Beta Israel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Beta Israel
Mulheres etíopes no Muro das Lamentações em Jerusalém durante o Chol Hamoed
População total

105.000

Regiões com população significativa
 Israel,  Etiópia, Sudão
Línguas
Hebraico, Ge'ez
Religiões
Judaísmo

Beta Israel (Hebraico: ביתא ישראל, "Beta Israel" ou "Casa de Israel"); Ge'ez: Bēta 'Isrā'ēl, moderno Bēte 'Isrā'ēl), conhecidos também como Falasha são os judeus de origem etíope.

Falasha é um termo pejorativo utilizado pelos etíopes não-judeus e significa "exilados" ou "estranhos" em amárico.

A maior parte dos judeus etíopes foram convertidos ao Cristianismo, ainda que muitos tenham retornado ao Judaísmo e estes são chamados Falash Mura. Hoje estima-se seu número em 105.000 pessoas. Estima-se que sua população atual na Etiópia seja de 15000 pessoas.

Graças à Lei do retorno (1950), cerca de 90000 judeus etíopes (80% da população) migraram para Israel em 1984 e 1991.

Foram reconhecidos como descendentes das tribos perdidas de Israel em 1975, depois da investigação realizada pelo Grande Rabino sefardí Ovadia Yosef. Nesse momento Israel os reconheceu como judeus autênticos, decidindo que teriam apenas que passar por uma pequena conversão para serem aceitos como judeus em Israel.

Com o reconhecimento, os Beta Israel conseguiram permissão para poder emigrar a Israel.

Israel negociou com o regime comunista da Etiópia para poder transferir os Beta Israel que desejavam ir ao território de Israel. A essa operação deu-se o nome de Operação Moisés, intervenção que pelo colapso do regime comunista no poder complicou-se mais que o esperado e teve que ser expandida com a Operação Josué e a Operação Salomão.

A primeira parte da Operação começou em 1984, e espera-se que os últimos Beta Israel que vivem na Etiópia possam emigrar a Israel antes de 2008.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.