Ben Henderson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ben Henderson
Data de nascimento 16 de novembro de 1983 (30 anos)
Local de nascimento Estados Unidos Colorado Springs, Colorado
Outros nomes Smooth, Bendo
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Altura 1,75 m
Peso 70 kg
Divisão Peso Leve
Envergadura 178 cm
Modalidade Muay Thai, Wrestling, Jiu-Jitsu Brasileiro e Taekwondo
Luta por Glendale, Arizona, EUA
Equipe MMA Lab
Graduação      Faixa Preta em Taekwondo
     Faixa Preta em BJJ
Anos ativo 2006-presente
Cartel no MMA
Total 25
Vitórias 21
Por nocaute 2
Por finalização 9
Por decisão 10
Derrotas 4
Por nocaute 1
Por finalização 2
Por decisão 1
Outras informações
Página Oficial http://www.smoothben.com/
Ben Henderson no Sherdog

Benson Henderson (Colorado Springs, 16 de novembro de 1983) é um lutador de MMA ex-campeão peso-leve do World Extreme Cagefighting e ex-campeão pesos leve do Ultimate Fighting Championship. Henderson atualmente é classificado em #10 no Ranking Peso por Peso do UFC.

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Henderson nasceu em Colorado Springs, Colorado. Filho da mãe coreana-americana e um pai afro-americano, ele foi criado em Washington. Ben estudou na Decatur High School de 1998 a 2001. Depois de terminar o colegial, ele cursou no Dana College em Blair, Nebraska e se formou em 2006 com graduação em justiça criminal e sociologia. Enquanto frequentava a Dana College, Henderson estava na equipe de luta livre, e foi duas vezes nomeado um NAIA All-American. Henderson é um cristão orgulhoso, e utiliza sua luta para compartilhar suas crenças. Ele é conhecido por citar as Escrituras e entrar em cada luta ao som de alguma música gospel. Muitos atribuem o símbolo que Henderson faz em suas exibições como um triângulo que representa o illuminati.

Símbolo característico de Benson

Carreira no MMA[editar | editar código-fonte]

Como amador, Henderson teve 2 vitórias e 1 derrota antes de se tornar profissional em 2006. Estreou vencendo sua primeira luta contra Dan Gregary. Perdeu sua terceira luta para Rocky Johnson por finalização, e logo depois embalou com quatro vitórias consecutivas, o que lhe deu a oportunidade de lutar contra um veterano do UFC, Diego Saraiva. Henderson dominou Saraiva por três rounds, vencendo por decisão unânime na sua sétima vitória como profissional.

World Extreme Cagefighting[editar | editar código-fonte]

Três meses depois, Henderson fez sua estréia no WEC contra Anthony Njokuani. Henderson derrotou Njokuani com uma guilhotina no início do segundo round. Na segunda luta no WEC nocauteou Shane Rolo. Com duas vitórias teve a chance de disputar o cinturão interino dos leves contra Donald Cerrone, quando o campeão oficial dos leves Jamie Varner se lesionou. Henderson venceu a luta por decisão unânime, e conquistou o cinturão interino. Ele e Cerrone foram premiados com uma bolsa adicional de U$ 20 mil como prêmio por ter conquistado a Luta da Noite. A luta com Cerrone foi premiada a Luta do ano de 2009 para todas as organizações de MMA, prêmio dado por Sherdog.

Henderson derrotou Jamie Varner com uma guilhotina para unificar o Cinturão dos Leves do WEC na edição número 46 do evento, em 10 de janeiro de 2010. Depois de não ter ido bem nos dois primeiros rounds, Henderson melhorou e encaixou uma guilhotina em pé para determinar o fim da luta, à 2:41 do terceiro round. Henderson teve a sua primeira defesa do cinturão em uma revanche com Donald Cerrone, em 24 de abril de 2010 no WEC 48, quando derrotou Cerrone com uma guilhotina no primeiro round.

Benson Henderson vs Anthony Pettis[editar | editar código-fonte]

No último evento do WEC, Benson enfrentou o desafiante Anthony Pettis, no WEC 53. No quinto assalto, Pettis combinou Parkour com voleio de futebol no que agora é chamado de Showtime Kick, feito após Pettis saltar em direção à grade, apoiando seu pé direito nela para dar impulso e depois girar em direção ao oponente, desferindo um golpe certeiro no rosto de Ben Henderson com o pé direito.[1] O desafiante, Anthony Pettis, acabou vencendo o combate por decisão unânime (48-47, 49-46, 48-47), se tornou o último campeão peso-leve do WEC.

Essa luta ficou marcada na carreira de ambos os lutadores e também na história do MMA. A luta foi considerada a melhor da noite e do ano de 2010.[2]


Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2010, o WEC se fundiu com o Ultimate Fighting Championship. Como parte da fusão, todos os lutadores do WEC foram transferidos para o UFC.

Henderson fez sua estréia no UFC 129 em 30 de abril de 2011, derrotando Mark Bocek por decisão unânime.

O próximo adversário de Henderson foi Jim Miller no dia 14 de agosto de 2011, no UFC on Versus 5. Henderson dominou Miller durante toda a luta, com socos, grandes transições, manteve-se calmo durante durante a luta para conquistar a vitória. Apesar de ter sido ameaçado com várias tentativas de levar a luta para o solo, Henderson escapou de todas, contra-atacando com socos e cotoveladas. Henderson ganhou por decisão unânime (30-27, 29-28, 30-26).

Henderson enfrentou Clay Guida no dia 12 de novembro de 2011 pelo UFC on Fox. Ele ganhou a luta por decisão unânime. Ganhou o prêmio de Luta da Noite. Com a vitória, ele se tornou o desafiante número 1 do até então campeão dos leves do UFC, Frankie Edgar.

Benson Henderson vs Frankie Edgar[editar | editar código-fonte]

A disputa do cinturão foi marcada para fevereiro de 2012, no UFC 144. Naquela altura, Frankie Edgar só havia perdido uma única vez, e era considerado uma grande lenda do UFC.

Benson conseguiu alguns golpes plásticos, o que foge de suas principais características. Depois de tentar um contragolpe quando Edgar segurava seu pé, Benson acertou uma pedalada violenta no nariz de Frankie, no segundo round. Os juízes deram a vitória de forma unânime a Henderson com a pontuação de 49-46, 48-47 e 49-46.

A luta ganhou o prêmio de Luta da Noite.

Benson Henderson vs Frankie Edgar II[editar | editar código-fonte]

A exemplo dos grandes campeões, Frankie Edgar conseguiu a revanche imediata após perder o cinturão. A revanche foi marcada para Agosto de 2012, no UFC 150.

O combate foi o mais equilibrado de sua carreira. Na decisão dos jurados, a vitória ficou com Ben Henderson de forma dividida: dois deram o triunfo a ele por 48 a 47, enquanto o terceiro deu para Edgar por 49 a 46. Indignado com o resultado, o ex-campeão atirou o boné no chão como protesto. [3]

Defesas do cinturão[editar | editar código-fonte]

Henderson fez sua segunda defesa de cinturão contra Nate Diaz no UFC on Fox: Henderson vs. Diaz em 02012-12-08 8 de dezembro de 2012. Dominando Diaz de uma forma incrível, resistindo as provocações de seu adversário e o venceu por Decisão Unânime (50-43, 50-45 e 50-45).

Henderson enfrentou o ex-Campeão Peso Leve do Strikeforce Gilbert Melendez no UFC on Fox: Henderson vs. Melendez no dia 02013-04-20 20 de abril de 2013. Henderson venceu por Decisão Dividida (47-48, 48-47 e 48-47), em mais uma decisão polêmica,e aproveitou a ocasião para pedir a namorada, Maria Magana, em casamento, para a surpresa do público.

Henderson era esperado para enfrentar TJ Grant no UFC 164 no dia 02013-08-31 31 de agosto de 2013, porém Grant se lesionou durante os treinos e foi substituído por Anthony Pettis.

Benson Henderson vs Anthony Pettis II[editar | editar código-fonte]

A revanche do WEC 53 aconteceu, enfim, em 31 de agosto de 2013. A luta trouxe Benson pela primeira vez atuando com os cabelos presos em tranças, numa clara demonstração de respeito a Pettis. A luta começou com Benson apertando Pettis na grade algumas vezes. Quando a luta foi para a trocação Pettis conseguiu conectar seguidos golpes na costela do campeão, e finaliza-lo com uma chave-de-braço.

Após a luta, Benson explicou a derrota: “Anthony é um cara duro. Ele provou ser o desafiante número um e agora o campeão. Ele pegou meu braço, fez um bom trabalho em rotacioná-lo para a direção correta. Aquilo foi uma chave de braço de alto nível. Muitos caras teriam errado a técnica, mas foi um ótimo armlock. Meu braço está me matando.[4]

Retomada após derrota[editar | editar código-fonte]

Passados quase dois meses após o revés, Benson veio a público contar seus planos para retomar o cinturão dos leves. Para isso, durante entrevista ao programa "The MMA Hour", do site "MMA Fighting", Ben Henderson afirmou que o brasileiro Rafael dos Anjos seria um bom adversário para a sua retomada na divisão.[5]

No entanto, com a contusão do campeão Anthony Pettis, Benson tomou seu lugar contra Josh Thomson em 25 de Janeiro de 2014 no UFC on Fox: Henderson vs. Thomson. Bendo venceu em uma decisão dividida polêmica. Dana White não gostou da atuação de Henderson e negou a ele uma luta pelo title shot contra Pettis por agora.

Cquote1.svg Isso foi insano. Isso é sempre um problema. A minha visão é, vocês dois sabem que estão lutando por uma chance ao título, ok? Vocês vão receber a chance ao título.Você vai, vai, vai para quebrar tudo. Não deixe nas mãos dos juízes, ou ao menos faça algo suficiente ou uma performance boa o suficiente para saber que você venceu, porque você nunca pode confiar nos juízes. Ben Henderson perdeu duas vezes para o Petis, o campeão, e foi destruído na última luta. Ele não fez nada que fizesse com que as pessoas gritassem: ‘Oh, eu quero vê-lo tendo outra chance contra o Pettis'.[6] - Cquote2.svg
disse Dana White depois da luta

Henderson enfrentou o prospecto russo Rustam Khabilov em 7 de Junho de 2014 no UFC Fight Night: Henderson vs. Khabilov. A luta estava equilibrada até o quarto round, quando Bendo aplicou um upper e rapidamente encaixou um mata leão, forçando Khabilov a desistir do combate.

Uma semana após a vitória, Henderson foi colocado para enfrentar Rafael dos Anjos em 23 de Agosto de 2014 no UFC Fight Night: Henderson vs. dos Anjos. Henderson foi derrotado por nocaute no primeiro round.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Benson é graduado em justiça criminal e sociologia. [7]

O pai de Benson era alcoolatra, e acabou sendo preso algumas vezes. A mãe do lutador criou ele e seu irmão sozinha, e chegava a trabalhar 17 horas por dia para criar os filhos. [8]

Benson é viciado em treinar. Ele faz de 4 a 5 treinos diários. [9]

Benson é abstêmio. Nunca tomou nenhuma gota de álcool em toda sua vida.[10]

Henderson tem uma dieta composta por kimchi (comida tradicional coreana). Ao contrário de outros lutadores, Benson também consome muito arroz na sua dieta.[11]

Campeonatos e realizações[editar | editar código-fonte]

MMA[editar | editar código-fonte]

Medalhas[editar | editar código-fonte]

  • Federação internacional de Jiu-Jitsu brasileiro
    • Medalha de bronze no campeonato mundial faixa marrom (2011)
  • Federação de Arizona de Jiu-Jitsu brasileiro
    • MVP do Ano (2010)
    • 2011 Arizona State: Medalha de bronze no campeonato mundial faixa marrom peso livre
    • 2011 Arizona State: Medalha de prata no campeonato mundial faixa marrom peso médio
    • 2011 Arizona Open: Medalha de bronze no campeonato mundial faixa marrom peso livre
    • 2011 Arizona Open: Medalha de bronze no campeonato mundial faixa marrom peso médio
    • 2011 Southwest Classic: Medalha de ouro no campeonato mundial faixa marrom peso livre
    • 2011 Southwest Classic: Medalha de ouro no campeonato mundial faixa marrom peso médio
    • 2010 Arizona State: Medalha de ouro no campeonato mundial faixa roxa peso livre
    • 2010 Arizona State: Medalha de ouro no campeonato mundial faixa roxa peso médio
    • 2010 Arizona Open: Medalha de prata no campeonato mundial faixa roxa peso livre
    • 2010 Arizona Open: Medalha de ouro no campeonato mundial faixa roxa peso médio

Card amador[editar | editar código-fonte]

  • Associação Nacional de Atletismo Interuniversitário
  • Washington Associação Interescolar
    • WIAA: 4º Campeonato Estadual da High School Runner-up (2001)
    • WIAA: 4º Campeonato All-State (2001)

Cartel no MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 21-4 Brasil Rafael dos Anjos Nocaute Técnico (joelhada e socos) UFC Fight Night: Henderson vs. dos Anjos 23/08/2014 1 2:31 Estados Unidos Tulsa, Oklahoma
Vitória 21-3 Rússia Rustam Khabilov Finalização (mata leão) UFC Fight Night: Henderson vs. Khabilov 07/06/2014 4 1:16 Estados Unidos Albuquerque, New Mexico Performance da Noite.
Vitória 20-3 Estados Unidos Josh Thomson Decisão (dividida) UFC on Fox: Henderson vs. Thomson 25/01/2014 5 5:00 Estados Unidos Chicago, Illinois
Derrota 19-3 Estados Unidos Anthony Pettis Finalização (chave de braço) UFC 164: Henderson vs. Pettis II 31/08/2013 1 4:31 Estados Unidos Milwaukee, Wisconsin Perdeu o Cinturão Peso Leve do UFC.
Vitória 19-2 Estados Unidos Gilbert Melendez Decisão (dividida) UFC on Fox: Henderson vs. Melendez 20/04/2013 5 5:00 Estados Unidos San Jose, Califórnia Defendeu o Cinturão Peso Leve do UFC.
Vitória 18-2 Estados Unidos Nate Diaz Decisão (unânime) UFC on Fox: Henderson vs. Diaz 08/12/2012 5 5:00 Estados Unidos Seattle, Washington Defendeu o Cinturão Peso Leve do UFC.
Vitória 17-2 Estados Unidos Frankie Edgar Decisão (dividida) UFC 150: Henderson vs. Edgar II 11/08/2012 5 5:00 Estados Unidos Denver, Colorado Defendeu o Cinturão Peso Leve do UFC.
Vitória 16-2 Estados Unidos Frankie Edgar Decisão (unânime) UFC 144: Edgar vs. Henderson 26/02/2012 5 5:00 Japão Tóquio Ganhou o Cinturão Peso Leve do UFC; Luta da Noite.
Vitória 15–2 Estados Unidos Clay Guida Decisão (unânime) UFC on Fox: Velasquez vs. Dos Santos 12/11/2011 3 5:00 Estados Unidos Anaheim, California Se tornou o desafiante Nº1 ao Título dos Leves; Luta da Noite.
Vitória 14–2 Estados Unidos Jim Miller Decisão (unânime) UFC Live: Hardy vs. Lytle 14/08/2011 3 5:00 Estados Unidos Milwaukee, Wisconsin
Vitória 13–2 Canadá Mark Bocek Decisão (unânime) UFC 129: St. Pierre vs. Shields 30/04/2011 3 5:00 Canadá Toronto, Ontario
Derrota 12–2 Estados Unidos Anthony Pettis Decisão (unânime) WEC 53: Henderson vs. Pettis 16/12/2010 5 5:00 Estados Unidos Glendale, Arizona Perdeu o Cinturão Peso Leve do WEC; Luta da Noite; Luta do Ano.
Vitória 12–1 Estados Unidos Donald Cerrone Finalização (guilhotina) WEC 48: Aldo vs. Faber 24/04/2010 1 1:57 Estados Unidos Sacramento, California Defendeu o Cinturão Peso Leve do WEC; Finalização da Noite.
Vitória 11–1 Estados Unidos Jamie Varner Finalização (guilhotina) WEC 46: Varner vs. Henderson 10/01/2010 3 2:41 Estados Unidos Sacramento, California Ganhou e unificou o Cinturão Peso Leve do WEC.
Vitória 10–1 Estados Unidos Donald Cerrone Decisão (unânime) WEC 43: Cerrone vs. Henderson 10/10/2009 5 5:00 Estados Unidos San Antonio, Texas Ganhou o Cinturão Peso Leve Interino do WEC; Luta da Noite.
Vitória 9–1 Estados Unidos Shane Roller Nocaute Técnico (socos) WEC 40: Torres vs. Mizugaki 05/04/2009 1 1:41 Estados Unidos Chicago, Illinois
Vitória 8–1 Nigéria Anthony Njokuani Finalização (guilhotina) WEC 38: Varner vs. Cerrone 25/01/2009 2 0:42 Estados Unidos San Diego, California
Vitória 7–1 Brasil Diego Saraiva Decisão (unânime) Evolution MMA 04/10/2008 3 5:00 Estados Unidos Phoenix, Arizona
Vitória 6–1 Brasil Ricardo Tirloni Finalização (guilhotina) MFC 17: Hostile Takeover 25/07/2008 2 3:49 Canadá Edmonton, Alberta
Vitória 5–1 Estados Unidos Mike Maestas Finalização (mata leão) MFC 16: Anger Management 09/05/2008 3 4:11 Canadá Edmonton, Alberta
Vitória 4–1 Estados Unidos Bryan Corley Finalização (mata leão) VFC 21: Infamous 07/12/2007 1 2:36 Estados Unidos Council Bluffs, Iowa
Vitória 3–1 Estados Unidos David Dagloria Finalização (socos) UCE: Round 26: Episode 12 23/06/2007 1 1:45 Estados Unidos Ogden, Utah
Derrota 2–1 Estados Unidos Rocky Johnson Finalização Técnica (anaconda) Battlequest 5: Avalanche 31/03/2007 1 0:46 Estados Unidos Vail, Colorado Luta com Peso Combinado (160 lbs).
Vitória 2–0 Estados Unidos Alien Williams Nocaute (socos) VFC 18: Hitmen 16/02/2007 1 1:37 Estados Unidos Council Bluffs, Iowa
Vitória 1–0 Estados Unidos Dan Gregary Finalização (socos) MCF: Genesis 18/11/2006 1 4:21 Estados Unidos North Platte, Nebraska
Novo título 1º Campeão Peso-Leve Interino do WEC
10 de outubro de 2009 - 10 de janeiro de 2010
Vago
Ganhou o Cinturão Peso-Leve do WEC
Precedido por:
Jamie Varner
6º Campeão Peso-Leve do WEC
10 de janeiro de 2010 - 16 de dezembro de 2010
Sucedido por:
Anthony Pettis
Precedido por:
Frankie Edgar
5º Campeão Peso-Leve do UFC
25 de fevereiro de 2012 - 31 de agosto de 2013
Sucedido por:
Anthony Pettis
  1. Tatame (18 de dezembro de 2010). Anthony Pettis comenta chute ‘estiloso’ no WEC Tatame.com.br. Visitado em 29 de março de 2011.
  2. http://www.mmafighting.com/2010/12/27/fight-of-the-year-anthony-pettis-vs-ben-henderson
  3. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2012/08/ben-henderson-vence-frankie-edgar-e-segue-dono-do-cinturao-dos-leves.html
  4. http://www.mmabrasil.com.br/anthony-pettis-carimba-a-faixa-preta-de-ben-henderson-finaliza-e-e-o-novo-campeao-dos-leves-do-ufc
  5. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2013/10/ex-campeao-ben-henderson-quer-enfrentar-rafael-dos-anjos-nos-leves.html
  6. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2014/01/para-dana-white-ben-henderson-nao-tera-chance-ao-titulo-depois-de-vitoria.html
  7. http://www.ufc.com/fighter/Benson-Henderson
  8. http://english.chosun.com/site/data/html_dir/2012/02/27/2012022700782.html
  9. http://www.ufc.com/fighter/Benson-Henderson
  10. http://www.ufc.com/news/The-Benson-Henderson-Diet
  11. http://www.ufc.com/news/The-Benson-Henderson-Diet