Bernardino López de Carvajal y Sande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernardino López de Carvajal y Sande
Cardeal da Santa Igreja Romana
Decano do Colégio dos Cardeais
Bispo de Plasencia

Título

Cardeal-bispo de Óstia-Velletri
Ordenação e Nomeação
Ordenação Episcopal 23 de janeiro de 1489
Nomeado Patriarca 30 de dezembro de 1503
Cardinalato
Criação 20 de setembro de 1493 pelo Papa Alexandre VI
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados Pessoais
Nascimento Banner of arms crown of Castille Habsbourg style.svg Plasencia
1455[nt 1] ou 8 de Setembro de 1456[nt 2]
Falecimento Estados Pontifícios Roma
16 de dezembro de 1523 (68 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Bernardino López de Carvajal y Sande
Progenitores Mãe: Aldonza de Sande, filha de Álvaro de Sande, Marquês de Valdefuentes
Pai: Francisco López de Carvajal, senhor de Torrejón el Rubio
Parentesco Sobrinho do cardeal Juan Carvajal
Ocupação cardeal, bispo católico
Escola/tradição Universidade de Salamanca
Título

Bernardino López de Carvajal y Sande (Plasencia, 8 de Setembro de 1456Roma, 16 de dezembro de 1523) foi um bispo e cardeal espanhol, decano do colégio dos cardeais. Era filho de Francisco López de Carvajal, senhor de Torrejón el Rubio e de Aldonza de Sande, filha de Álvaro de Sande, Marquês de Valdefuentes. Foi um homem de letras, mas sobretudo um eclesiástico de carreira, que esteve envolvido nos principais conflitos políticos e religiosos do seu tempo.[nt 1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou na Universidade de Salamanca, onde foi professor depois de ter obtido o grau de doutor em Direito e Teologia em 1478. Foi nomeado reitor daquela universidade em 1481.[nt 2]

Em 1482[nt 2] muda-se para Roma com o patrocínio do cardeal Mendoza, onde foi cubiculário (assistente) do Papa Sisto IV.[nt 1] Foi também protonotário apostólico do Papa Inocêncio VIII.[nt 2]

Voltou a Espanha em 1485, onde foi núncio do Papa Inocêncio VIII até 1488. Foi nomeado bispo de Astorga em 27 de agosto de 1488 e de Badajoz em 23 de janeiro de 1489.[nt 1]

Em 1492 tornou-se embaixador dos Reis Católicos junto da Santa Sé.[nt 2] Depois da morte do seu patrono, o cardeal Mendoza, foi nomeado cardeal-presbítero de São Marcelino e São Pedro pelo Papa Alexandre VI, no consistório de 20 de setembro de 1493.[nt 2] Em 27 de março de 1493 foi nomeado bispo in commendam de Cartagena, cargo que abandonou em 20 de fevereiro de 1495 para ser bispo in commendam de Sigüenza. Em 1495, por instância da rainha Isabel, a Católica, optou pelo título cardinalício de Santa Cruz em Jerusalém.[nt 1] [nt 2]

Em 1496 foi representante de Maximiliano I de Habsburgo, então Rei dos Romanos, e futuro Sacro Imperador Romano[nt 2] na Lombardia.[nt 1]

Ocupou também diversos cargos e âmbito mais civil, como por exemplo, de representante de Fernando II de Aragão junto do Papa Alexandre VI na reunião bilateral entre Espanha e Portugal que teve lugar em 3 de maio de 1493, onde se discutiu a partição das conquistas, um processo que culminaria no Tratado de Tordesilhas no ano seguinte. Foi ainda representante de Carlos VIII de França em Itália.

Na prática, Carvajal foi o embaixador dos Reis Católicos Fernando e Isabel na Cúria Romana. Aspirou a ser eleito papa depois da morte de Alexandre VI, em 1503, mas não lograria esse propósito, nem nessa ocasião nem um mês mais tarde, após a morte de Pio III. Devido a esse fracasso e à falta de apoio do Fernando, o Católico, as suas relações com a coroa espanhola e com o novo papa Júlio II foram-se deteriorando a ponto de se aliar aos interesses de Luís XII de França contra Júlio II e a coroa espanhola. Em 1507, torna-se cardeal-bispo de Albano e, um mês depois, assume o título de Frascati. Em 1508, novamente muda de título, para Palestrina e um ano depois, para Sabina. Em 1511 encabeçou o cismático Conciliábulo de Pisa, o que lhe valeu ser excomungado, pondo um fim definitivo às suas ambições papais, apesar de se ter retratado perante o Papa Leão X, que lhe restituiu todos os títulos anteriores exceto o de bispo de Sigüenza.[nt 1] Entretanto, foi readmitido em 1513, recebendo de volta seu título cardinalício. Em 1521, torna-se Decano do Colégio dos Cardeais e agrega o título de cardeal-bispo de Óstia-Velletri.

Está sepultado na Basílica de Santa Cruz de Jerusalém, em Roma, da qual era titular.[nt 1]

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. a b c d e f g h i A maior parte do texto foi inicialmente baseado no artigo «Bernardino López de Carvajal y Sande» na Wikipédia em espanhol (acessado nesta versão).
  2. a b c d e f g h i j k Artigo «Bernardino López de Carvajal» na Wikipédia em italiano (acessado nesta versão).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
García Álvarez de Toledo
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Astorga

14881489
Sucedido por
Juan Ruiz de Medina
Precedido por
Pedro Ximénez de Préxamo
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Badajoz

14891493
Sucedido por
Juan Ruiz de Medina
Precedido por
Giovanni Battista Orsini
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Cartagena

14931495
Sucedido por
Juan Ruiz de Medina
Precedido por
Jorge da Costa
Cardeal
Cardeal-presbítero de
Santos Marcelino e Pedro

14931495
Sucedido por
Philippe de Luxembourg
Precedido por
Pedro González de Mendoza
Cardeal
Cardeal-presbítero de
Santa Cruz de Jerusalém

149514507
Sucedido por
Francisco de los Ángeles Quiñones
Precedido por:
Pedro González de Mendoza
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Siguenza

14951511
15131519
Seguido por:
Fadrique de Portugal Noreña, O.S.B.
Precedido por:
Fadrique de Portugal Noreña, O.S.B.
Seguido por:
Fadrique de Portugal Noreña, O.S.B.
Precedido por
Giovanni Antonio Sangiorgio
PatriarchNonCardinal PioM.svg
Patriarca Latino de Jerusalém

15031511
15131523
Sucedido por
Rodrigo de Carvajal
Precedido por
Raffaele Sansone Riario della Rovere
Cardeal
Cardeal-bispo de Albano

1507
Sucedido por
Guillaume Briçonnet
Precedido por
Giovanni Antonio Sangiorgio
Cardeal
Cardeal-bispo de Frascati

15071508
Sucedido por
Guillaume Briçonnet
Precedido por
Giovanni Antonio Sangiorgio
Cardeal
Cardeal-bispo de Palestrina

15081509
Sucedido por
Guillaume Briçonnet
Precedido por:
Giovanni Antonio Sangiorgio
Cardeal
Cardeal-bispo de Sabina

15091511
15131521
Seguido por:
Francesco Soderini
Precedido por:
Francesco Soderini
Seguido por:
Niccolò Fieschi
Precedido por
Gómez de Toledo Solís
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Plasencia

15211523
Sucedido por
Gutierre Vargas de Carvajal
Precedido por:
Raffaele Sansone Riario della Rovere
Cardeal
Cardeal-bispo de Óstia-Velletri

Sucedido por:
Francesco Soderini
Deão do Sacro Colégio Cardinalíco
15211523