Bentivegna de Bentivegni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bentivegna de Bentivegni, O.F.M.
Cardeal da Santa Igreja Romana
Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais
Penitenciário-mor
Retrato do cardeal Bentivegni por Jacobo Ligozzi no claustro de Ognissanti, Florência.

Título

Cardeal-bispo de Albano
Cardeal-padre de São João e São Paulo
Ordenação e Nomeação
Ordenação Episcopal 1277
Cardinalato
Criação 12 de março de 1278, pelo Papa Nicolau III
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados Pessoais
Nascimento Flag of the Papal States.gif Acquasparta
1230
Falecimento Flag of the Papal States.gif Todi
25 de março de 1289 (59 anos)[1]
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Bentivegna de Bentivegni, O.F.M. (1230 - 25 de março de 1289), também chamado Bentivenghi e como de' Bentivighi, foi um cardeal italiano, Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais e Penitenciário-mor.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Acquasparta, era irmão do também cardeal Matteo de Acquasparta.[1]

Após entrar na ordem dos Franciscanos, tornou-se Maestro em teologia.[1] Em 1259, ele aparece como diretor do Hospital della Carità de Todi, confiada aos franciscanos. Guardião da província de Umbria. Em 1264, foi capelão do Cardeal Stephan Vancs, e depois da morte do cardeal em 1269, tornou-se capelão e confessor do Cardeal Giovanni Gaetano Orsini, o futuro Papa Nicolau III. Auditor da Sagrada Rota Romana. Ele foi um dos principais teólogos de seu tempo.[1]

Foi eleito bispo de Todi em 18 de dezembro de 1276.[1]

Foi criado cardeal-bispo no consistório de 12 de março de 1278, recebendo a sé suburbicária de Albano.[1] Juntamente com o Papa Nicolau III e o Cardeal Girolamo Masci, O.F.M., futuro Papa Nicolau IV, colaborou na composição do decreto Exiit, qui seminat, datada de 14 de agosto de 1279, sobre as regras franciscanas. Foi nomeado Penitenciário-mor em 26 de setembro de 1279, ocupando o cargo até sua morte. De 1279 até 1286, ele foi chamado para a cúria papal para controlar a nomeação de bispos.[1] Em 5 de agosto de 1281, foi autorizado pelo papa para preparar o seu testamento, sendo que escreveu o documento em junho de 1286 e modificou-o em 7 de novembro de 1286, 3 de março de 1288 e 25 de março de 1289.[1] Nomeado Decano do Colégio dos Cardeais em 1285. Em 4 de maio de 1288, recebeu in commendam o título de São João e São Paulo.[1]

Morreu em 25 de março de 1289, em Todi e foi sepultado na Igreja de San Fortunato, conforme a sua vontade.[1]

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Pietro Gaetano
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Todi

12761278
Sucedido por
Angelario de Bentivengi, O.F.M.
Precedido por
Bonaventura di Fidanza, O.F.M.
Cardeal
Cardeal-bispo de Albano

12781289
Sucedido por
Bertrand de Goth
Precedido por
Pierre de Tarentaise
Coat of arms Holy See.svg
Penitenciário-Mor

12791289
Sucedido por
Matteo de Acquasparta, O.F.M.
Precedido por
Ordonho Alvares
Cardeal
Deão do Sacro Colégio dos Cardeais

12851289
Sucedido por
Latino Malabranca Orsini, O.P.
Precedido por
Roberto Rainaldi
Cardeal
Cardeal-presbítero de São João e São Paulo

12881289
In commendam
Sucedido por
Pedro Rodríguez