Berlinense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Berlinense, também conhecido como Berliner[1] , Berlinês[2] ou midi, é um formato de jornal com páginas que normalmente medem 470 × 315 milímetros, ou seja, ligeiramente maior do que o formato tabloide/compacto e mais estreito e mais curto do que o formato broadsheet[3] . O jornal berlinês é aquele cujo processo de produção se assemelha ao standard, mas possui formato sensivelmente menor, diferente do tabloide, que tem processo de produção próprio e não apresenta dobra central característica do standard.

Esse formato é usado em vários diários europeus, incluindo o Le Monde, na França, e o La Repubblica, na Itália. O jornal The Guardian, do Reino Unido, adoptou esse formato em Setembro de 2005.

Na França, o Le Monde é editado no formato Berlinense.

No Reino Unido, o The Guardian era (até setembro de 2005) publicado no formato Standard. Por sua vez, o Daily Mail é um tabloide e o The Times, um microjornal ou compacto.

Na Alemanha (de onde é a origem do formato - e assim o seu nome), o Berliner Zeitung e o Neues Deutschland têm tamanhos entre o Standard e o Berlinense. Uma folha de papel tamanho A4 serve para demonstrar as proporções.

No Brasil, é dito que o formato Berlinense foi adotado pelo antigo jornal O Estado do Paraná e, desde 2009, pelos jornais O Dia, O Norte (João Pessoa), Diário da Borborema (Campina Grande) e o potiguar Diário de Natal (que circula aos domingos como O Poti no formato Standard). Foi utilizado pelo diário carioca Jornal do Brasil de 16 de abril de 2006, até julho de 2010, data da transição do diário para a versão digital.

Estudos feitos na Universidade Estadual do Rio de Janeiro[4] (UERJ) apresentam evidências de que existem diferenças significativas entre os jornais europeus e os diários cariocas que se dizem impressos em formato berlinês. O estudo conclui que nenhum jornal carioca é impresso em formato berlinês e propõe uma nomenclatura alternativa para esse formato de jornal: tabloide estendido.

Em Portugal, o Berlinense é utilizado pelo semanário de referência Expresso. O Público, desde que mudou de estilo em 2006, é publicado em um formato entre o Berlinense e o Standard.

Referências

  1. KHATTAK, J. The bottom line of broadsheet-to-compact format change. INMA. Fevereiro 2005.
  2. MOLINA, Matías M. Os melhores jornais do mundo: uma visão da imprensa internacional. 2.ed. São Paulo. Globo, 2008.
  3. Shah. Advertising N Promotion. [S.l.]: Tata McGraw-Hill, 2009. 674 pp. 0070080313, ISBN 9780070080317
  4. PACHECO, Rodrigo Schoenacher. Design de jornal impresso: a relação entre formato e usabilidade. 2011. 213 f. Dissertação (Mestrado em Design) – Escola Superior de Desenho Industrial, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.