Ben Hardaway

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Joseph Benson "Ben/Bugs" Hardaway (1897 - 1957) também conhecido como J.B. Hardaway, Ben Hardaway, Buggsy Hardaway e B. Hardaway, foi um artista de storyboard, animador, dublador e diretor por vários estúdios de animação americanos durante a Era de Ouro da animação americana.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Embora, no estúdio Schlesinger/Warner Bros. durante o final dos anos 1930, Hardaway serviu como um storyman, e co-dirigiu vários curtas da Looney Tunes e Merrie Melodies com Cal Dalton durante os três anos em que Freleng estava na MGM. Em 1938, Hardaway co-dirigiu o primeiro filme com um coelho. Este coelho, ainda sem nome, embriológico, tinha sido criada por Bob Clampett em um final de semana que é descrito em detalhes na entrevista publicada por Michael Barrier no número 12 da hoje extinta revista Funnyworld (1970).[2]

Um novo desenho com um coelho redesenhado havia sido solicitado pelo departamento de enredos, como descrito por Virgil Ross, o animador de The Wild Hare, em uma entrevista publicada no número 19 da revista Animato.[3]

Hardaway inadvertidamente batizou-o quando "seu esboço informal de um personagem coelho" foi identificado como "Bugs Bunny" por um colega, conforme descrito na Encyclopædia Britannica.[4] Quando Freleng regressou a Warner Bros, em 1939, Hardaway foi rebaixado de volta a storyman, enquanto Tex Avery eventualmente criou o coelho que viria a substituir o coelho de Hardaway.[2] Em 1940 Hardaway juntou-se ao pessoal da Walter Lantz Productions, onde ajudou Walter Lantz na criação do personagem mais famoso do estúdio, o Pica-Pau. Hardaway escreveu ou co-escreveu a maioria das histórias para os curtas do personagem de 1940-1949, bem como forneceu a voz durante este período[2] (Mel Blanc dublou o Pica-Pau nos quatro primeiros episódios: O Pica-Pau Ataca Novamente, Woody Woodpecker,O Rachador, e Pânico na Cozinha).

Referências