Belinda Lee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Belinda Lee (Devon, 15 de junho de 1935San Bernardino, 12 de março de 1961) foi uma atriz britânica nascida na Inglaterra.

Iniciou a carreira artística no teatro britânico e estreou-se no cinema em 1954 com o filme Runaway Bus. Fez relativo sucesso no cinema britânico, italiano e norte-americano numa curta carreira, encerrada com sua morte em março de 1961 num desastre de automóvel.

Foi considerada uma das atrizes mais belas do cinema, tendo sido casada com o fotógrafo Cornell Lucas. Porém, o que mais marcou a sua intensa e curta vida foi ter sido a causa de um grande escândalo no seio da nobreza italiana pelo seu romance tumultuoso com o Príncipe Felipe Orsini. Ele era casado, pai e nobre da Santa Sé como assistente do sólio papal. A ligação entre os dois acabou por penetrar nos austeros corredores palacianos do Vaticano e foi motivo de várias tragédias como a tentativa de suicídio de Belinda, por envenenamento, em janeiro de 1958 e, dois dias depois, o suicídio frustrado do príncipe Orsini que foi encontrado em seu banheiro com os pulsos cortados. Pressionado pelos príncipes da Corte pontifícia, o Papa João XXIII retirou-lhe o cargo e a esposa de Orsini (a princesa Franca Buanocossa) deixou-o. E, ironia do destino, tudo por nada, pois em seguida Belinda deixou-o por outro homem, morrendo logo em seguida no acidente na Califórnia.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  1. "Runaway Bus";
  2. "À Sobra da Guilhotina";
  3. "Os Libertinos";
  4. "Foot Steps in The Fog";
  5. "Man Of The moment";
  6. "Murder By Proxy";
  7. "The Bells Of St. Trinian´s";
  8. "Wo Done It?";
  9. "Feminine Touch";
  10. "Euewitness";
  11. "Big Money";
  12. "Aphrodite";
  13. "Nor The Moon Big Night";
  14. "Casei-me Com a Morte";
  15. "Amante de Uma Noite";
  16. "O Príncipe Lendário" (Dangerous Exile, da RANK FILMS, com Louis Jordan - 1958).