Benjamim Harris Hunnicutt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Benjamim Harris Hunnicutt
Nascimento 25 de setembro de 1886
Geórgia
Morte 22 de janeiro de 1962 (75 anos)
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americano
Ocupação agrónomo

Benjamim Harris Hunnicutt (25 de setembro de 1886, Geórgia - 26 de janeiro de 1962, São Paulo), foi um agrónomo. Formou-se em ciências agrícolas, em 1905, pelo Mississipi State College.

Em 1907, com 20 anos de idade, Benjamin Hunnicutt chega a Lavras, a convite de seu conterrâneo Samuel Rhea Gammon, para implantar a Escola Agrícola de Lavras[1] .

Pouco depois importou dos Estados Unidos a raça de porcos Duroc - Jersey.

Foi um grande incentivador da cultura do milho no Brasil, tendo organizado as exposições nacionais sobre este cereal. de Em 1922 organizou em Lavras a primeira Exposição Agropecuária e Industrial de Lavras, pioneira em Minas Gerais.

De 1934 a 1951 foi diretor do Mackenzie Colege. Publicou dezenas de artigos sobre o Brasil nas revistas Norte-Americanas. Era colaborador da "Folha da Manhã", "Obsevador Econômico Financeiro" e "Chácaras e Quintais". Autor dos livros "Brazil Looks" e "Brazil World Frontier". Fundou em São Paulo em 1936 os cursos de Oratória que manteve durante mais de vinte anos. Organizou a Umuarama, colônia de férias em Campos de Jordão.

Recebeu do Governo Federal a maior condecoração dada a um estrangeiro, a comenda da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul[2] .

Referências

  1. Escola Agrícola de Lavras. Página visitada em 17/09/2012.
  2. Museu da Escola Agrícola de Lavras. Página visitada em 17/09/2012.