Birdman of Alcatraz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Birdman of Alcatraz
O Prisioneiro de Alcatraz (PT)
O Homem de Alcatraz (BR)
 Estados Unidos
1962 • PxB • 143 min min 
Direção John Frankenheimer
Roteiro Thomas E. Gaddis (livro)
Guy Trosper
Elenco Burt Lancaster
Karl Malden
Thelma Ritter
Neville Brand
Telly Savalas
Gênero drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Birdman of Alcatraz (br: O Homem de Alcatraz, pt: O Prisioneiro de Alcatraz) foi um filme estadunidense de 1962, estrelado por Burt Lancaster e dirigido por John Frankenheimer. Foi uma versão ficcional da vida de Robert Franklin Stroud, um prisioneiro conhecido como "Birdman of Alcatraz" em decorrência de sua vida com os pássaros.

O filme foi adaptado por Guy Trosper do livro de 1955, escrito por Thomas E. Gaddis. Foi indicado ao Oscar de ator (Burt Lancaster), de ator coadjuvante (Telly Savalas), atriz coadjuvante (Thelma Ritter) e de direção artística em Preto e Branco. Stroud jamais chegou a ver o filme.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme é contado em flashbacks, narrado por Gaddis (O’Brien), o autor do livro em que o filme é baseado.

Robert Stroud (Lancaster) é preso por um assassinato cometido no Alaska, e se rebela constantemente, mediante um rígido sistema penal.

Stroud é sentenciado à prisão perpétua após matar, na prisão, um guarda que o impediu de receber a visita de sua mãe (Ritter). Os termos de sua pena o sentenciam ao confinamento solitário pelo resto da vida. Sua atitude rebelde o coloca constantemente em conflito com o diretor do Presídio de Leavenworth (Malden).

Para quebrar a monotonia, Stroud adota um pássaro como animal de estimação. Quando o pássaro fica doente, ele experimenta vários tratamentos, até a sua cura. Com o passar dos anos, vai trabalhando com vários pássaros, tornando-se um conhecedor de aves, e publica um livro sobre remédios para pássaros, além de escrever sobre a história do sistema penal americano. Stroud casa e posteriormente se divorcia de uma mulher (Field) com a qual se correspondia falando sobre pássaros.

Stroud é abruptamente transferido para a prisão federal de Alcatraz, uma nova instituição de segurança máxima, que não lhe permite cuidar dos pássaros. Ele vai envelhecendo e, apesar de continuar rebelde, tem uma atitude positiva, ajudando a parar uma rebelião na prisão, em 1946. Uma petição nos anos 50 o transferiria para uma prisão no Missouri, mas anualmente tal transferência é rejeitada. O filme termina quando, finalmente, está se dirigindo para ela, com a ajuda de um repórter.

Fato verídico[editar | editar código-fonte]

A atuação de Lancaster na personificação de Stroud conquistou a simpatia da opinião pública. Contudo, a história prisional revela que o Stroud real era um assassino mercenário que não mostrava remorso pelos seus crimes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]