6. Ziegbe, Mawuse (28 de novembro de 2010). Nicki Minaj Uncovers Onika Miraj, Embraces Fame In 'My Time Now' (em inglês). MTV News. Página visitada em 12 de dezembro de 2010. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  7. Molster, Rob (2 de dezembro de 2010). Minaj makes statement with debut ‘Pink Friday’. Página visitada em 12 de dezembro de 2010. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  8. Nicki Minaj “Itty Bitty Piggy” Music Video (em inglês). The Rundown (2 de setembro de 2009). Página visitada em 11 de abril de 2012. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  9. Nicki Minaj ft. Lil Wayne - "Go Hard" Official Video (em inglês). Vodpod (15 de dezembro de 2010). Página visitada em 11 de abril de 2012.
  10. SoundOff TV: One On One With LowKey & Nicki Minaj (em inglês). Sound Off.BET.com (1 de maio de 2009). Página visitada em 11 de abril de 2012. Cópia arquivada em 11 de abril de 2012.
  11. Christgau, Robert (18 de janeiro de 2011). Girl Talk/Nicki Minaj (em inglês). MSN. Página visitada em 3 de maio de 2013. Cópia arquivada em 3 de maio de 2013.
  12. Christgau, Robert. CG 90s: Key to Icons. Robert Christgau. Página visitada em 5 de maio de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Nicki Minaj é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.