Benguela (província)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Benguela
Localidade de Angola Angola
(Província)
Angola Provinces Benguela 250px.png

Província de Benguela
Dados gerais
Município(s) Baía Farta, Balombo, Benguela, Bocoio, Caimbambo, Catumbela, Chongoroi, Cubal, Ganda e Lobito
Características geográficas
Área 39.827 km²
População 2.110.000 hab. (2006)

Dados adicionais
Prefixo telefónico +244
Projecto Angola  • Portal de Angola

Benguela é uma província de Angola, com sede na cidade de Benguela. Ocupa uma área de 39 827 km² e tem cerca 2 110 000 habitantes. A província localiza-se a 692 quilômetros da capital nacional, Luanda.

É constituída pelos seguintes municípios: Baía Farta, Balombo, Benguela, Bocoio, Caimbambo, Catumbela, Chongoroi, Cubal, Ganda e Lobito.

Economia[editar | editar código-fonte]

Agro-pecuária: Sisal, algodão, açúcar, café, bananas, feijão, e horticultura, são as produções vegetais. Já a produção animal é feita com carne de porco, e bovina, além de leite e seus derivados

Extração mineral: Tungstênio, grafite e outros minerais.

Industrial: Metalurgia, refino de petróleo, materiais de construção, têxtil e produtos alimentares.

População[editar | editar código-fonte]

A grande maioria da população pertence hoje à etnia dos Ovimbundu, mas os diferentes grupos - (Mu)Ndombe, (Mu)Hanha (ortografia internacional: Hanya), (N)Ganda, Lumbo, Quilengues - foram em geral "umbundizados" apenas no século 19. [1] . Como consequência da Guerra Civil Angolana e do êxodo rural que esta desencadeou, muitos Ovimbundu de outras regiões, nomeadamente da Província do Huambo, migraram para as cidades de Benguela e do Lobito que, como todas as grandes cidades de Angola, cresceram enormemente nas últimas décadas.

A baia azul na província de Benguela

Turismo[editar | editar código-fonte]

A capital da província, Benguela, é famosa pelas praia da Morena e praia Baía Azul.

Alguns locais turísticos da província de Benguela são:

  • As primeiras locomotivas da região: Com cerca de 100 anos de idade as locomotivas estão ainda presentes na província.
  • Casa da primeira emissão de radiofusão em Angola: Ocorrida em 1933, por Álvaro de Carvalho.
  • Cemitério do Calundo: Construído em 1881 e ainda a funcionar.
  • Estação do camiho-de-ferro: Localizada em Catumbela.
  • Fortaleza de São Sebastião: Localizada no Egipto Praia
  • Museu da Escravatura: No museu existem registros da época da escravatura, onde os escravos eram enviados para a América.
  • Parque Nacional da Chimalavera: Fica a 45 km de Benguela, possui muitos animais de pequeno porte.
  • Parque Regional do Chongoroi: Nele estão animais de grande porte.
  • Pedras do Sombreiro.
  • Reserva Parcial do Búfalo: Reserva com muitos búfalos e animais deste porte.
  • Restinga: Situado na cidade do Lobito.
  • Vila Catumbela: Ponto visitado por portugueses que paravam para abastecer suas naus antes de ir para as Índias, também é um local conhecido por ser um dos primeiros a ter registros sobre confrontos armados na região no ano de 1916.
  • Viveiro municipal: Local do primeiro tanque de água distribuído à cidade de Benguela.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Augusto Pereira Bastos, Traços gerais da etnografia do Distrito de Benguela, 2ª ed., Famalicão: Typographia Minerva, 1911 e Alfred Hauenstein, Les Hanya: Description d'un groupe ethnique bantou de l'Angola, Wiesbaden: Steiner: 1967

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Angola, integrado no Projecto Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.