Belle du Seigneur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Belle du Seigneur
Autor (es) Suíça Albert Cohen
Idioma Francês
País  França
Género Romance histórico
Linha de tempo da história Década de 1930
Espaço onde decorre a história Suíça
Editora França Éditions Gallimard
Lançamento França 1968
Páginas França 848
ISBN 2070269175

Belle du Seigneur é um romance histórico de 1968 da autoria do escritor suíço Albert Cohen. Situada em Genebra na década de 1930, a narrativa gira em torno de um judeu do Mediterrâneo, empregado na então Liga das Nações, e o seu romance com uma aristocrata suíça casada. O romance é a terceira parte de uma série de quatro livros, seguida por Solal des Solals e Nailcruncher, e precede Les Valeureux. O livro recebeu o Grand Prix du roman de l'Académie française.[1] Uma adaptação para o cinema em língua inglesa, protagonizada por Jonathan Rhys Meyers e Natalia Vodianova, irá estrear em 2012.[2]

Receção[editar | editar código-fonte]

Emma Klein, do jornal The Independent, escreveu em 1995: "Não obstante as passagens de lirismo que rivalizam com o Cântico dos Cânticos, Belle du Seigneur é mais do que uma história de amor. Na sua base, com a sua sobriedade, minuciosamente se observa uma sátira das pretensões e fragilidades humanas, as suas frequentes e assombrosas alusões à morte que espreita à espera, fazendo jus a um episódio das escrituras Vaidade das vaidades mais pulsante, exuberante."[3]

Referências

  1. Belle du Seigneur (em french) Evene. Visitado em 2012-01-01.
  2. Bergin, Olivia (2011-08-24). Natalia Vodianova: film star telegraph.co.uk. Visitado em 2012-01-01.
  3. Klein, Emma (1995-12-16). Vanity made flesh The Independent. Visitado em 2012-01-01.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.