Bicarbonato de potássio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bicarbonato de potássio
Alerta sobre risco à saúde
Potassium bicarbonate.png
Nome IUPAC carbonato de potássio e hidrogênio
Outros nomes carbonato ácido de potássio
Identificadores
Número CAS 298-14-6
PubChem 516893
Propriedades
Fórmula molecular KHCO3
Massa molar 100.115 g/mol
Aparência cristais incolores ou pó branco
Densidade 2.17 g/cm3, sólido
Ponto de fusão

292 °C

Solubilidade em água 32.2 g/100 ml (20 °C)
Solubilidade praticamente insolúvel em álcool
Acidez (pKa) 8.2 (0.1M)
Estrutura
Estrutura cristalina monoclínico
Riscos associados
MSDS Potassium bicarbonate
Índice UE Não listado
NFPA 704
NFPA 704.svg
0
1
0
 
Ponto de fulgor Não inflamável
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Carbonato de potássio
Bissulfato de potássio
Hidrogenofosfato de potássio
Outros catiões/cátions Bicarbonato de sódio
Bicarbonato de amônio
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Bicarbonato de potássio (também conhecido como hidrogeno carbonato de potássio ou carbonato ácido de potássio), é uma substância salina, cristalina, na forma de um pó macio qundo finamente pulverizado, de incolor a branca, inodora, levemente básica.

Tem número CAS [298-14-6].

Aplicações[editar | editar código-fonte]

O composto é usado como um fonte de dióxido de carbono, como fermento químico, em panificação, extinção de fogo com pó (extintores de incêndio), atuando como um reagente e um forte agente tamponador em medicações. É usado como uma base em alimentos para regular o pH.

Nas suas aplicações como fermento químico, e até como regulador de pH, atua devido a sua reação com ácidos (como o ácido tartárico), comportando-se como uma base, liberando dióxido de carbono:

KHCO3 + H+ → K+ + H2O + CO2

Decomposição desta substância ocorre entre 100°C e 120 °C em K2CO3 (carbonato de potássio), H2O (água), e CO2 (dióxido de carbono),[1] o que é útil na sua aplicação como extintor de chamas, devido a liberação de dióxido de carbono e água:

2 KHCO3 → K2CO3 + H2O + CO2

Bicarbonato de potássio é solúvel em água, e é frequentemente adicionado a água engarrafada para alterar sabor; entretanto, não é solúvel em álcool. Em concentrações maiores que 0.5%, KHCO3 pode ter efeitos fitotóxicos em plantas (bicarbonato de potássio tem uso amplo em colheitas, especialmente para neutralização de solos ácidos), embora não haja qualquer evidência de carcinogenicidade em humanos, nenhum efeito adverso pela super-exposição, e nenhuma dosagem LD50.

Obtenção[editar | editar código-fonte]

É produzido pela reação do carbonato de potássio com dióxido de carbono e água:

K2CO3 + CO2 + H2O → 2 KHCO3

Ou ainda resulta da simples dissolução do carbonato de potássio em água (embora tal reação não seja utilizada em sua produção industrial):

K2CO3 + H2O → KHCO3 + KOH

História[editar | editar código-fonte]

A palavra saleratus, do Latim sal æratus significando "sal aerado", foi largamente usada no século XIX para tanto o bicarbonato de sódio quanto o de potássio. O termo foi posteriormente abandonado.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. POTASSIUM BICARBONATE - MSDS - www.jtbaker.com

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.