Berenice I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Fevereiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Berenice I
Governo
Vida
Nascimento ca. 340 a.C.
Egito
Mãe Antígona

Berenice I (ca. 340 a.C — entre 279 e 274 a.C), a primeira rainha da Dinastia Ptolomaica, esposa de Ptolomeu I Sóter, foi também a mãe do rei Magas de Cirene, da Rainha Antígona do Épiro, possivelmente da Rainha Texena de Siracusa, da Rainha Arsínoe II do Egito, do rei ptolemaico faraó Ptolomeu II Filadelfos e da princesa Filotera.

Sua família, assim como a de Ptolemeu I Sóter, era de Eordaea.[1] Berenice nasceu em 340 a.C.,[carece de fontes?] filha de Magas e Antígona;[2] sua mãe era filha de Cassandro, irmão de Antípatro. Ela era prima de Eurídice, filha de Antípatro.

Ela foi vencedora em uma competição de corrida de carros, nos Jogos Nemeus.[3]

Por volta de 325 a.C,[carece de fontes?] casou-se com um nobre macedônio chamado Filipe, com quem teve pelo menos dois filhos, Magas (futuro Magas de Cirene)[2] e Antígona,[4] e provavelmente uma terceira, Texena.

Em 321 a.C,[carece de fontes?] quando Ptolomeu I Sóter se casou com Eurídice, filha de Antípatro, ela foi junto com Eurídice para o Egipto.[5] Enquanto Ptolomeu I Sóter estava casado com Eurídice, ele tomou Berenice como concubina,[5] se casando com ela em 316 a.C, no mesmo ano em que a filha mais velha do casal, Arsínoe II nasceu. Nos anos seguintes, Ptolomeu I elevou Berenice à primeira esposa, preterindo Eurídice. Quando Ptolomeu I Sóter se tornou faraó do Egito em 305 a.C, foi Berenice quem ele escolheu como sua rainha consorte.

Ptolomeu I Sóter e Berenice tiveram três filhos, Ptolomeu II Filadelfos,[5] Arsínoe II[2] e Filotera, preferindo estes para a sucessão aos filhos de Eurídice. Também nomeou o novo porto que havia construído no Mar Vermelho de “Berenice”.

Texena, uma princesa do Egito casada como Agátocles de Siracusa, poderia ser sua filha; não há registro sobre quem foram os pais de Texena, e historiadores modernos propõem que ela poderia ser filha de Berenice e Filipe, filha de Ptolemeu I Sóter ou mesmo filha de Menelau, irmão de Ptolemeu.[6]

Por sua influência, seu filho Magas foi nomeado por Ptolomeu II Filadelfo (meio-irmão de Magas) o governador de Cirene.[2] Tal era a sua influência que seu genro, o rei Pirro de Epiros, também deu o nome de “Berenicis” a uma nova cidade. Foi vitoriosa numa corrida de bigas nos Jogos Olímpicos de uma Olimpíada desconhecida.

Filadelfos decretou honras divinas à sua mãe na sua morte, por volta de 280-270 A.E.C. Foi incluída no culto da dinastia com Ptolomeu I Soter, por Ptolomeu IV em 215/4 A.E.C. como Deuses Salvadores, Qeoi Swthre V.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Árvore genealógica baseada no texto:

Agátocles
 
 
 
 
 
 
Magas
 
 
 
Antígona
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lisímaco
 
 
 
Ptolomeu I Sóter
 
 
 
Berenice I
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Filipe
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Arsínoe I
 
 
 
Ptolomeu II Filadelfo
 
 
 
Arsínoe II
 
 
Filotera
 
Magas de Cirene
 
Antígona
 
Texena
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ptolomeu III Evergeta
 
Lisímaco
 
Berenice Sira

Referências

  1. Posidippius, Epigramas, Hipikka, AB 88
  2. a b c d e Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.7.1
  3. Posidippius, Epigramas, Hipikka, AB 78 e AB 79
  4. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Pirro, 4.4
  5. a b c Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.6.8
  6. Chris Bennett em Tyndale House, Ptolemaic Dinasty, Theoxena [em linha]
  7. a b Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.7.3
  8. a b Eusébio de Cesareia, Crônica, 95, Os reis da Ásia Menor após a morte de Alexandre, o Grande
  9. a b Políbio, Histórias, Livro XV, 25.2