Big (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Big
Big (PT)
Quero Ser Grande (BR)
 Estados Unidos
1988 • cor • 104 min 
Direção Penny Marshall
Roteiro Gary Ross
Anne Spielberg
Elenco Tom Hanks
Elizabeth Perkins
Robert Loggia
John Heard
Jared Rushton
Género Comédia, Família, Fantasia
Idioma inglês
Música Howard Shore
Página no IMDb (em inglês)
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Big (Big (título em Portugal) ou Quero Ser Grande (título no Brasil)) é um filme norte-americano de 1988, responsável pela primeira indicação de Tom Hanks ao Oscar. O filme, dirigido por Penny Marshall, trata de uma criança que, através de uma misteriosa máquina cigana, se torna um adulto.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Após ser humilhado por não ter altura o suficiente para entrar em uma montanha-russa de um parque de diversões , Josh (Hanks) vai a uma máquina de desejos, e pede para ser "grande". No dia seguinte, surpreendentemente, ele se vê transformado num adulto de trinta anos. Ao tentar contar a verdade para sua mãe, ela o expulsa de casa achando se tratar de um invasor.

Josh convence seu melhor amigo, Billy Kopecki, de sua identidade ao cantar uma "canção secreta" que apenas eles dois conheciam. Com a ajuda de Billy, ele aluga um apartamento em Manhattan e consegue um emprego numa empresa de brinquedos, a MacMillan Toy Company.

Uma das cenas mais memoravéis do filme ocorre entre Tom Hanks e Robert Loggia, que interpreta o chefe da companhia. Os dois se encontram numa loja de brinquedos FAO Schwarz, e Josh o impressiona por seu entusiasmo. Os dois acabam realizando um dueto num teclado eletrônico gigante, onde tocam "Chopsticks" e "Heart & Soul". Isso rende a Josh o emprego de seus sonhos: Passar o dia inteiro testando brinquedos - e ser pago por isso. Seu sucesso na empresa atrai a atenção de uma colega, Susan (interpretada por Elizabeth Perkins), e os dois iniciam um relacionamento. Num dado momento, Josh se vê tendo de escolher entre viver como um adulto com Susan ou retornar à sua família como uma criança. Josh tenta convencê-la a se juntar a ele, mas ela demonstra não estar disposta a reviver sua adolescência. Ele retorna ao normal e ela o deixa em sua casa, dizendo que eles poderiam se reencontrar no futuro.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Papel Dublador
Tom Hanks Joshua "Josh" Baskin Orlando Viggiani
David Moscow Josh Baskin Orlando Viggiani
Elizabeth Perkins Susan Lawrence Cecília Lemes
Robert Loggia MacMillan Aldo César
John Heard Paul Davenport Armando Tiraboschi
Jared Rushton Billy Kopecki Ulisses Bezerra
Jon Lovitz Scotty Brennen Francisco Brêtas
Mercedes Ruehl Mrs. Baskin Patrícia Scalvi
Josh Clark Mr. Baskin Aníbal Munhoz
Debra Jo Rupp Miss Patterson
Kimberlee M. Davis Cynthia Benson Rosana Peres
Harvey Miller David Luís Carlos de Moraes
Suzan Wilder Karen Neuza Azevedo
Josh Rottman Phil Élcio Sodré
Allam Wasserman Treinador Élcio Sodré

Repercussão[editar | editar código-fonte]

O filme foi aclamado de forma praticamente unânime, apresentando uma aprovação de 98% no site Rotten Tomatoes.[2]

A cena do teclado já foi homenageada diversas vezes. Nos jogos Pokémon Ruby e Sapphire, o filme está sendo exibido na televisão da casa do personagem principal. Na série de televisão The Simpsons, no episódio Lisa vs. Malibu Stacy, Homer emula a cena, cantando "Rock Around The Clock" do cantor estadunidense Bill Haley e o tema da série.

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Duas indicações ao Oscar: Melhor Ator (Tom Hanks) e Melhor Roteiro Original.
  • Globo de Ouro na categoria de Melhor Ator - Comédia/Musical (Tom Hanks), além de ter sido indicado na categoria de Melhor Filme - Comédia/Musical.

Referências

  1. Informações do filme (em português). Página visitada em 05/08/2012.
  2. Big no Rotten Tomatoes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.