Bichir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Como ler uma caixa taxonómicaPolypteriformes
Polypterus weeksii 3.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Polypteriformes
Família: Polypteridae
Géneros
Erpetoichthys

Polypterus

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Bichir

Os bichires são os peixes do género Polypterus da família Polypteridae, a única pertencente à ordem Polypteriformes, que inclui dois géneros e dez espécies. O grupo é exclusivo de corpos água doce de África. [1]

A ordem Polypteriformes evoluiu no Jurássico, a partir da ordem Acipenseriformes, enquanto que a família Polypteridae surgiu no Eocénico superior.

Algumas espécies de bichir são capazes de respirar fora d´água.

A origem do nome[editar | editar código-fonte]

Existem divergências quanto a origem do nome. Pode ser árabe, nome dado pelos egípcios a peixes que pareciam dragões (pronunciava-se “bi’rrír), francesa (pronunciava-se "büchírr"), ou inglesa (falava-se bitchir em referência a bitch que é como designavam as feras selvagens).

O nome da família vem de poly = muitas e pterus = asas, com referência à barbatana dorsal dividida em numerosos segmentos.

Outras características[editar | editar código-fonte]

Os polipterídeos estão confinados a lagos e rios africanos, sendo que a maioria das espécies vive na bacia do rio Congo. O corpo é alongado, à semelhança dos anguiliformes, e revestido com escamas de forma rômbica. A barbatana caudal é simétrica. A barbatana dorsal é comprida e suportada por raios ósseos. As barbatanas peitorais são globulares e suportadas por placas ósseas. O género Polypterus apresenta barbatanas pélvicas. Os polipterídeos têm, em média, 30 cm de comprimento mas há espécies que atingem 1,2 m. [1]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre peixes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ordens de peixes teleósteos

Acipenseriformes | Albuliformes | Amiiformes | Anguilliformes | Ateleopodiformes | Atheriniformes | Aulopiformes | Batrachoidiformes | Beloniformes | Beryciformes | Cetomimiformes | Characiformes | Clupeiformes | Cypriniformes | Cyprinodontiformes | Elopiformes | Esociformes | Gadiformes | Gasterosteiformes | Gonorynchiformes | Gymnotiformes | Hiodontiformes | Lophiiformes | Mugiliformes | Myctophiformes | Notacanthiformes | Ophidiiformes | Osmeriformes | Osteoglossiformes | Perciformes | Percopsiformes | Pleuronectiformes | Polymixiiformes | Polypteriformes | Saccopharyngiformes | Salmoniformes | Scorpaeniformes | Semionotiformes | Siluriformes | Stephanoberyciformes | Stomiiformes | Synbranchiformes | Tetraodontiformes | Zeiformes |