Bi Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.


Bi Ribeiro
Bi Ribeiro com Paralamas do Sucesso no Festival de Inverno de Garanhuns, 2010
Informação geral
Nome completo Felipe de Nóbrega Ribeiro
Também conhecido(a) como Bi Ribeiro
Nascimento 30 de março de 1961 (53 anos)
Origem Rio de Janeiro, (RJ)
País  Brasil
Gênero(s) Reggae
Ska
Rock
Dub
Música pop
Ocupação(ões) Baixista, compositor
Instrumento(s) Baixo
Período em atividade 1977 – atualmente
Afiliação(ões) Os Paralamas do Sucesso
Reggae B
Página oficial osparalamas.uol.com.br

Felipe de Nóbrega Ribeiro, conhecido como Bi Ribeiro (Rio de Janeiro, 30 de março de 1961), é o baixista do grupo brasileiro Os Paralamas do Sucesso.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Bi nasceu no Rio de Janeiro e é filho do diplomata Jorge Carlos Ribeiro e de Luciana Nobrega. Conheceu Herbert Vianna em Brasília, e se mudaram para o Rio de Janeiro para fazer cursinho pré vestibular. Bi cursou Zootecnia na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, em Seropédica e Herbert Arquitetura na UFRJ. Na Universidade Rural conheceram João Barone, aluno de Biologia, que se tornaria baterista da banda. Os três largaram a faculdade antes de terminar para seguir com os Paralamas do Sucesso. Dizem as más-linguas que Bi nunca passou em química geral.

Convencido por Herbert, Bi resolveu comprar um baixo na Inglaterra. Os dois formaram uma banda com o baterista Vital Dias (substituído posteriormente por Barone, apresentado por um amigo de Bi chamado Super) e ensaiavam na casa da avó de Bi, Ondina (foi daí que surgiu a música "Vovó Ondina é Gente Fina").

Bi costuma colaborar com as melodias, geralmente junto com Herbert e com João Barone.

Ele usa tradicionalmente um baixo Philip Kubicki Ex-Factor e amplificadores Ampeg SVT Classic, com caixas Ampeg 8x10. Bi coleciona diversos modelos de baixos, incluindo Fender Jazz Bass, Fender Precision Bass, Ampeg Dan Armstrong, Ken Smith, Hofner, Steinberger e Alembic.

Bi tem 2 filhos, Teresa e Tito e é casado com Patrícia Nobrega. Bi tem quatro irmãos, Andréa, Pedro (Produtor Técnico dos Paralamas), Fernando (Que tem o restaurante japonês Sushimar ) e Rafael (também baixista, que volta e meia dá uma canja com os Paralamas).

Trabalhos paralelos[editar | editar código-fonte]

Bi fundou o Reggae B, um projeto para tocar grandes nomes do Reggae, em 2001. Além dele, os membros são João Fera (Paralamas) e Jean Pierre (ex-Cidade Negra) nos teclados, Cláudio Menezes (AfroReggae) na guitarra, Marlon (Vitória Régia) e Bidu Cordeiro (Paralamas) nos trombones, Ronaldo Silva (tocou com Caetano Veloso e é filho do percussionista Robertinho Silva) na bateria, Valnei Ainê (Negril) nos vocais, e Gustavo Black Alien (ex-Planet Hemp).

Entre os grupos com quem tocou estão:

Também produziu:

  • O mini LP do sexteto de ska Kongo, chamado King Kongo.
  • Álbum da banda Pelicanos da Lua, de Brasília. A banda, inclusive, abriu um show do ReggaeB.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]