Benni McCarthy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Benni McCarthy
Benni McCarthy
McCarthy em treinamento com o West Ham United, em 2010.
Informações pessoais
Nome completo Benedict Saul McCarthy
Data de nasc. 12 de novembro de 1977 (36 anos)
Local de nasc. Cidade do Cabo, África do Sul
Altura 1,83 m[1]
Destro
Apelido Benni
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes de juventude
África do Sul Young Pirates
África do Sul Crusaders
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19971998
19981999
19992003
20022003
20032006
20062010
20102011
20112013
África do Sul Seven Stars
Países Baixos Ajax
Espanha Celta de Vigo
Portugal Porto (emp.)
Portugal Porto
Inglaterra Blackburn
Inglaterra West Ham United
África do Sul Orlando Pirates
0056 000(38)
0036 000(20)
0066 000(10)
0011 000(12)
0074 000(34)
0109 000(37)
0011 0000(0)
0024 000(10)
Seleção nacional
19972012 Bandeira da África do Sul África do Sul 0080 000(32)

Benedict Saul McCarthy, ou simplesmente Benni McCarthy (Cidade do Cabo, 12 de novembro de 1977), é um ex-futebolista sul-africano que atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

McCarthy destacou-se muito jovem no Seven Stars e foi contratado pelo Ajax, um dos principais clubes do Países Baixos. Logo na temporada de estreia, ganhou a Eredivisie, onde marcou nove gols em dezesseis jogos, assim como a Copa KNVB. Na temporada seguinte o clube repetiu o triunfo na Copa KNVB.

Na temporada 1999-00 McCarthy foi contratado pelo Celta de Vigo, onde se assumiu desde logo como titular, embora nas temporadas seguintes tenha perdido o seu lugar na equipe.

No meio da temporada 2001-02 Benny McCarthy foi emprestado pelo Celta de Vigo para o Porto, então treinado por José Mourinho. O atacante sul-africano estreou com a camisa do clube em 10 de fevereiro de 2002, no jogo em que o Porto derrotou o Benfica por 3-2. No Porto, conseguiu a excelente marca de doze gols em onze jogos pelo Campeonato Português.

Depois de ter manifestado o desejo de sair do Porto, o jogador teve de retornar ao Celta de Vigo. Mas a temporada não foi como Benny McCarthy esperava pois jogou apenas catorze jogos, nos quais marcou apenas dois gols.

O sul-africano estava determinado a sair do Celta de Vigo, e o clube acabou aceitando a negocia-lo, na temporada 2003-04, para o Porto, desta vez em definitivo.

Benni foi um jogador crucial em umas das melhores temporadas da história do Porto, onde conquistou a Primeira Liga e a Liga dos Campeões. O atacante foi o melhor artilheiro da Primeira Liga com vinte gols e na Liga dos Campeões marcou quatro gols. Conquistou ainda uma Supertaça de Portugal.

Na temporada seguinte o rendimento de McCarthy diminuiu, marcou apenas onze gols, e no início da época 2005-06 o jogador manifestou o desejo de ir jogar para a Premier League. Contrariado, permaneceu no Porto onde, contudo, não conseguiu voltar ao nível que jogou em 2004.

Benni McCarthy passou a ser convocado regularmente para defender a seleção sul-africana, apesar de por diversas vezes ter entrado em conflito com os treinadores da sua seleção.

No início da temporada 2006-07 transferiu-se para o Blackburn Rovers. Em fevereiro de 2010, mudou mais uma vez de clube, acertando agora com o West Ham United.

Depois de lutar com a sua forma física e enfrentando críticas por estar acima do peso, chegando a pesar 100 kg, McCarthy foi omitido da lista final de 23 convocados da Seleção Sul-Africana para a Copa do Mundo de 2010, realizada no país. A lista foi anunciada em 1 de junho de 2010 pelo então técnico Carlos Alberto Parreira, e a ausência de Benni causou grande polêmica no país.

Em abril de 2011, McCarthy rescindiu seu contrato com o West Ham num acordo mútuo entre as partes. Pelo clube, ele fez apenas onze partidas pela Premier League e não marcou nenhum gol.

Em 2 de agosto de 2011, após alguns meses sem clube, assinou com o Orlando Pirates, do seu país natal.[2]

No final da época de 2012/2013 reformou-se do futebol profisional.

Referências