Biblioteca Pública Digital da America

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Biblioteca Digital Pública da América, ou Digital Public Library of America (DPLA) em inglês, é um projeto que visa trazer à tona uma biblioteca digital pública em larga escala. Ela foi lançada em 2010 pelo Centro para Internet & Sociedade de Berkman na Universidade de Harvard, com o apoio financeiro da Fundação Alfred P. Sloan e vários outros fundadores.[1] Ela "visa unificar fontes díspares tais como a Biblioteca do Congresso, o Arquivo da Internet, várias coleções acadêmicas e presumivelmente qualquer outra coleção que seria significativa incluir. ... Eles ainda necessitam ... decidir questões como o quão perto do presente seu catálogo virá. Há uma disputa acontecendo sobre os chamados 'trabalhos órfãos' e outras questões de direitos autoriais."[2] John Palfrey, co-diretor do Centro Berkman, afirmou em 2011: "Nós aspiramos estabelecer um sistema onde todos os Americanos possam ter acesso à informação e conhecimento em formato digital de uma maneira que seja 'livre para todos'. Isto não é de maneira alguma um plano para substituir as bibliotecas, mas sim criar um recurso comum para bibliotecas e clientes de todos os tipos.”[3]

2012 Comissão Directiva do Projeto[editar | editar código-fonte]

Em 2012, os membros da Comissão Directiva do projeto incluiam Robert Darnton, Maura Marx e John Palfrey da Universidade de Harvard; Paul Courant da Universidade de Michigan, Carla Hayden da Enoch Pratt Free Library em Baltimore, Charles J. Henry do Conselho de Biblioteca e Recursos de Informação, Luis Herrera da Biblioteca Pública de São Fransisco, Susan Hildreth do governo dos EUA, Brewster Kahle, Michael A. Keller da Universidade de Stanford, Carl Malamud, o consultor Deanna Marcum, Jerome McGann, Dwight McInvaill da Biblioteca do Condado de Georgetown na Carolina do Sul, Peggy Rudd da Comisão de Biblioteca e Arquivos do Estado do Texas, Amy Ryan da Biblioteca Pública de Boston, David Spadafora da Biblioteca Newberry em Chicago e Doron Weber da Fundação Sloan.[4] Outra pessoa trabalhando no projeto inclui David Weinberger de Harvard.[5]

Críticas[editar | editar código-fonte]

Entre as críticas do projeto estão: seu carater vago, falta de coesão interna, sobreposicão potencialmente redundante com outros esforços (tal como o Projeto Gutenberg) e potencial para redirecionar apoio financeiro para longe das bibliotecas públicas atuais.[6] Tem sido sugerido que em contraste à biblioteca pública de tijolo e argamassa, a biblioteca pública digital pode não ser adequada para oferecer treinamento de alfabetização para adultos ou de promoção do |desenvolvimento cognitivo das crianças.[7] Alguns bibliotecários públicos também têm expressado preocupação afirmando que a biblioteca pública digital irá desviar e reduzir o financiamento tradicional para as bibliotecas públicas. De acordo com Peggy Rudd, um membro da diretoria, "os Diretores das Agências das Bibliotecas Estaduais aprovaram um resoluçao no dia 11 de maio de 2011 pedindo que a comissão do projeto reconsidere o nome Biblioteca Pública Digital da América, temendo que a inclusão da palavra 'pública' teria como consequência não intencional dar aos governos locais a desculpa de reduzir o investimento nas bibliotecas públicas".[8]

Projetos[editar | editar código-fonte]

Os participantes estabeleceram uma wiki[9] , a qual destaca "fluxos de trabalho" ("Audiência e Participação", "Conteúdo e Escopo", "Modelos Financeiro/de Negócio", "Governança", "Questões Legais" e "Aspectos Técnicos"). Um projeto futuro proposto para o DPLA é a idéia do Scannebago, uma unidade m[ovel que viajaria os Estados Unidos a fim de digitalizar e fazer a curadoria de materiais históricos locais. [10] Uma equipe de Harvard está coordenando uma equipe de base ampla que construiu uma plataforma de biblioteca digital, a qual foi lançada em 18 de abril de 2013.[11]

Board of Directors[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2012, um Conselho de Diretores foi nomeado para guiar a DPLA: Cathy Casserly, CEO da Creative Commons; Paul Courant, Biblitecário da Universidade e Diretor das Bibliotecas, Harold T. Shapiro Professor Colegiado de Política Púbica, Arthur F. Thurnau Professor, Professor de Economia e Professor de Informação da Universidade de Michigan; Laura DeBonis, ex-Diretora de Parceria de Bibliotecas da Google Book Search; Luis Herrera, Bibliotecário da Cidade e Condado de São Francisco; e John Palfrey, Diretor da Escola, Phillips Academy, Andover. [12]

Daniel J. Cohen foi nomeado como Diretor Executivo da fundação em março de 2013.[13]

Veja mais[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. G. Kumar and S. Li (26 de maio 2011). Digitizing Knowledge: Harvard-supported Digital Public Library of America looks to share intellectual wealth of top research libraries Harvard Crimson. Visitado em 29 de abril de 2012.
  2. Devin Coldewey (5 de abril de 2012). Nonprofit “Digital Public Library Of America” To Launch In April 2013 TechCrunch. Visitado em 29 de abril 2012.
  3. http://newsbreaks.infotoday.com/NewsBreaks/Update-on-the-Digital-Public-Library-of-America-76104.asp Update on the Digital Public Library of America, by Paula J. Hane, Information today, 16 de junho de 2011.
  4. Digital Public Library of America website. Visitado em 29 de abril de 2012.
  5. David Weinberger (4 de janeiro de 2012). Starting on the platform for the Digital Public Library of America Joho the Blog. Visitado em 29 de abril de 2012.
  6. Nicholas Carr (2012). "The Library of Utopia". Technology Review (Maio/Junho). MIT.
  7. Susan Flannery. Digitizing the Culture of Print: The Digital Public Library of America and Other Urgent Projects. Cambridge, Massachusetts: MIT Communications Forum. Acessado em 8 de novembro de 2012. “These are not the clientele for the DPLA”
  8. Dillon, Cy. (2012). "Planning the Digital Public Library of America". College & Undergraduate Libraries 19 (1). DOI:10.1080/10691316.2012.652556.
  9. http://cyber.law.harvard.edu/dpla/Main_Page Wiki: Digital Public Library of America
  10. Brandes, Jordan. (12 de outubro de 2012). "Looking to the Future of Digital Libraries". American Libraries.
  11. Digital Public Library of America (2012-03). Concept Note (março de 2012). Visitado em 29 de abril de 2012.
  12. Berkman Center for Internet & Society http://cyber.law.harvard.edu/node/7946
  13. Enis, Matt. Q&A: Dan Cohen on His Role as the Founding Executive Director of DPLA The Digital Shift Library Journal. Visitado em 14 de março de 2013.

Outras leituras[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]