Bedřich Smetana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de Bedřich Smetana

Bedřich Smetana AFI[ˈbɛdr̻ɪx ˈsmɛtana] (Leitomischl (Litomyšl), Boémia Oriental, 2 de Março de 1824[1] - Praga, 12 de Maio de 1884)[1] , foi um compositor checo. Sua obra mais famosa é O Moldava (Vltava) do poema sinfônico Minha Pátria (Má Vlast).

Vida[editar | editar código-fonte]

Estátua em homenagem a Smetana em Litomyšl.

Estudou piano e violino desde pequeno, e sofreu resistências da família pela opção de carreira na área da música. Estudou música em Praga e foi contratado como músico numa família de nobres. O compositor Franz Liszt, em 1848, apoiou-o para criar a sua própria escola de música.

Em Setembro de 1855, Smetana perdeu a sua filha Bedřiska, então com quatro anos de idade, perdendo outro filho nove meses depois. Deprimido, Smetana passou a dedicar-se à composição. Desta época data o seu «Trio para violino, violoncelo e piano em sol menor» (op. 15).

No ano seguinte, Smetana mudou-se para Gotemburgo, na Suécia, onde permaneceu até 1863. Durante esse período realizou muitos recitais e concertos.

Bedřich, devido à tensão nervosa e à sífilis, começou a ficar surdo em Março de 1874, aos 50 anos, aquando da estreia da sua ópera «As Duas Viúvas». Alguns meses depois, a 20 de Outubro de 1874[1] , ficou afectado por surdez total. Ainda viveu 10 anos na mais completa surdez, compondo ainda muita música, tal como o poema sinfónico «Minha Pátria» («Má Vlast»), com a parte musical mundialmente conhecida «O Moldava» («Vltava»), em sol maior, de 1874, evocando o rio Moldava ou Vltava – afluente do rio Elba –, bem como as óperas «O Beijo» (1876), «O Segredo» (1878) e «A Parede do Diabo» (1882). Smetana é considerado como o pai da escola musical checa. Antonín Dvořák será o seu seguidor.

Smetana é, juntamente com Ludwig van Beethoven e Fauré, um dos compositores que escreveram música em total surdez.

Faleceu em 1884 num manicómio na cidade de Praga, surdo e acometido de problemas neurológicos decorrentes de sífilis.

Obra musical[editar | editar código-fonte]

A maior parte da obra musical de Smetana é composta por peças de temática folclórica e nacionalista. Notabilizou-se também como compositor de óperas, todas com libreto em checo, a saber:

  • Braniboři v Čechách (Brandemburgueses na Boêmia)
  • Prodaná Nevěsta (A Noiva Vendida)
  • Dalibor
  • Libuše
  • Dvě Vdovy (As Duas Viúvas)
  • Hubička (O Beijo)
  • Tajemství (O Segredo)
  • Čertova stěna (A Parede do Diabo)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c [Mestres da Música (Editorial Planeta - De Agostini, S.A. 1990]