Belphegor (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde agosto de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Belphegor
Belphegor RockTheLake2007 04.jpg
A banda numa apresentação em seu país natal, em 2007
Informação geral
Origem Salzburgo
País  Áustria
Gênero(s) Death metal, black metal
Período em atividade 1991–atualmente
Página oficial belphegor.at
Integrantes Helmuth
Serpenth
Ex-integrantes Sirgurd - Guitarra
Robin Eaglestone - baixo
Barth - baixo
Marius "Reverend Mausna" - baixo
Torturer - bateria
Man - bateria
Maxx - baixo
Chris - bateria
Morluch - Guitarra

Belphegor é uma banda austríaca de death metal/black metal formada em 1991, inicialmente usando o nome Betrayer (o nome atual é utilizado desde 1993). Belphegor é, na mitologia cristã, o nome de um demônio.

Embora frequentemente associados ao satanismo, os integrantes da banda são ateístas. Não acreditam na existência de deuses nem de demônios, mas usam do simbolismo satânico como meio retórico de se contraporem à cultura religiosa.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Anos iniciais (1991 - 1997)[editar | editar código-fonte]

A banda apresentou sua primeira demo Kruzifixion em 1991, no mesmo ano, já sob o nome 'Belphegor' , lançaram uma nova demo, Daemonolatria, que é muito difícil de ser achada. O primeiro álbum, The Last Supper, foi lançado pela Lethal Records in 1995.

Last Episode e Phallelujah Productions (1997 - 2002)[editar | editar código-fonte]

Os álbuns Blutsabbath (1997) e Necrodaemon Terrorsathan (2000) foram gravados pela Last Episode (hoje conhecida como Black Attakk). Após se desligar do selo e depois chamá-los de "rip-off label". Lançaram um álbum ao vivo (Infernal Live Orgasm) por um selo independente: o Phallelujah Productions, e logo após assinaram com a gravadora austríaca Napalm Records.

Para comemorar os dez anos de carreira, a banda lançou um ao vivo intitulado Infernal live orgasm em 2002. O álbum foi lançado pelo selo Phallelujah Productions, fundado pela banda única e exclusivamente para o lançamento deste disco. A banda alegou que tal decisão foi tomada, pois queriam ter controle total sobre o lançamento de um álbum que consideram como algo especial em sua carreira.[2] Portanto, desde a elaboração da parte gráfica até o licenciamento e distribuição, o disco foi produzido e supervisionado pela própria banda. Infernal live orgasm contém doze músicas, sendo oito faixas ao vivo, gravadas em diferentes apresentações entre junho de 1999 e junho de 2001, e mais quatro gravações de estúdio, duas gravadas em dezembro de 2001, e outras duas tiradas de demos lançadas ainda no começo da década de 1990.[3]

Napalm Records (2003 - 2005)[editar | editar código-fonte]

Helmuth, líder da banda, durante uma apresentação em Londres, em 2008

Em 2003, Belphegor gravou Lucifer Incestus e abriu uma turnê por toda a Europa. Em 2005 apresentaram Goatreich-Fleshcult, e no mesmo ano tocaram no X-Mass Festival. A banda se separou da Napalm sob a alegação de não ser apoiada suficientemente por esta gravadora.[4]

Nuclear Blast (2005 - 2009)[editar | editar código-fonte]

Depois de assinarem com o selo Nuclear Blast em 2005, a banda apresentou o disco Pestapokalypse VI em outubro do ano seguinte. Foram contratados para abrir os shows do Danzig na turne americana do Blackest of the Black em dezembro de 2006 voltando quatro meses depois à América junto com as bandas Unleashed, Krisiun, e Hatesphere. Tocaram também no famoso festival Wacken Open Air . Em setembro fizeram uma turnê ao lado com o Gorgoroth em diversos países da América do Sul (no Brasil passaram por Belo Horizonte, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro).[5]

2008 foi ano do lançamento de Bondage Goat Zombie. Em janeiro, após uma cirurgia ocular, Sigurd foi substituído por Morluch. Durante algum tempo permaneceu incógnito se Sigurd voltaria à banda, até que Helmuth esclareceu que o guitarrista havia decidido se desligar definitivamente. A banda tocou novamente nos EUA no começo de 2008, tocaram no festival Hellfest na França em junho de 2008 e acompanhou Nile e Grave na turnê de Ithyphallic.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Músicos de sessões[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Demos/EPs[editar | editar código-fonte]

  • Kruzifixion (as Betrayer) (1991)
  • Unborn Blood (as Betrayer) (1991–1992)
  • Bloodbath in Paradise (1993)
  • Obscure and Deep (1994)

Vídeos[editar | editar código-fonte]

  • Vomit Upon the Cross (2001)
  • Lucifer Incestus (2004)
  • Belphegor - Hell's Ambassador (2006)
  • Bluhtsturm Erotika (2006)
  • Bondage Goat Zombie (2008)
  • Der Geistertreiber (2009)
  • Impaled Upon The Tongue Of Sathan (2010)
  • In Blood - Devour This Sanctity (2013)

Referências

  1. http://whiplash.net/materias/entrevistas/064636-belphegor.html
  2. Williams, Barbara (18 de março de 2003). Interview with Belphegor (em inglês) The Metal Crypt.. Página visitada em 18 de fevereiro de 2014.
  3. Belphegor interview (em inglês) battlezine.com (janeiro de 2003). Página visitada em 18 de fevereiro de 2014.
  4. interview with Pure Holocaust Magazine
  5. Rock OnLine - Belphegor e Goghorot tocam juntos no Brasil
Flag of Austria.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical da Áustria, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.