Belmiro de Azevedo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Belmiro de Azevedo
Nome completo Belmiro Mendes de Azevedo
Nascimento 17 de Fevereiro de 1938 (76 anos)
Marco de Canaveses, Tuias,  Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Fortuna Aumento US$ 2,5 mil milhões (2014)[1]
Ocupação Grupo Sonae

Belmiro Mendes de Azevedo GCIH (Marco de Canaveses, Tuias, 17 de Fevereiro de 1938) é um empresário português.

Segundo a revista Forbes, Belmiro de Azevedo surge na 687.ª posição na lista das personalidades mais ricas do mundo de 2014, com uma fortuna avaliada em 2,5 mil milhões de dólares.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Belmiro de Azevedo é o mais velho dos oito filhos de Manuel de Azevedo, carpinteiro e agricultor, e de Adelina Ferreira Mendes, costureira. Depois da instrução primária, foi para o Porto, aos cuidados de um tio. Frequentou o Liceu Nacional Alexandre Herculano, de onde seguiu para a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Entre 1959 e 1960 foi chamado a cumprir o serviço militar obrigatório. Em 1964 licenciou-se em Engenharia Química. Durante os estudos praticou andebol, no Centro Desportivo Universitário do Porto e no Futebol Clube do Porto.

Começou a trabalhar cedo para poder pagar os seus estudos. Ainda antes de terminar o curso, entrou para a Efanor (Empresa Fabril do Norte), localizada na Senhora da Hora. Pouco depois ingressa na Sonae (Sociedade Nacional de Estratificados), cujo controlo assumirá em 1974[3] . Durante anos, foi polémico o conflito judicial entre Belmiro de Azevedo e a família de Afonso Pinto de Magalhães, fundador da empresa.

Em 1975 vai aos Estados Unidos, onde obtém um diploma de especialização em Gestão de Empresas, na Universidade de Harvard.

Sob o seu comando, a Sonae estendeu a sua actividade a novas áreas como a dos hipermercados (Continente e Modelo), a das comunicações (jornal Público) e a das telecomunicações (Optimus). Posteriormente, o grupo procurou expandir-se internacionalmente e apostou no retalho especializado (Bonjour, Vobis, Worten, Sportzone, etc.). A partir de 1985, a Sonae passou a ser cotada na Bolsa de Valores e Belmiro torna-se accionista maioritário do grupo.

Também em 1985 diploma-se no Financial Management Program da Universidade de Stanford.

Em paralelo com a actividade empresarial, criou, em 1991, a Fundação Belmiro de Azevedo[4] , que desenvolve a política de mecenato da empresa, nas áreas da Educação, das Artes, da Cultura e da Solidariedade, em acções de parceria com indivíduos e entidades e contando com os colaboradores da empresa em acções de voluntariado. Em 2008, esta fundação abriu em Matosinhos o Colégio Efanor, no lugar das velhas instalações fabris onde Belmiro deu inicio à sua carreira profissional.

Belmiro de Azevedo é conhecido também pelo seu carácter empreendedor, pela sua ousadia e pela frugalidade que cultiva pessoalmente e que estende à gestão e à cultura do Grupo.

Com a morte de António Champalimaud, Belmiro de Azevedo tornou-se em 2006, no único português a figurar na famosa lista da revista Forbes, com um fortuna avaliada em 1,6 mil milhões de euros.[5]

Considerado durante alguns anos o cidadão mais rico de Portugal[5] , é Presidente do Conselho de Administração do grupo Sonae. Sua fortuna, que em 2007 era estimada em 3 mil milhões de euros, o que ainda lhe dava a liderança entre as fortunas do país, caiu mais de 50% em dois anos, passando para 1,4 mil milhões de euros em 2009.[6]

É adepto do Futebol Clube do Porto e sócio honorário do Futebol Clube Marco de Canaveses.

Foi agraciado com o grau de Comendador da Ordem do Mérito Civil de Espanha a 22 de Março de 1999, com o grau de Comendador da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul do Brasil a 4 de Maio/21 de Setembro de 2000 e com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique a 5 de Janeiro de 2006.[7]

  • Engenharia Química FEUP;
  • Presidente da Sonae, SGPS, S.A.;
  • Membro do European Union Hong-Kong Business Cooperation Committee;
  • Membro do World Business Council for Sustainable Development;
  • Membro do European Advisory Board da London Business School;
  • Membro do Clube México-Europa 2000;
  • Membro do Senado da Universidade do Porto.

Belmiro de Azevedo é casado com Maria Margarida Carvalhais Teixeira, farmacêutica, com quem tem dois filhos e uma filha: Duarte Paulo Teixeira de Azevedo, Maria Cláudia Teixeira de Azevedo e Nuno Miguel Teixeira de Azevedo, encontrando-se os seus dois filhos já em cargos de chefia do seu grupo.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]