Benjamin Morrell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Benjamin Morrell.

Benjamin Morrell (Nova Iorque, 5 de Julho de 1795 – Moçambique, 1839) foi um explorador e capitão de caça às focas norte-americano que, entre 1823 e 1831 realizou uma série de viagens ao Oceano Antártico e às ilhas do Oceano Pacífico, que foram registadas em A Narrative of Four Voyages. A reputação de Morrell entre os seus pares era de fantasia e de mentira, e as suas alegações no seu relato ghost-writer, em particular aqueles relacionados com as suas experiências na Antárctida, têm sido alvo de discussão entre geógrafos e historiadores.

O início de carreira de Morrell foi rico em acontecimentos quando, com 16 anos, partiu para o mar e foi capturado por duas vezes pelos britânicos durante a Guerra anglo-americana de 1812. Durante muitos anos navegou como simples marinheiro antes de ser nomeado para imediato e, mais tarde, capitão, do navio de caça de focas de Nova Iorque Wasp. Em 1823, levou o Wasp para uma longa viagem até às águas a norte da Antárctida, e foi a partir desta primeira viagem, de uma série de quatro, que foi criada a controvérsia sobre a sua reputação. Muitas das suas reclamações — o primeiro desembarque na ilha Bouvet, uma entrada no mar de Weddell até à latitude 70°S, e a descoberta da zona costeira de Nova Gronelândia do Sul — nunca foram provadas. As suas três viagens seguintes, em navios diferentes, foram menos controversas, apesar das suas descrições de vários acontecimentos tenham sido consideradas fantasiosas ou absurdas.[1] A falta de credibilidade dos seus relatos é agravada pelo seu hábito de trazer as experiências de outros para o seu próprio trabalho.

Embora tenha representado um "obstáculo aos geógrafos",[2] Morrell tem sido defendido por escritores e alguns historiadores que, embora critiquem o seu estilo, têm encontrado algumas explicações para as suas dúvidas e aceitaram a sua honestidade essencial. Os seus contemporâneos foram menos generosos para Morrell; a sua reputação para a falta de veracidade das suas narrativas impediu-o de continuar a suas carreira depois da publicação do seu livro, e dificultou-lhe a procura de trabalho. Pensa-se que tenha morrido em 1839, depois de contrair febre em Moçambique, enquanto voltava para o Pacífico.

Referências

  1. H.R.Mill, p. 104
  2. Gould, p. 255

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Livros e jornais[editar | editar código-fonte]

Online[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.