Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Entrada da biblioteca.
Edifício anexo à biblioteca.

Fundada em 1954, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa é a principal biblioteca pública de Belo Horizonte, e uma das principais do estado de Minas Gerais. É popularmente chamada de "Biblioteca da Praça da Liberdade", por estar do lado da praça.

O edifício da Biblioteca teve o projeto inicial feito pelo arquiteto Oscar Niemeyer, contudo nunca foi totalmente concluída. Desta forma como forma de ampliar o espaço util da BPLB o antigo anexo da Secretária da Fazenda, localizado na rua da Bahia, foi amplamente reformado e cedido a instituição.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

A Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa foi criada em 1954 pelo então Governador Juscelino Kubitschek e projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, e hoje integra o maior complexo cultural do país – o Circuito Cultural Praça da Liberdade. Seu prédio sede está localizado à Praça da Liberdade, nº21. Em 2000, a fim de expandir seus serviços e acervos e proporcionar melhores acomodações aos seus usuários, foi acrescido o prédio Anexo Professor Francisco Iglésias, situado à Rua da Bahia, 1889.

Com mais de meio século de história a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa é referência para as bibliotecas públicas dos 853 municípios mineiros e reconhecida como importante patrimônio cultural de Minas Gerais. Seu acervo é constituído por cerca de 250.000 exemplares, disponíveis entre livros, revistas e jornais correntes, além de um valioso acervo de jornais (1.200 títulos) e revistas (600 títulos) históricos, em grande parte digitalizados, sendo que muito destes registram a história de Minas Gerais desde 1825. O acervo também reúne obras representativas da produção intelectual brasileira e estrangeira, tanto informativa, como literária; coleção de autores mineiros de todas as épocas; bem como uma coleção infantojuvenil; obras raras e especiais de reconhecida importância; livros sobre artes e um conjunto de obras em braille e audiolivros.

A Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa recebe quase 400.000 pessoas por ano, entre crianças, jovens, adultos, estudiosos de várias áreas e pessoas com deficiência visual. Além de empréstimo domiciliar e consultas ao acervo, ela oferece espaços variados ao usuário como: as salas de estudos e de pesquisas via internet, sala de cursos, teatro de arena, galerias de artes, além de um teatro com moderno suporte tecnológico, com capacidade para 220 pessoas.

Além disso, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa desenvolve programas e ações de mediação e incentivo à leitura, através de atividades como: “Aula na Biblioteca”, “Em Destaque”, Hora do Conto e da Leitura”, bem como cursos, palestras, oficinas, visitas guiadas, exposições de artes visuais e literárias. E ainda mantém serviços de extensão bibliotecária, através do atendimento a seis bairros periféricos de Belo Horizonte, levando informação e cultura, serviço realizado pelo Carro-Biblioteca, além de atender a 15 diferentes instituições, através do serviço das Caixas-Estantes.

Ver também[editar | editar código-fonte]