Bies

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Bies ou bes foi um espírito do mal ou demônio na mitologia eslava. A palavra é sinônima de chort.

Depois da aceitação do Cristianismo o bies se tornou identificado com o demônio, correspondendo ao ser referenciado no grego antigo, como ou daimon (δαίμων), daimónion ou pneuma (πνεῦμα). Por exemplo, biesy (plural russo de bies) é usado na tradução russa padrão de Marcos 5:12, onde temos os demônios entrando nos suínos na versão do rei James da Bíblia KJV.[1] [2] Compare ao ucraniano bisy (usada sempre no plural) ou bisytysia (para ficar maluco).

Exemplos na cultura[editar | editar código-fonte]

  • No The Tale of the Priest and of His Workman Balda (O Conto do Padre e de seu de seu Operário Balda) de Alexander Pushkin, há uma cena na qual Balda tem que forçar os "demônios" (черти, Cherti) do mar a pagar uma dívida antiga, e interage com o "Bies Antigo" que é seu líder e seu neto.
  • O título original russo do romance de Fyodor Dostoevsky conhecido em sua tradução inglesa como The Possessed (O Possuído) é Besy (Бесы) (plural russo de bes), i.e., mais literalmente, Os Espíritos do Mal.

Referências[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia europeia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.