Bentoscópio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bentoscópio em exposição no Los Angeles Maritime Museum.

O Bentoscópio é um submergível para mergulhos profundos, projetado por Otis Barton após a segunda guerra mundial.[1]

Barton contratou a Companhia Watson-Stillman, que já havia construído a sua batisfera.

O Bentoscópio era semelhante à batisfera, mas foi construído para resistir a pressões mais elevadas, em profundidades acima de 3.000 m (10.000 pés). O seu diâmetro interior era de 1,4 m (4,5 pés), e a espessura da parede tinha 44,5 mm (1,75 polegadas). O seu peso era de 7 toneladas (6,350 kg), um aumento de peso de 726 kg (1.600 libras) em relação à batisfera. Duas janelas de quartzo fundido foram instaladas, uma de frente para a frente e outra na diagonal de baixo. Outros elementos seguiam o design da batisfera, com oxigênio fornecido por cilindros. O cloreto de cálcio e a cal sodada foram utilizados para absorver a umidade e o CO2, respectivamente.

Em agosto de 1949, Barton estabeleceu um novo recorde de profundidade em uma descida de solo a 4.500 pés, o que continua a ser o mergulho mais profundo por um submersível suspenso por um cabo.

O Bentoscópio está em exposição na frente do Los Angeles Maritime Museum, em San Pedro, Califórnia.

Referências

  1. [Tradução do artigo “Where Wonders Await Us”, The New York Times Review of Books, Vol. 54, No. 20, 20 de dezembro de 2007.]


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.