Biscoito de polvilho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Biscoito de polvilho (também conhecido como biscoito de vento ou biscoito voador), é um prato típico da culinária de Minas Gerais e da culinária do Centro-Oeste[1] . Tem como ingredientes básicos água, leite, óleo e polvilho azedo[2] .

Biscoitos de polvilho em formato de argola.

Origens[editar | editar código-fonte]

As exatas origens dessa delícia da culinária mineira são desconhecidas. Sabe-se, no entanto, que o prato é antigo. Segundo o historiador potiguar Luís da Câmara Cascudo, no século XVIII o biscoito já era servido a senhores de fazenda em Minas Gerais, sendo preparado pelas próprias cozinheiras das fazendas[2] .

Preparo[editar | editar código-fonte]

A massa é colocada no forno e, conforme aumenta a temperatura, começa a ocorrer evaporação da água e expansão de outros gases. A textura aerada do biscoito vem justamente desse processo. O biscoito pára de crescer perto do final de sua preparação, quando tem uma temperatura próxima de 75 ºC - alta o suficiente para que as paredes externas do biscoito formem uma crosta e impeçam a continuidade de seu crescimento[2] .

Referências

  1. Chef de Cozinha Cris Leite (22 de Outubro de 2010). Biscoito de Polvilho. Blog da Chef Cris Leite. Página visitada em 14 de Junho de 2012.
  2. a b c André Bernardo (Fevereiro de 2012). Biscoito de polvilho - Conheça mais sobre o petisco mais praiano do Brasil. Revista Superinteressante, Editora Abril. Página visitada em 14 de Junho de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.