Blackhawk (seriado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Blackhawk
O Falcão Negro[1]  (BR)
 Estados Unidos
1952 • P&B • 15 capítulos, 242 min 
Realização Estados Unidos 1º de julho de 1952
Direção Spencer Gordon Bennet
Fred F. Sears
Produção Sam Katzman
Roteiro Royal K. Cole
Sherman L. Lowe
George H. Plympton
Will Eisner (personagens)
Elenco Kirk Alyn
Carol Forman
John Crawford
Michael Fox
Género aventura
aviação
Idioma inglês
Música Mischa Bakaleinikoff
Cinematografia William Whitley
Edição Earl Turner
Estúdio Columbia Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Cronologia
Último
Último
King of the Congo (1952)
Son of Geronimo (1952)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Blackhawk (no Brasil O Falcão Negro) é um seriado estadunidense de 1952, produzido pela Columbia Pictures e baseado nas histórias em quadrinhos Blackhawk , atualmente da DC Comics, personagem criado por Reed Crandall e Charles Guidera[1] . O subtítulo era "Fearless Champion of Freedom", e foi o 49º dos 57 seriados produzidos pelo estúdio[2] .

Foi estrelado por Kirk Alyn como "Blackhawk" e Carol Forman como a espiã estrangeira que o Blackhawk deveria impedir de roubar o combustível super-experimental "Elemento-X". Alyn e Forman foram o herói e a vilã, respectivamente, do seriado que a Columbia Pictures produzira anteriormente, Superman. Foi produzido por Sam Katzman e dirigido por Spencer Gordon Bennet e Fred F. Sears. É considerado um seriado relativamente barato e sem muito brilho, produzido nos anos finais do meio serial.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Blackhawk (Kirk Alyn), o “Capitão Corajoso da Liberdade”, é o líder de um esquadrão composto por pilotos de várias nacionalidades, que enfrenta um bando de sabotadores liderados pela bela espiã Laska (Carol Forman), que está a serviço de “The Leader”. O lado cômico é feito pelo chinês Chop Chop (Weaver Levy)[3] .

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

O escritor George Plympton descreveu uma reunião da equipe de produção, em que ouviu uma gravação da série curta de Blackhawk, no rádio. Todos ficaram "horrorizados com o burburinho confuso de sotaques". Na série, todos os Blackhawks passavam a falar com o sotaque americano padrão[4] .

Dublês[editar | editar código-fonte]

No capítulo 3, Kirk Alyn executa um golpe potencialmente perigoso sem o uso de um dublê. A fim de salvar a vida de Stan, amarrado a uma estaca no caminho de um avião, Blackhawk (Alyn) sobe para o veículo e o vira de lado, agarrando a asa. Um piloto escondido dentro do avião simulou o movimento, e os roteiristas utilizaram uma madeira mais leve e lona, não um metal pesado, que poderia ter matado Alyn se algo tinha saído errado[4] .

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Cline descreve o seriado como uma "pretty good airplane adventure"[5] . Apesar disso, Blackhawk foi o último seriado de aviação. Os aviadores foram se tornando menos admirados na cultura popular e a ficção científica foi tomando o seu lugar[4] .

Por ser produzido nos anos 50, estava no final da era dos grandes seriados, e como todos os da época, foi um tanto inferior aos da década anterior[6] .

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. Distress Call from Space
  2. Blackhawk Traps a Traitor
  3. In the Enemy's Hideout
  4. The Iron Monster
  5. Human Targets
  6. Blackhawk's Leap for Life
  7. Mystery Fuel
  8. Blasted from the Sky
  9. Blackhawk Tempts Fate
  10. Chase for Element X
  11. Forced Down
  12. Drums of Doom
  13. Blackhawk's Daring Plan
  14. Blackhawk's Wild Ride
  15. The Leader Unmasked

Fonte:[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b O Falcão Negro no IMDB
  2. Blackhawk, The great movie serials: their sound and fury, Jim Harmon, Donald F. Glut, 1973, p.160
  3. MATTOS, A. C. Gomes (1988), Os Grandes Seriados do Cinema, Rio de Janeiro: EBAL. ISBN Cinemin n. 49, pp. 33-34
  4. a b c Harmon, Jim; Donald F. Glut. The Great Movie Serials: Their Sound and Fury. [S.l.]: Routledge. 161–163 pp. ISBN 9780713000979
  5. Cline, William C.. In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc.. 27 pp. ISBN 078640471X
  6. Images: A Journal of Film and Popular Culture - The Decline of the Serial
  7. Cline, William C.. In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc.. 253–254 pp. ISBN 078640471X

Ligações externas[editar | editar código-fonte]