Berço de Judas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Berço de Judas no Museu da Tortura em Freiburg, Alemanha.

O Berço de Judas ou Cadeira de Judas é um instrumento de tortura que consiste num assento com a forma de uma pirâmide, alegadamente utilizado pela Inquisição espanhola.[1]

A vítima era colocada sobre o assento com a ponta da pirâmide inserida no seu ânus, vagina ou escroto, e então lentamente baixada por cordas ou correntes.[2] O condenado geralmente nu, era exposto a fim de adicionar mais humilhação. Este dispositivo foi concebido para esticar o orifício ou lentamente empalar a pessoa. O alongamento do orifício causaria dor e hemorragia, o que acabaria por causar a morte.[carece de fontes?]

Dispositivos relacionados[editar | editar código-fonte]

Um dispositivo semelhante, conhecido como um cavalo, às vezes é dito ter sido usado na Prússia aos soldados disciplinados. Este aparelho não foi projetado para quebrar a pele, mas em vez causar danos aos órgãos genitais.[3]

Referências

  1. Quaife, Geoff. The Frown of Fortune: A Luke Tremayne Adventure... A French Affair 1653. Trafford Publishing, 2013. ISBN 146697849X
  2. Corveleyn, Jozef; Moyaert, Paul. Psychosis: Phenomenological and Psychoanalytical Approaches. Leuven University Press, 2003. pp. 144. ISBN 9058672794
  3. "80 Acres of Hell", The History Channel.
Ícone de esboço Este artigo sobre um crime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.