Bispado de Dorpat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bisdom Dorpat
Ecclesia Tarbatensis

Bispado de Dorpat
Estado eclesiástico do Sacro Império Romano
Brasão da Ugaunia 1224 — 1558 Rússia

Tartu coat of arms.svg

Brasão de Armas

Medieval Livonia 1260.svg
O Bispado de Dorpat (laranja escuro) dentro da Confederação da Livônia, 1260
Capital Dorpat (Tartu), from 1224
58°23′N 26°43′E
Idiomas Plattdeutsch, estônio
Religião Catolicismo Romano
Forma de governo Principado
Príncipe-Bispo
 - 1224-48 Hermann von Buxhoeveden (primeiro)
 - 155260 Hermann Wesel (último)
História Idade Média
 - Criação 1224
 - Henrique VII institui a marca 1 de dezembro de 1225
 - Conquista russa 1558

O Bispado de Dorpat (estônio: Tartu piiskopkond; Plattdeutsch: Bisdom Dorpat; latim: Ecclesia Tarbatensis) foi um principado medieval e uma diocese católica que existiu de 1224 a 1558, abrangendo o que são atualmente as regiões de Tartu, Põlva, Võru e Jõgeva na Estônia. O Bispado fez parte da Confederação da Livônia. O primeiro bispo de Dorpat (Tartu) foi Hermann von Buxhoeveden, o irmão de Alberto, bispo de Riga e líder da Cruzada da Livônia.

História[editar | editar código-fonte]

A Diocese da Estônia foi fundada pelo bispo de Riga em 1211 e sua primeira sede foi Leal (Lihula) na Estônia Ocidental. Em 1224, o bispo estônio Hermann tomou posse de partes do que é hoje o sudeste da Estônia e escolheu Dorpat como sua nova sede. Em 6 de novembro de 1225 ele e todo o seu principado foram subjugados por Henrique VII, Rei dos Romanos, e em 1 de dezembro tornou-se a marca de fronteira do Sacro Império Romano-Germânico.

O principado foi fundado principalmente sobre o território da tribo dos antigos estônios, os ugaunos. In 1242, o bispo Hermann com seus súditos ugaunos foram derrotados pelo príncipe Alexander Nevsky de Novgorod na famosa Batalha do Lago Peipus.

Em 1268, Fredrik, o então Bispo de Dorpat, se auto-intitula "Bispo da Carélia".[1]

O Bispado de Dorpat torna-se um importante centro de comércio hanseático.

No fim do século XIV, Dietrich Damerow torna-se o Bispo de Dorpat. Ele era arquiinimigo da Ordem da Livônia e fez uma coalizão contra ela com a Lituânia, Mecklemburgo e os Irmãos Victual (conhecidos piratas do Mar Báltico). Ele ainda chegou a pedir ao rei Ricardo II da Inglaterra que colocasse Dorpat sob sua proteção. A Ordem invadiu o Bispado em 1379, mas sem sucesso. Depois de instalado o conflito, a Ordem da Livônia perdeu seu direito de exigir vassalos do bispado para fazerem parte das campanhas militares.

Durante seus últimos anos, o Bispado de Dorpat teve uma disputa com a Moscóvia, a qual tornou-se mais tarde o principal pretexto para a Guerra da Livônia. O Tsar Ivan, o Terrível ordenou que o bispado pagasse um pesado tributo de 40.000 talers. Ivan insistia que Dorpat era a antiga fortaleza russa de Yuryev (referindo-se ao termo ruteno da área após a conquista pelo príncipe Jaroslau I, o Sábio, 103061(?)). Os governantes de Dorpat tentaram negociar uma quantia a ser paga menor na intenção de ganhar tempo nas negociações, mas Ivan expulsou os diplomatas e iniciou a guerra. Em 1558 Dorpat (Tartu) foi conquistada pelas tropas russas e o Bispado de Dorpat deixou de existir.

Além de Dorpat (Tartu) existiam ainda mais cinco castelos de pedras no Bispado:

  • Odenpäh (estônio: Otepää) o antigo centro da Ugaunia e a primeira fortificação feita em pedra do bispado;
  • Kirrumpäh (Kirumpää) e Neuhausen (Vastseliina) pela antiga estrada Dorpat-Pleskau (Tartu-Pihkva);
  • Oldentorn (Vana-Kastre) e Warbeke ou Caster (Uue-Kastre) pelo rio Emajõgi/Embach na junção de Dorpat/Tartu e o lago Peipus/Peipsi.

Há também o monastério de Valkena (Falkenau, Kärkna) perto de Dorpat/Tartu, pertencente aos Ciscercianos.

O Bispado atualmente[editar | editar código-fonte]

O centro do bispado era o castelo de Tartu (Dorpat) (estônio: Toomemägi). O castelo foi danificado durante a Guerra do Norte e foi demolido durante o século XVIII, mais tarde (no início do século XIX) no mesmo local foi erguido o observatório (conhecido como o "velho observatório"). A catedral do bispado foi danificada durante a Reforma Protestante e encontra-se em ruínas desde o século XVII.

Os Bispos de Dorpat[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Excerpt from sources. Em latim. Hospedado pelo Arquivo Nacional da Finlândia. Ver [1] e Diplomatarium Fennicum do menu.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bispado de Dorpat