Black Duck Open Hub

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Black Duck Open Hub
Requer pagamento? Não
Gênero Controle de versão, desenvolvimento de software
Idiomas inglês
Lançamento 1 de janeiro de 2006 (8 anos)
Posição no Alexa 17.220° (junho de 2014)[1]
Proprietário Black Duck Software
Página oficial openhub.net

Black Duck Open Hub, anteriormente Ohloh[2] , é um website é um web services suite e uma plataforma de comunidade online que visa mapear o desenvolvimento de software livre. Foi fundado pelos ex-executivos da Microsoft Jason Allen e Scott Collison em 2004 e Robin Luckey juntou-se ao desenvolvimento.[3] [4] Em 6 de junho de 2013, o site listava 590.310 projetos, 538.806 repositórios de código fonte, 2.373.936 contribuidores e 23.457.982.058 linhas de código.[5]

Em 28 de maio de 2009, Black Duck Open Hub foi adquirido pela Geeknet, dona da SourceForge, popular plataforma de desenvolvimento open source.[6] Pouco depois, Geeknet vendeu Black Duck Open Hub para a empresa de análise de projetos open source Black Duck Software em 5 de outubro de 2010. Black Duck planejava integrar as funcionalidades do Black Duck Open Hub com seus projetos existentes, afim de avançar o site em um importante de recursos de desenvolvimento FOSS. [7]

Design[editar | editar código-fonte]

Através das buscas de dados através dos repositórios de sistema de controle de versão (tal como CVS, Subversion, Git, Bazaar e Mercurial), Ohloh providencia estatísticas sobre o histórico do projeto, licença (inclusive os conflitos), métricas dos software, tais como linhas de código fonte, e estatísticas de commit. O codebase history informa sobre a quantidade de atividade de cada projeto.

Software stacks (lista de software aplicativos usados por cada membro do Black Duck Open Hub) e tags são usados para calcular a similaridade entre os projetos.

Global statistics por linguagem mensura a popularidade de uma linguagem de programação desde 1990.[8] Essas estatísticas também têm sido usados ​​para identificar aqueles projetos com o controle de versão mais antigo.[9]

Contributor statistics mensura a experiência dos desenvolvedores de projetos open source, avaliando os commit enviados nos repositórios. Uma característica de rede social, chamada de kudos, foi introduzida para fornecer um rank dos contribuidores. Há um KudoRank para cada usuário em uma escala de 1 a 10, da qual é automaticamente extraído de todos os kudos no sistema.[10] A ideia de mensurar as habilidades e produtividade dos desenvolvedores open source com base nas estatísticas do commit recebeu opiniões diversas em blogs de tecnologia.[11] [12]

Em 22 de agosto de 2007, uma versão pública betade um web-service API foi anunciada, para expor dados e relatórios do Black Duck Open Hub e promover o desenvolvimento de aplicações de terceiros.[13]

Busca de código[editar | editar código-fonte]

Em 2012, Black Duck Open Hub lançou no site uma ferramenta de busca de código fonte, a partir do banco de dados.[14] É capaz de pesquisar 10 bilhões de linhas de código e filtrar por linguagem, projeto ou sintaxe.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
  • Free software

Links externos[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. ohloh.net Site Info Alexa Internet. Visitado em 25 de junho de 2014.
  2. Peter Degen-Portnoy (15 de julho de 2014). Ohloh Is Now The Black Duck Open Hub Black Dunk Open Hub. Visitado em 30/07/2014.
  3. Darryl K. Taft (13 July 2006). Startup Helps Assess Open-Source Projects eWeek. Visitado em 2007-08-29.
  4. Ehemalige Microsoft-Manager gründen Infoportal zu Open Source (em german) Heise Online (19 July 2006). Visitado em 2007-08-29.
  5. Ohloh. Visitado em 6 July 2013.
  6. SourceForge Acquires Ohloh
  7. Geeknet Sells Open Source Directory Ohloh To Black Duck Software TechCrunch. Visitado em 5 October 2010.
  8. Robin Luckey (8 October 2006). PHP Eats Rails for Breakfast Ohloh. Visitado em 2007-08-29.
  9. Robin Luckey (31 August 2007). The World's Oldest Source Code Repositories Ohloh. Visitado em 2008-01-03.
  10. Robin Luckey (4 May 2007). Ohloh Kudos Ohloh. Visitado em 2008-02-29.
  11. Bill Snyder (21 February 2008). Is counting open source code contributions really useful? InfoWorld. Visitado em 2008-02-29.
  12. Ohloh Tracks Open Source Developers Slashdot (21 February 2008). Visitado em 2008-02-29.
  13. Robin Luckey (22 August 2007). Ohloh API Beta Ohloh. Visitado em 2007-12-23.
  14. Bily, Susie. Ohloh + Code = Ohloh Code Ohloh Blog. Visitado em 7 June 2013.