Bernardo Strozzi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Francisco em êxtase, 1637, de Bernardo Strozzi

Bernardo Strozzi (Gênova, c. 1581 - Veneza, 2 de agosto de 1644) foi um pintor do Barroco italiano.

Em 1598 ingressou num mosteiro dos Capuchinhos, um ramo de reforma da Ordem Franciscana. Quando seu pai morreu em torno de 1608, deixou a Ordem para cuidar de sua mãe, ganhando a vida com suas pinturas, que foram muitas vezes influenciadas pelos ensinamentos franciscanos. Em 1625 foi acusado de praticar ilegalmente o ofício de pintor. Quando sua mãe morreu, em torno de 1630, Bernardo foi pressionado judicialmente pelos Capuchinhos para reingressar na Ordem. Foi preso em Gênova, e após a libertação fugiu para Veneza em 1631 a fim de evitar o confinamento em um monastério.

Suas primeiras pinturas mostram o emocionalismo escuro de Caravaggio. Mas pela segunda década do século XVII, enquanto trabalhava em Veneza, Strozzi sintetizou um estilo pessoal que fundiu influências pictóricas do Norte (incluindo Rubens e Veronese), com uma monumentalidade realista. Ele também foi provavelmente influenciado por Velazquez. Depois de uma encomenda para pintar o retrato de Claudio Monteverdi sua fama cresceu, sendo requisitado para retratar muitas personalidades venezianas. Sua obra foi uma forte influência sobre a de Giovanni Andrea de Ferrari, Giovanni Bernardo Carbone, Valerio Castello e Giovanni Benedetto Castiglione.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Bernardo Strozzi
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.