Biótopo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Em Ecologia, um biótopo ou ecótopo (do grego βιος - bios = vida + τόπoς = lugar, ou seja, lugar onde se encontra vida) é uma região que apresenta regularidade nas condições ambientais e nas populações animais e vegetais.[1] Corresponde à menor parcela de um habitat que é possível discernir geograficamente.

Para viver, a biocenose depende de fatores físicos e químicos do meio ambiente. No exemplo duma floresta, o biótopo é a área que contém um tipo de solo (com quantidades típicas de minerais e água) e é afetada por um determinado clima (umidade, temperatura, grau de luminosidade e outros fatores). Os fatores abióticos dum biótopo afetam diretamente a biocenose, e também são por ela influenciados. O desenvolvimento de uma floresta, por exemplo, modifica a umidade do ar e a temperatura de uma região.

Abaixo duas tabelas que exemplificam como alguns dos principais fatores abióticos variam em cada um dos biótopos e clatomas mais comuns.

Ambientes terrestres
Biótopo/Fator abiótico Deserto Zona temperada Pólos Trópicos Montanhas Grutas Florestas Metrópoles ¹
Luz variável variável variável variável variável inexistente variável abundante
Oxigênio abundante abundante abundante abundante abundante fraco médio médio
Gelo inexistente variável abundante inexistente variável médio variável variável
Ventos fraco médio médio médio abundante inexistente fraco médio
Umidade inexistente abundante médio abundante médio abundante fraco variável
Outros fatores areia estações do ano frio calor altitude trevas gás carbônico poluição

¹ As zonas urbanas, tal como os campos cultivados, podem ser considerados biomas artificiais.

Ambientes aquáticos
- Rios Represas Lagos Beira-mar Alto mar zona abissal
Luz média média média média fraca inexistente
Oxigênio médio fraco fraco médio fraco fraco
Salinidade inexistente inexistente variável abundante abundante abundante
Corrente abundante fraca fraca média fraca fraca
Outros fatores leito estações do ano estações do ano marés poluição alta pressão

Por outro lado, cada biótopo determina as comunidades de seres vivos que ali podem prosperar. Por exemplo, o rio Amazonas é constituído por diferentes biótopos, cada um com o seu conjunto de espécies de peixes.[2]

Hierarquia das unidades ecológicas[editar | editar código-fonte]

O conjunto dos ecossistemas da Terra forma a biosfera, que se subivide da seguinte forma:

  • Biorregião
    • Bioma
      • Ecossistema, que está associado a um biótopo


Exemplo

Referências

3. Frederic Clements, Frederic E., and Victor E. Shelford. 1939. Bio-ecology. John Wiley & Sons, New York. 425 pp.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]