Binário de raio X

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Representação artística de um binário de raios X

Binários de raio X são uma classe de estrelas binárias que são muito luminosas em raios X. Os raios X são produzidos por matéria caindo de um componente do binário (normalmente uma estrela normal) para outro o componente, o qual é uma estrela de nêutrons ou um buraco negro. A matéria em queda libera energia potencial gravitacional, acima de algumas dezenas de porcentagem de sua massa de repouso como raios X. (Como comparação, hidrogênio em fusão libera aproximadamente 0.7 porcento de massa de repouso nas estrelas da sequência principal.)

Binários de raio X são frequentemente subdivididos em várias subclasses (algumas vezes sobrepostas), que talvez reflitam melhor a física envolvida:

Estuda-se teoricamente a liberação de energia de buracos negros em colisão[1] [2] , assim como colisões de buracos negros de Kerr[3] [4] .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. S. W. Hawking; Gravitational Radiation from Colliding Black Holes; Phys. Rev. Lett. 26, 1344 - 1346 (1971); DOI: 10.1103/PhysRevLett.26.1344 - prola.aps.org (em inglês)
  2. Matzner et al.; Geometry of a Black Hole Collision; Science 10 November 1995: 941; DOI: 10.1126/science.270.5238.941 - www.sciencemag.org (em inglês)
  3. D. K. Ross; Il Nuovo Cimento B (1971-1996); Volume 6, Number 1 / November, 1971; DOI 10.1007/BF02738165 - www.springerlink.com (em inglês)
  4. C Barrabes et al;Collision of light-like shells and mass inflation in rotating black holes; 1990 Class. Quantum Grav. 7 L273-L278 doi: 10.1088/0264-9381/7/12/002 - www.iop.org (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.