Berliner Fußballclub Dynamo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dynamo de Berlim
Dynamo de Berlin.png
Nome Berliner Fußballclub Dynamo
Fundação 27 de março de 1953 (61 anos)
Estádio Dynamo-Sportforum
Capacidade 10.000
Presidente Norbert Uhlig
Treinador Rene Gritschke
Competição Oberliga Nordost (Staffel Nord)
Website http://www.berlinerfcdynamo.com/
Kit left arm redborder.png Kit body blackbow.png Kit right arm redborder.png
Kit shorts black stripes.png
Kit socks hoops red.png
Uniforme
titular
Kit left arm blackborder.png Kit body redbow.png Kit right arm blackborder.png
Kit shorts black stripes.png
Kit socks hoops black.png
Uniforme
alternativo
Kit left arm whitelower.png Kit body blackstripes3.png Kit right arm whitelower.png
Kit shorts redsides.png
Kit socks hoops white.png
Uniforme
alternativo
editar

O Dinamo de Berlim é uma agremiação esportiva alemã, fundada a 27 de março de 1953, e sediada em Berlim. O clube foi refundado em 1966. No tempo da antiga República Democrática Alemã, obteve grande sucesso no então campeonato nacional, ganhando dez vezes seguidas o certame de 1979 a 1988.

Após a reunificação da Alemanha, a equipe lentamente afundou nas séries inferiores por conta de diversas crises societárias. Desde 2004 milita na Oberliga Nordost (Staffel Nord), uma das chaves da quinta divisão do futebol alemão.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação e patrocínio da Stasi[editar | editar código-fonte]

Tem a sua origem de uma equipe fundada em 1953, o SV Dynamo, posteriormente renomeado a 1 de outubro de 1954 SC Dynamo Berlin.[1] Criado como um clube de importância local, o Dynamo foi promovido à DDR-Liga, a segunda série do campeonato da Alemanha Oriental. Em 1957, foi promovido à DDR-Oberliga, a máxima série, e em 1959, conquistou a sua primeira FDGB Pokal, a copa nacional. Todavia, em 1963, começou a se qualificar em posições medíocres e, em 1967, em virtude de escassos resultados obtidos no ano anterior, abandonou a primeira divisão.

O clube foi refundado a 15 de janeiro de 1966 com o nome de BFC Dynamo, no mesmo ano no qual houve a reformulação do sistema futebolístico organizado pela DDR. Ordenaram aos jogadores do Dynamo Dresden, uma das melhores e principais do campeonato, que abandonassem a sua equipe e se transferissem para a recém-nascida da capital, deixando o clube de Dresden apenas com os atletas reservas. O Dynamo, após um ano de permanência na série caída foi promovido à DDR-Oberliga e logo depois, sob o comando de Erich Mielke, naquele tempo o dirigente máximo da Stasi, a polícia secreta do país. Graças à sua influência, conseguiu manipular[2] com extrema facilidade inumeráveis partidas que fizeram com que o time dominasse o panorama do campeonato e despertasse a revolta das equipes e torcidas adversárias.

O BFC conquistou consecutivamente o título nacional de 1979 a 1988 graças às arbitragens corruptas,[3] transferências "forçadas" de jogadores, além de outras irregularidades esportivas.[2] Um exemplo evidente foi o jogo decisivo de 1986 entre Dynamo Berlim e 1. FC Lokomotive Leipzig, o qual terminou empatado em 1 a 1, resultado que levou a equipe da capital ao oitavo título, apesar dos protestos por parte de todos os torcedores da nação, os quais levaram à punição somente do árbitro Bernd Stumpf.[4]

Depois da reunificação alemã[editar | editar código-fonte]

Após a reunificação alemã, ocorrida em 1990, o time foi renomeado FC Berlin para procurar se desvincular do infeliz passado de corrupção, mas em 1999, o clube assumiu de fato a intitulação anterior. Sem o "sustento" do seu patrão, líder da Stasi, o Dynamo abandonou rapidamente a terceira divisão e desde a temporada 2000-2001 flutua entre a terceira e a quarta divisão. Além disso, a agremiação na temporada 2001-2002 esteve na bancarrota, mas era autorizada pela DFB, a Federação de Futebol Alemã, a jogar as partidas da temporada como "amistosos obrigatórios" que não contavam como ponto de vista de resultados. Desde 2004, a partir da conquista na Verbandsliga Berlin (V), o time milita na NOFV-Oberliga (IV).

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Temporada Campeonato Copa[5] Europa Treinador
1952-53 9° na DDR-Liga - - -
1953-54 14° na DDR-Liga[6] Primeira fase - -
1954-55 7° na DDR-Oberliga Primeira fase - Helmut Petzold
1955 3° na DDR-Oberliga Quarta fase - Helmut Petzold
1956 13° na DDR-Oberliga Oitavas de final - Helmut Petzold
1957 1° na DDR-Liga Semifinal - Istvan Orczifalvi
1958 6° na DDR-Oberliga Segundo fase - Istvan Orczifalvi
1959 3° na DDR-Oberliga Vencedor - Fritz Bachmann
1960 2° na DDR-Oberliga Terceira fase - Fritz Bachmann
1961-62 3° na DDR-Oberliga Finalista - János Gyarmati
1962-63 10° na DDR-Oberliga Oitavas de final - Fritz Gödicke
1963-64 8° na DDR-Oberliga Quartas de final - Fritz Gödicke
1964-65 12° na DDR-Oberliga Segunda fase - Fritz Gödicke
1965-66 9° na DDR-Oberliga Quartas de final - Fritz Gödicke
Karl Schäffner
1966-67 13° na DDR-Oberliga Quartas de final - Bela Volentik
1967-68 Vencedor da DDR-Liga Oitavas de final - Karl Schäffner
1968-69 10° na DDR-Oberliga Semifinal - Karl Schäffner
1969-70 6° na DDR-Oberliga Oitavas de final - Hans Geitel
1970-71 9° na DDR-Oberliga Finalista - Hans Geitel
1971-72 2° na DDR-Oberliga Quartas de final Semifinalista da Copa das Copas Hans Geitel
1972-73 6° na DDR-Oberliga Semifinal Oitavas de final da Copa da UEFA Günter Schröter
1973-74 6° na DDR-Oberliga Semifinal - Harry Nippert
1974-75 4° na DDR-Oberliga Oitavas de final - Harry Nippert
1975-76 2° na DDR-Oberliga Quartas de final - Harry Nippert
1976-77 4° na DDR-Oberliga Oitavas Primeira fase da Copa da UEFA Harry Nippert
1977-78 3° na DDR-Oberliga Semifinal - Harry Nippert
1978-79 Campeão da Alemanha Oriental Finalista Primeira fase da Copa da UEFA Jürgen Bogs
1979-80 Campeão da Alemanha Oriental Quartas de final Quartas de final da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1980-81 Campeão da Alemanha Oriental Semifinal Oitavas de final da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1981-82 Campeão da Alemanha Oriental Finalista Oitavas de final da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1982-83 Campeão da Alemanha Oriental Quartas de final Primeira fase da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1983-84 Campeão da Alemanha Oriental Finalista Quartas de final da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1984-85 Campeão da Alemanha Oriental Finalista Oitavas de final da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1985-86 Campeão da Alemanha Oriental Semifinal Primeira fase da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1986-87 Campeão da Alemanha Oriental Segunda fase Oitavas de final da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1987-88 Campeão da Alemanha Oriental Vencedor Primeira fase da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1988-89 2° na DDR-Oberliga Vencedor Primeira fase da Copa dos Campeões Jürgen Bogs
1989-90 4° na DDR-Oberliga Quartas de final Oitavas de final da Copa das Copas Helmut Jäschke
Peter Rohde
1990-91 11° na NOFV-Oberliga Segunda fase - Peter Rohde
Jürgen Bogs
1991-92 1° na Oberliga Nordost Terceira fase - Jürgen Bogs
1992-93 4° na Oberliga Nordost Oitavas de final - Jürgen Bogs
1993-94 4° na Oberliga Nordost Quartas de final - Jürgen Bogs
Helmut Koch
1994-95 11° na Regionalliga Nordost Semifinal - Helmut Koch
1995-96 13° na Regionalliga Nordost Primeira fase - Helmut Koch
1996-97 13° na Regionalliga Nordost Oitavas de final - Werner Voigt
1997-98 11° na Regionalliga Nordost Quartas de final - Werner Voigt
Ingo Rentzsch
1998-99 8° na Regionalliga Nordost Vencedor - Henry Häusler
1999-00 17° na Regionalliga Nordost Finalista - Klaus Goldbach
2000-01 Vencedor da Oberliga Nordost Oitavas de final - Jürgen Bogs
2001-02 Desistência[7] Oitavas de final - Jürgen Bogs
2002-03 3° na Verbandsliga Berlin Terceira fase - Dirk Vollmar
2003-04 Vencedor da Verbandsliga Berlin Semifinal - Sven Orbanke
2004-05 6° na Oberliga Nordost Primeira fase - Christian Backs
Bodo Rudwaleit
Rajko Fijalek
2005-06 6° na Oberliga Nordost Semifinal - Jürgen Piepenburg
2006-07 10° na Oberliga Nordost Semifinal - Rajko Fijalek
Nico Thomaschewski
Ingo Rentzsch
2007-08 5° na Oberliga Nordost Quartas de final - Volkan Uluc
2008-09 2° na Oberliga Nordost Segunda fase - Volkan Uluc
2009–10 2° na NOFV-Oberliga Nord Hakan Pinar
Christian Backs
2010–11 7° na NOFV-Oberliga Nord Heiko Bonan
Rene Gritschke
Igor Lazic
Rene Gritschke

Uniforme e cores[editar | editar código-fonte]

O uniforme do Dynamo Berlim é constituído de um vermelho bordô, o mesmo das sociedades esportivas que eram patrocinadas pela Stasi. O fardamento foi modificado de maneira muito marginal no curso dos anos. É geralmente constituído de camisa vermelha bordô, calção branco ou bordô.

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1966-1970
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1970-1982
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1982-1984
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1984-1985
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1985-1988
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1988-1990
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1990-1991
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1991
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
desde 2003

Controvérsia das estrelas[editar | editar código-fonte]

Em 2004, a Federação de Futebol Alemã, a DFB, decidiu introduzir a Verdiente Meistervereine, um sistema que premiava as melhores equipes da Bundesliga premiando com uma estrela o time que vencesse três campeonatos, duas estrelas a cada cinco conquistas, e três para dez. Portanto, autorizada essas equipes a inserir as estrelas em seus escudos. O Dynamo, em virtude dos dez certames nacionais vencidos, pediu autorização à Federação, mas não recebeu nenhuma resposta. Isso foi causado pelo fato de que a DFB sabia claramente de que maneira o time vencera aqueles campeonatos, mas no geral, porque não houve reconhecimento inicial às conquistas obtidas pelos times da ex-Alemanha Oriental, somente os títulos vencidos pelas equipes a partir da criação da Bundesliga, em 1963. Os outros times da Alemanha Oriental que mais conquistaram o campeonato da DDR e também aqueles antes da Segunda Guerra Mundial são o Dynamo Dresden e Vorwärts Berlin 6, SC Wismut Karl Marx Stadt, Carl Zeiss Jena, 1. Fußball-Club Magdeburg e o 1. FC Lokomotive Leipzig, cada um com 3 títulos nacionais.

Sucessivamente a DFB modificou esse sistema de reconhecimento premiando também as equipes que haviam vencido o campeonato alemão antes do advento da Bundesliga desde 1903, ano da fundação da Federação Alemã, incluindo de fato os times da ex-Alemanha Oriental, e as equipes femininas que tinham vencido o campeonato de 1974. Ademais, foram criados novos standards no que tange à quantidade de estrelas ilustradas no escudo oficial. A DFB controla o uso dessas estrelas, portanto, um clube antes de ilustrar o seu logotipo deve pedir autorização à federação.

O Dynamo Berlin começou a utilizar as estrelas de acordo com os standards gráficos da DFB, dispondo sobre o escudo uma estrela com o número 10.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O clube atua no Dynamo-Sportforum conhecido como Sportforum Hohenschönhausen, um estádio construído em 1970. Possui capacidade para 10.000 lugares, dos quais 2.000 sentados, e faz parte de um complexo esportivo aberto em 1986, com estrutura para patinação, atletismo e ciclismo. Quando foi aberto era a primeira estrutura do mundo a oferecer um espaço para a patinação indoor fechada. O estádio foi restaurado durante a temporada 2005-2006 para se adequar às exigências atuais. O Dynamo joga as partidas mais importantes, como as internacionais, no melhor estruturado Friedrich Ludwig Jahn Sportpark.

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Campeonato da RDA: 10 (de 1979 a 1988)
  • Taças da RDA: 3 (1959, 1988, 1989)
  • Supertaça: 1 (1989)

Modalidades[editar | editar código-fonte]

Futebol

  • 2 equipas masculinas
  • 1 equipa feminina
  • 1 equipa "sénior"
  • 13 equipas juniores

Mudanças de nome[editar | editar código-fonte]

  • BFC Dynamo e.V. 15 de Janeiro de 1966
  • FC Berlin e.V. 28 de Maio de 1990
  • BFC Dynamo e.V. 8 de Maio de 1999

Referências

  1. Vereinslexikon. Kassel: AGON Sportverlag ISBN 3-89784-147-9
  2. a b El fútbol y la guerra fría. La Stasi en la Oberliga (I)
  3. East Germany's Star Quality in Question, Deutsche Welle, 13 de maio 2005
  4. Jens Weinreich, Büttel an der Pfeife, do Berliner Zeitung
  5. Até 1991 a copa nacional, na qual participava o clube, era a da Alemanha Oriental. Nos anos sucessivos, por conta do descenso das equipes às séries inferiores, o Dynamo passou a atuar na Copa de Berlim.
  6. Não é rebaixado: Foi promovido à DDR-Oberliga como resultado da fusão com o Dynamo Dresden
  7. Retirado do Campeonato após dez rodadas por conta de problemas financeiros.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Berliner Fußballclub Dynamo