Bem (economia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bens (economia))
Ir para: navegação, pesquisa

Em economia, um bem é tudo o que tem utilidade, podendo satisfazer uma necessidade.[1] Tipicamente, um bem econômico é algo tangível, em contraste com os serviços, que são intangíveis. Como tal, pode ser comprado e vendido. Por exemplo, uma maçã é um bem tangível, enquanto que um corte de cabelo é um serviço intangível.

Utilidade[editar | editar código-fonte]

Um bem é qualquer objeto que, direta ou indiretamente, proporcione utilidade para o consumidor. A utilidade correspondente a uma unidade adicional de determinado bem (utilidade marginal) vai decrescendo à medida que o consumidor obtém mais unidades daquele bem, podendo ser igual a 0 (zero) ou mesmo ser negativa.

Bens econômicos[editar | editar código-fonte]

São relativamente escassos e supõem a ocorrência de esforço humano na sua obtenção, por esse motivo, são precificados positivamente.

Bens livres[editar | editar código-fonte]

Alguns bens são úteis, mas não são suficientemente escassos para serem considerados como bens econômicos, como por exemplo a atmosfera da Terra. São os chamados bens livres. São aqueles que existem em quantidade ilimitada e podem ser obtidos com pouco ou nenhum esforço humano, ou seja, sua utilização não implica relações de ordem econômica. Exemplos: o mar, a luz solar, o ar.


Referências

  1. SANDRONI, Paulo (org.) - Novíssimo Dicionário de Economia. São Paulo: Best Seller, 1999, p. 51.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Conceito de bem em knoow.net

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.