Biblioterapia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

conceito[editar | editar código-fonte]

A biblioterapia pode ser conceituada como a prescrição de materiais de leitura com função terapêutica. A prática biblioterapêutica pode ser utilizada como um importante instrumento no restabelecimento psíquico de indivíduos com transtornos emocionais. Ela admite a possibilidade de terapia por meio da leitura, contemplando não apenas a leitura de histórias, mas também os comentários adicionais a ela, e propõe práticas de leitura que proporcionem a interpretação do texto.

A biblioterapia exige o acompanhamento terapêutico, seja de um bibliotecário com formação terapêutica, ou de psicólogos, psicoterapeutas, psiquiatras, ou mesmo de um bibliotecário com apoio destes profissionais.

A fundação, no Brasil, da Sociedade Brasileira de Biblioterapia Clínica pretende formar profissionais específicos para que possam exercer a função, com conhecimento de diversas áreas ligadas ao tema. Busca também, desenvolver pesquisas e ações voltadas para este tema, agregando conceitos das áreas médicas e educacionais. [1]