Bernard Courtois

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernard Courtois
Nascimento 8 de Fevereiro de 1777
França Dijon
Morte 27 de Setembro de 1838 (61 anos)
França Paris
Nacionalidade França Francesa
Progenitores Pai: Jean-Baptiste Courtois
Prêmios Prémio da Academia das ciências (1831)

Bernard Courtois (Dijon, France, 8 de fevereiro de 1777Paris, 27 de setembro de 1838) foi um químico francês conhecido pelas descobertas da morfina e sobretudo do iodo, com consequências na medicina e no desenvolvimento da fotografia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do químico Jean-Baptiste Courtois, entrou em 1798 para a recentemente criada Escola Politécnica de França, antes de ser incorporado no serviço de saúde dos Exércitos da Primeira República francesa. De regresso à vida civil (1801), descobre a morfina extraindo-a do ópio. Produtor de Nitrato de potássio, descobre o iodo em 1811[1] . Bernard beneficia de uma notoriedade limitada e pouco proveito tira das suas pesquisas. O fim das guerras napoleónicas leva-o à falência. Acaba arruinado, apesar do prémio da Academia das ciências atribuído em 1831 pela sua descoberta do iodo.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bernard Courtois