Atratividade física

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Beleza humana)
Ir para: navegação, pesquisa

Atratividade física é o grau em que os traços físicos de uma pessoa são considerados esteticamente agradáveis ou bonitos. O termo geralmente significa atração sexual ou desejabilidade. Há muitos fatores que influenciam a atração de uma pessoa para outra, sendo os aspectos físicos um deles. A própria atração física inclui percepções universais comuns a todas as culturas humanas, bem como os aspectos que são culturalmente e socialmente dependentes, juntamente com as preferências subjetivas individuais.

Em muitos casos, os seres humanos atribuem características positivas, como inteligência e honestidade às pessoas fisicamente atraentes, sem conscientemente perceber.[1] A partir de pesquisas feitas nos Estados Unidos e Reino Unido, verificou-se que a associação entre inteligência e atratividade física é mais forte entre os homens do que entre as mulheres.[2] psicológos evolucionistas têm tentado responder por que os indivíduos que são fisicamente mais atraentes também devem, em média, ser mais inteligentes, e apresentaram a idéia de que a inteligência geral e atratividade física podem ser indicadores de aptidão genética subjacente.[2] As características físicas da pessoa pode ser sugerir fertilidade e saúde. Esses fatores contribuem para a probabilidade de sobrevivência e reprodução para a continuidade da vida na Terra.[3]

Fatores gerais[editar | editar código-fonte]

Ishtar, Deusa mesopotâmica do amor sexual e da guerra. A deusa tem sido associada com a sexualidade, o amor e a fertilidade.[4] [5] [6]

Algumas características físicas são atrativas em ambos homens e mulheres, particularmente as corporais[7] e simetria facial,[8] [9] embora um relatório contrário sugere que a "perfeição absoluta" de perfeita simetria pode ser "perturbadora".[10] A simetria pode ser evolutivamente benéfica como um sinal de saúde enquanto a assimetria "sinais de doença ou lesões passadas".[11] Singh diz que um estudo mostrou que as pessoas eram capazes de medir a beleza em um nível subliminar quando imagens foram mostradas por um centésimo de segundo e outro mostrou que bebês preferem rostos bonitos.[11] Outros fatores importantes são a juventude, a clareza e suavidade da pele além da vivacidade das cores dos olhos e cabelos.[8]

Referências

  1. Dion K, Berscheid E, Walster E. (Dezembro de 1972). "What is beautiful is good". J Pers Soc Psychol 24: 285–90. DOI:10.1037/h0033731. PMID 4655540. (em inglês)
  2. a b Kanazawa Satoshi. (2011). "Intelligence and physical attractiveness". Intelligence 39: 7–14. DOI:10.1016/j.intell.2010.11.003.(em inglês)
  3. Barelds-Dijkstra, Pieternel & Barelds, Dick P.H. (2008)
  4. Philip Wilkinson (2008). Illustrated Dictionary of Mythology: Heroes, Heroines, Gods and Goddesses from Around the World. Paw Prints. ISBN 978-1-4395-5462-3.
  5. Kevin J. Cathcart; Carmel McCarthy; John F. Healey (2004). Biblical & Near Eastern Essays. A&C Black. pp. 15–17. ISBN 978-0-8264-6690-7.
  6. Nagendra Kr Singh (1997). Divine Prostitution. APH Publishing. pp. 4–6. ISBN 978-81-7024-821-7.
  7. Guy Dammann (20/8/2008). Rules of attraction (em inglês) The Guardian. Visitado em 1/10/2014.
  8. a b Sarah Kershaw (8/8/2008). The Sum of Your Facial Parts (em inglês) The New York Times. Visitado em 1/10/2014.
  9. Edward Willett (29/10/2008). A person's face can say a lot (em inglês) The Leader-Post (Regina). Visitado em 1/10/2014. "as pessoas preferencialmente se casam, namoram, se associam, empregam e até mesmo votam em indivíduos fisicamente atraentes "... A simetria é uma característica que achamos atraente."
  10. Oliver Burkeman (24/4/2010). This column will change your life: The beauty in imperfection (em inglês) The Guardian. Visitado em 1/10/2014. "A perfeição absoluta, tem sido observada há muito tempo, e é preocupante. Ele não oferece nenhum ponto de conexão e pode ajudar a explicar o efeito "vale misterioso", onde robôs quase-realistas provocam repulsa em humanos..."
  11. a b S. McKeen (10/2/2010). A beauty fix plumps up psyche and overall health (em inglês) The Edmonton Journal. Visitado em 1/10/2014. "A evolução nos ensinou a cobiçar simetria - um corpo e rosto bem equilibrados - porque aassimetria sinaliza doença ou lesão passada. Nós, portanto, definimos a beleza como algo muito elegante, até a relação mais ideal entre quadris e seios e do lábio superior com o lábio inferior."

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Beleza