Bei Mir Bistu Shein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Bei Mir Bistu Shein"
Canção de The Andrews Sisters
Lançamento 1938; (The Andrew Sisters)
Gravação 1932
24 de Novembro de 1937
Gênero(s) Swing
Duração 2:43
Composição Sholom Secunda, Jacob Jacobs
Produção Harms, Inc.

"Bei Mir Bistu Shein" é uma canção popular de língua iídiche. Foi composta por Jacob Jacobs e Sholom Secunda em 1932 para a comédia musical I Would If I Could. O título da canção original em iídiche é "Bay Mir Bistu Sheyn".[1] A versão em iídiche original da canção (em Dó menor) é um diálogo entre dois amantes que compartilham os versos da canção.

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Cartaz original do show, em iídiche. Nova Iorque, 1938

A canção ficou famosa após ser interpretada em inglês, mas mantendo o título iídiche, "Bei Mir Bistu Shein". Em uma regravação alemã, a canção apareceu com o título em alemão "Bei Mir Bist Du Schön".

Em 1937, Sammy Cahn ouviu uma interpretação da canção, cantada em iídiche pelos artistas afro-americanos, Johnnie e George, no Apollo Theater, em Harlem. Cahn pediu ao dono dos direitos da canção para que a vendesse (juntamente com Saul Chaplin), para que ele pudesse reescrever a canção em inglês e com ritmos mais típicos da música swing. Secunda vendeu os direitos da canção por apenas US$ 30 dólares, que mais tarde ele dividiu com Jacobs, sendo assim US$15 dólares para cada um. Cahn então convenceu as The Andrews Sisters, ainda desconhecidas, para que elas gravassem a canção (em 24 de Novembro de 1937). Gravada pelas irmãs Andrews, a canção se tornou um sucesso mundial, sendo o primeiro sucesso delas, ganhando-lhes um disco de ouro nos Estados Unidos.[2] A música é executada por Renata Flores no filme de 1980, The Last Metro e por Janis Siegel no filme Swing Kids em 1993.

Com o tempo, a canção arrecadou cerca de US$ 3 milhões de dólares. Em 1961, os direitos autorais sobre a canção terminou, e a posse voltou a Secunda e Jacobs, que assinou um contrato com Harms, Inc.[2]

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Houve várias versões para a canção na União Soviética.[3] Em 1943, uma canção em língua russa para a música foi produzida com letras satíricas anti-nazistas intitulada como "Baron Von Der Pshik", onde foi cantada por Anatoli Fidrovsky, enquanto que o arranjo musical ficou a cargo de Orest Kandat.[4] Mais tarde, a canção foi incluída no repertório da orquestra jazz de Leonid Utyosov.[4]

Durante o nazismo na Alemanha, a canção fez sucesso entre as origens judaicas, porém a canção foi banida do país.[5]

Há uma versão sueca da canção chamada "Bär ner mig till sjön", que significa "Leve-me até o lago."[6]

A empresa Beverage Company adaptou a canção em uma propaganda de TV em 1976, para divulgar "Shasta" (refrigerante).[7]

Em Novembro de 2011, Ilhama Gasimova lançou um single chamado "Bei Mir Bist Du Sheen", com DJ OGB, em uma versão moderna da canção iídiche.[8]

Gravações[editar | editar código-fonte]

Além de outras versões normalmente modificadas e traduzidas em outras línguas, a canção também recebeu uma série de novas gravações populares, onde muitas vezes manteve o título da canção, mudando somente o idioma.[9]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.