Bela Lugosi's Dead

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Bela Lugosi's Dead"
Single de Bauhaus
do álbum Crackle - The Best of Bauhaus
Lado B "Boys"
Lançamento Agosto de 1979
Gravação 26 de Janeiro de 1979 no Beck Studios em Wellingborough, Northamptonshire
Gênero(s) Gothic rock, post-punk
Duração 9:36
Gravadora(s) Small Wonder
Cronologia de singles de Bauhaus
Último
Último
"Dark Entries"
(1980)
Próximo
Próximo

"Bela Lugosi's Dead" é uma canção de rock gótico escrita pela banda Bauhaus. A canção foi o primeiro single da banda, lançado em agosto de 1979, e é muitas vezes considerado o primeiro disco de rock gótico lançado. Ele não entrou nas paradas pop britânicas naquela época. O lado-b do single inclui a música "Boys" e algumas versões também incluem uma gravação demo do que seria seu próximo single, "Dark Entries". Foi lançado em CD em 1988 e foi compilado no álbum de 1998, Crackle - The Best Of Bauhaus. A arte original da capa foi tirada do filme O Gabinete do Doutor Caligari.


Lista de Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Bela Lugosi's Dead"
  2. "Boys"
  3. "Dark Entries" (demo)


Descrição[editar | editar código-fonte]

A música tem mais de nove minutos de duração e foi gravado "ao vivo no estúdio", em um take único. David J, baixista da banda, afirma em seu site ter escrito a letra. O vocal não é iniciado (na versão de estúdio) até vários minutos de música. O dub de influência do som da guitarra foi conseguido usando acordes parciais com pestana e deixando o E de cima e as cordas B abertas. O título faz referência a estrela do cinema de terror Béla Lugosi (1882-1956), que fez muito para criar a imagem do vampiro moderno como o personagem-título do filme de 1931: Drácula.

Sessão de Gravação[editar | editar código-fonte]

"Bela Lugosi's Dead" foi gravado durante uma sessão de seis horas no Beck Studios em Wellingborough, em 26 de janeiro de 1979. Mais quatro canções foram gravadas ("Boys", "Harry", "Dark Entries" e a inédita "Some Faces"), mas não foram utilizados; apenas "Harry" surgiu em 1982 como um single lado-B de "Kick In The Eye" . A canção "Boys" foi regravada no Beck Studios, na Primavera de 1979.


Uso no Cinema e Televisão[editar | editar código-fonte]

A canção foi apresentada no filme de Tony Scott lançado em 1983: Fome de Viver, com Bauhaus sendo retratando como uma banda em uma boate, tocando a música durante os créditos de abertura e introdução. Em um disco 7" promocional foi apresentanda uma versão editada da música, lançada nos cinemas que reproduziram o filme.

Ela também foi tocada ao longo do filme Dead Man's Curve/The Curve, e apresentado no filme francês, Sombre. A música é tocada no filme Maldita Sorte como uma introdução para quando a garota gótica está no filme e também é parte da trilha sonora. A canção foi usada como música de introdução para o quadro do final da década de 1990 do programa Saturday Night Live "Goth Talk", que teve Chris Kattan e Molly Shannon como dois estudantes góticos. A música também esteve em um episódio da quinta temporada de Smallville, o episódio temático de halloween "Thirst". A música também foi tocada em um episódio de One Tree Hill.

A canção foi apresentada em um episódio ("Midnight"), da série de ficção científica Fringe, que girava em torno de um vampiro.

O comediante e músico Bill Bailey parodiou a canção em seu DVD Cosmic Jam como parte de um medley em que ele e sua banda, o Stan Ellis,tocavam canções populares no estilo Cockney Rock - este segmento específico do medley inclui mudanças líricas como " E ad a girl's name ".

A música foi tocada em sua quase totalidade durante o filme de terror The Collector durante uma cena em que a filha mais velha estava tentando fazer sexo com seu namorado antes de serem ambos cruelmente assassinados.

A música foi tocada na cena de abertura da série de TV Supernatural no Episódio 5 da 6 ª Temporada "Live Free or Twi-Hard". O episódio especial temático de vampiros zombando na série de filmes como Crepúsculo e seu romantismo de vampiros.


Membros da Banda[editar | editar código-fonte]


Informações de Impressão[editar | editar código-fonte]

A versão original de 12", foi em vinil branco e limitada a 5000 cópias. Vários relançamentos incluiram os seguintes:

  • Vinil preto com capa em preto sobre branco
  • Vinil azul com margem azul-branco
  • Vinil transparente com capa marrom sobre branco
  • Vinil verde com margem verde sobre branco
  • Vinil rosa com margem rosa em branco
  • Vinil vermelho com capa vermelha sobre branco
  • O disco de imagem que brilha no escuro, com margem de plástico transparente



Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rock é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.