Blair Waldorf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Blair Waldorf
Personagem de Gossip Girl
Blair Waldorf GG.jpg
Meester caracterizada como Blair Waldorf em fotografia divulgada pelo canal The CW no sentido de promover a primeira temporada da série televisiva de Gossip Girl.
Outro(s) nome(s) B, Rainha B
Origem Nova York, Estados Unidos
Família Harold e Eleanor Waldorf (pais)
Cyrus Rose
(padrasto)
Aaron Rose
(meio-irmão)
Livros:
Tyler Waldorf
(irmão)
Ying e Yang Waldorf
(irmãos adotivos)
Yale Waldorf-Rose
(meio-irmã)
Televisão:
Louis Grimaldi
(ex-marido)
Chuck Bass
(marido)
Henry Bass
(filho)
Criado por Livros:
Cecily von Ziegesar
Adaptação para a tv:
Josh Schwartz
Stephanie Savage
Seriado(s) Gossip Girl
Temporada(s) 6
Primeira aparição Livros:
Gossip Girl
Televisão:
"Piloto"
Última aparição Livros:
I Will Always Love You
Televisão:
"New York, I Love You XOXO"
Interpretado por Leighton Meester
Projecto Literatura  · Portal Literatura

Blair Cornelia Waldorf é a personagem protagonista da série literária Gossip Girl escrita por Cecily von Ziegesar, bem como das adaptações para a série de televisão homônima produzida pelo canal The CW e da série em mangá publicada pela editora Yen Press. Descrita como "uma garota de extremos" por von Ziegesar,[1] Blair é uma garota engraçada e superdotada que possui tanto um lado esnobe quanto um sensível. Devido a sua condição de "abelha-rainha" na sociedade de Manhattan, o seu comportamento e os seus relacionamentos estão sob constante vigilância de uma popular blogueira anônima denominada Gossip Girl.

Leighton Meester, a intérprete da personagem na série de televisão, descreveu Blair como uma garota insegura acerca da sua condição social, e que essa sua constante preocupação gera falhas e complexidades contribuem para o desenvolvimento da personagem. Ainda na opinião de Meester, Blair é uma boa garota, divertida de interpretar, pois "ela diz e faz coisas que ninguém teria coragem de fazer na vida real".

Blair foi comparada com personagens vintages de filmes e da literatura como Becky Sharp e Lizzie Eustace. A atuação de Meester também atraiu comparações com personagens interpretadas por Joan Collins e Audrey Hepburn. Blair é a personagem que recebeu as melhores críticas na série de livros, assim como a personagem da televisão também atraiu bastante atenção devido aos seus relacionamentos e o seu vestuário. Blair é considerada um ícone de estilo e elegância, e sua marca registrada, as tiaras, tornaram-se muito desejadas.

Obras impressas[editar | editar código-fonte]

Gossip Girl possui obras impressas em formatos de livro e mangá que narram os acontecimentos acerca dos proeminentes jovens da elite de Manhattan durante o período da escola e da universidade. A história acompanha, principalmente, a relação tênue de amizade e rivalidade entre as personagens Blair Waldorf e Serena van der Woodsen, duas melhores amigas que são destaques em um site intitulado Gossip Girl, onde uma blogueira popular publica fofocas anonimamente ao longo da história.

Série literária[editar | editar código-fonte]

Aparência e personalidade[editar | editar código-fonte]

Blair Cornelia Waldorf,[2] a protagonista da série literária de Gossip Girl, é pormenorizada como uma garota atraente,[3] de longos cabelos castanho-escuros, 1,65 metros de altura e de olhos azuis. Blair ainda é descrita como uma anti-heroína de temperamento forte, malígna, ambiciosa, bulímica, cheia dos esquemas e engraçada, que sempre tem pensamentos malévolos sobre todos.[4] [5] Em distintas situações, também é descrita como uma garota obediente e dócil.[4] Blair também é notavél por sua natuteza superdotada, além de sua tendência em buscar ser sempre o centro das atenções, o que muitas vezes a leva a ter sentimentos paranóicos que resultam em situações engraçadas ou dramáticas.[4] Suas maiores motivações são assuntos que envolva família, amizade, romance e ambição.[4] Blair tem como inspiração de vida a atriz Audrey Hepburn, característica que a escritora da série aderiu de uma amiga que era obcecada pela atriz.[6]

Em sua crítica para o The New Yorker, Janet Malcolm comentou que os conflitos de Blair fazem dela "uma pessoa mais real" do que as outras personagens de Gossip Girl, e que "ela já tem todo o dinheiro e a posição que qualquer pessoa poderia querer. Ela é apenas uma lutadora, incansavelmente buscando um alvo, qualquer alvo, e nunca sabe quando o suficiente é suficente".[4] A autora de Gossip Girl, Cecily von Ziegesar, afirmou se identificar mais com Blair, explicando que "ela é tão imprevisível e dramática. Uma vadia, mas entendemos o por que dela ser uma vadia e gostamos dela de qualquer maneira".[7] Também afirmou que entre todas as suas personagens, ela ama mais a Blair, a sua "personagem mais malvada".[5]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Blair Waldorf é filha do advogado Harold Waldorf e da anfitriã Eleanor. Ela nasceu e cresceu na alta sociedade do Upper East Side, em Manhattan,[8] onde vive em uma cobertura na quinta avenida com sua mãe, seu irmão mais novo, Tyler, e seu padrastro, Cyrus Rose.[9] [4] Blair estuda no Constance Billard School, um colégio particular somente para garotas situado no centro nova iorquino e sonha em cursar o ensino superior na prestigiada Universidade de Yale.[9] No decorrer da série literária, Blair sofre com as inúmeras mudanças na sua família como o divórcio de seus pais após seu pai, Harold, assumir sua homossexualidade e mudar-se para a França para viver com o namorado, Giles,[4] [9] bem como o novo casamento de sua mãe e sua dificuldade em aceitar o seu padrasto, Cyrus Rose.[10] Apesar de todo o ocorrido, Blair mantém uma relação próxima com o seu pai, Harold, a quem ela procura quando busca conforto, ao contrário de sua mãe, Eleanor, com quem mantém uma relação tensa.

Blair tem como melhor amiga e maior rival, Serena van der Woodsen, e é apaixonada por Nate Archibald, seu amigo desde a infância e namorado pouco mais de um ano.[11] [4] Quando Serena volta de um internato, Blair descobre que ela transou com Nate. Este é o íncio do primeiro triângulo amoroso que ocorre na série, e se faz importante pois a vida romântica de Blair influência diretamente no desenvolvimento da personagem. Além do conflito por causa de Nate, é relatado que Blair se sente muito competitiva em relação à Serena em quesitos como beleza e popularidade, o que acarreta inveja por parte de Blair. Não fica claro o quanto da descrição de Blair sobre Serena é real, pois nos livros é descrito que as duas "são as garotas mais gatas do Upper East Side, talvez de toda a Manhattan ou até mesmo do mundo todo".

Após Nate magoá-la, repetidamente, Blair se recusa a aceitá-lo de volta até que ela tenha certeza que ele queira se comprometer seriamente. Entretanto, nesse intervalo, Blair começa a namorar um rapaz chamado Pete, e ao ir atrás de Nate, ela acaba perdendo ambos. Com a ajuda de seu pai, ela acaba reconhecendo os erros que cometeu. Em seguida, ela fica próxima de Chuck Bass (o que ocorreu primeiramente na série de televisão), a quem ela conhece há anos e eles namoram por um certo tempo.

Blair encontra-se em meio a um contratempo durante sua entrevista para a Universidade de Yale ao revelar todo o estresse que tem ocorrido na sua vida para o entrevistador, além de beijá-lo na bochecha ao se despedir. Então, seu pai faz uma doação para a universidade, embora Blair ainda esteja na lista de espera. No décimo segundo livro, I Will Always Love You, é revelado que Blair foi admitida na universidade.

As duas versões de Blair na série em mangá.

Série em mangá[editar | editar código-fonte]

Em 2009, a editora estadunidense Yen Press anunciou que começaria a publicar mensalmente a partir de janeiro de 2010 uma série em mangá inspirada tanto na série de livros como na série de televisão de Gossip Girl, com o título de Gossip Girl: For Your Eyes Only, com foco nas personagens Blair e Vanessa.[12] Três volumes em mangá foram publicados.[13] No volume 1, o foco da história é o triângulo amoroso entre Blair, Nate e Serena.[13] No volume 2, Blair perde todos os privilégios que possui e vai morar no Brooklyn em um apartamento dividido com Vanessa, além de perder Nate para Serena.[13] Já no volume 3, Blair consegue reaver seus privilégios e está em busca de vingança.[13]

Além desta série, Blair também aparece na adaptação de mangá Gossip Girl: Psycho Killer, uma paródia de histórias de terror.[14]

Série de televisão[editar | editar código-fonte]

Escolha da atriz e desenvolvimento da personagem[editar | editar código-fonte]

A partir de dezembro de 2006, foram iniciados os testes de elenco para encontrar os atores que interpretariam os personagens da série de televisão.[15] Leighton Meester achou a personagem Blair Waldorf perfeita para interpretar após seu agente lhe enviar o roteiro de Gossip Girl, ela então se interessou em participar das audições para conseguir o papel.[15] Durante o processo de escolha, os produtores pediram a Meester que ela tingisse de castanho o seu cabelo naturalmente loiro, pois a personagem loira da história era Serena e Blake Lively já havia sido escolhida para interpretá-la.[15] Stephanie Savage, uma das responsáveis pela série de televisão, explicou que os produtores somente exigiram que Meester tingisse seu cabelo porque esse era uma dos pré-requisitos acerca da aparência de Blair Waldorf nos livros que eles queriam manter, além disso, todos já estavam confiantes em escolhê-la para interpretar a personagem.[16] Von Ziegesar, autora da série literária, relatou que Meester foi a "escolha totalmente perfeita" para interpretar Blair.[17]

Eles disseram: "Seja má e boa, feia e bonita, jovem e velha, burra e inteligente, inocente e safada, loira e morena. Você pode ser tudo isso?"

—Leighton Meester em entrevista à revista Rolling Stone acerca de uma das exigências dos produtores.[18]

Para entender a personagem e buscar interpretá-la da maneira que os fãs a imaginavam, Meester leu o primeiro livro da série literária.[19] Ela explicou que é difícil classificar a personagem porque você a analisa e percebe que "Blair é um pouco de tudo, o que é incrível [...] ela muda a cada segundo".[19] Como von Ziegesar, Meester relatou que se identifica com Blair em certos aspectos relacionados "as suas imperfeições originadas da sua insegurança. Ela sente toda uma pressão de ser perfeita: de ser a mais bonita, de ser a mais popular, de ser a mais amada",[20] entretanto, Meester reforça que o que a faz diferente de Blair é que ela não dá tanta atenção para as suas inseguranças quanto a personagem.[20] Acerca de sua atuação para incorporar a personagem, Meester disse que "o único jeito de interpretar a Blair [...] é torná-la humana, é encontrando um pouco dela dentro de mim. E eu sei que eu tenho as minhas inseguranças, também".[21] A escolha de Meester para interpretar a Blair foi descrita pelo Yahoo! como um "papel que a tornou uma estrela dos padrões da cultura pop de vanguarda".[22] Em dezembro de 2010, Meester revelou planos de deixar a série de televisão em 2012, após cumprir o seu contrato.[23] A imprensa em geral especulou que sua saída marcaria o fim da série.

Primeira temporada[editar | editar código-fonte]

Na primeira temporada de Gossip Girl, Blair é introduzida como uma garota bonita e popular, considerada a "rainha abelha" do Upper East Side.[24] Ela mantém um relacionamento de longa data com Nate Archibald e tem como melhor amiga, Serena van der Woodsen. No decorrer desta temporada, Blair também acaba desenvolvendo uma relação próxima com o melhor amigo de Nate desde a infância, Chuck Bass, este que se torna seu parceiro em suas armações. Quando Serena retorna para casa depois de permanecer um tempo em um internato, Blair descobre que foi traída por Nate e Serena após tomar conhecimento que os dois transaram antes de Serena ir para o internato.[25] Blair se vinga de Serena ao revelar publicamente suas constantes visitas a um hospital de reabilitação. Entretanto, ela descobre que o paciente, na verdade, é Eric, o irmão caçula de Serena que tentou se suicidar. Mais tarde, com remorso, Blair se desculpa com Serena e elas se reconciliam.[26] [27]

Posteriormente, Blair rompe o namoro com Nate e acaba perdendo a virgindade com Chuck, se apaixonando por ele, o que desenvolve um triângulo amoroso. A incapacidade de Blair em escolher entre os dois é um dos enredos importantes da primeira temporada.[28] Paralelamente, Blair também inicia uma batalha de poderes com Jenny Humphrey, irmã caçula de Dan Humphrey, o namorado de Serena. Depois de Blair se juntar a Chuck e Nate no sentido de ajudar Serena contra as armações de Georgina Sparks, Chuck reconhece que está apaixonado por Blair e sugere que eles passem o verão juntos na Toscana. Entretanto, ele é desencorajado por seu pai, Bart, e não vai com Blair.[29]

Segunda temporada[editar | editar código-fonte]

No lançamento da segunda temporada, Blair foi descrita pelos criadores da série de televisão como a "rainha do xadrez" de Gossip Girl.[30] A maior parte do enredo de Blair durante esta temporada gira em torno da sua relação de amor e ódio com Chuck Bass, sendo denominada como "o coração de Gossip Girl" pela revista People.[24] Enquanto emerge a relação de competitividade com Serena, Blair cria uma amizade inesperada com Jenny, que diz a Blair o quão ambas trabalham duro para alcançar seus objetivos enquanto Serena consegue tudo facilmente. Durante as entrevistas para suas admissões na Universidade de Yale, Blair e Serena se desculpam por suas maldades e reatam a amizade.[31]

No episódio "O Brother, Where Bart Thou?", Chuck está desolado com a notícia da morte do pai, levando Blair a oferecer seu apoio incondicional e dizer a ele que o ama. Ele inicialmente evita os avanços de Blair, mas acaba indo até ela a procura de conforto.[32] Entretanto, os dois param de se encontrar por causa do tio de Chuck, Jack Bass, que convence Chuck sobre sua incapacidade de se comprometer e manter um relacionamento sério.[33] Após ser rejeitada pela Universidade de Yale, Blair recebe um inesperado encorajamento de Nate.[34] Posteriormente, ela é admitida na Universidade de Nova York e sua competitividade com Georgina é eventualmente renovada.

No decorrer do final da temporada, Blair coroa Jenny como a nova "rainha-abelha" do Constance Billard School. Também é descoberto que Blair transou com Jack e que Chuck transou com Vanessa Abrams. Chuck então vai decide ir embora para a Europa, contudo, ele depois retorna para Nova York e se reconcilia com Blair dizendo que a ama, e os dois, finalmente, se comprometem um com o outro a ter um relacionamento sério.[35]

Terceira temporada[editar | editar código-fonte]

Na terceira temporada, Blair se junta a Vanessa, Georgina e Dan na Universidade de Nova York.[36] Muito do enrendo de Blair nesta temporada é focado na sua incapacidade de conquistar sua antiga posição de "abelha-rainha", como no seu antigo colégio. Ela tem bastante apoio emocional de sua mãe e de Chuck. Entretanto, ela e Chuck se separam novamente quando Blair sente que ele a manipulou por causa de uma competição com Jack.

Depois de um tempo, Blair se trensfere para a Universidade de Columbia e descobre que Chuck foi o responsável por sua admissão.[37] Eles depois se juntam para esquematizar um plano em favor de Lily, mãe de Serena e mãe adotiva de Chuck. No final da temporada, Chuck tenta pedir Blair em noivado mas é interrompido por Dan, que revela que Chuck transou com Jenny, fazendo com que Blair o despreze. Duas semana depois, Blair e Serena vão para Paris para passar o verão juntas.[38]

Quarta temporada[editar | editar código-fonte]

Na quarta temporada, Blair e Chuck ficam competitivos novamente, mas eventualmente se reconciliam mantendo uma relação estritamente sexual antes de reconhecerem quem se amam de verdade. Quando a relação intefere nos interesse da empresa de Chuck, eles rompem a relação novamente. Chuck promete que esperará por Blair, acreditando que o amor deles irá uni-los no final.[39] Blair então se junta a Dan por causa de seus objetivos em comum. Eles também acabam estagiando juntos na revista W., onde ocorrem diversos conflitos entre os dois.[40] Chega o dia dos namorados e Blair descobre que Chuck gosta de Raina Thorpe, a filha de um dos seu rivais nos negócios. Depois disso, ela e Dan passam a noite falando ao telefone enquanto assistem Rosemary's Baby.[41] Blair então decide pedir demissão da W. e é mostrado que ela dormiu com Dan em seu apartamento no Brooklyn. Depois, percebendo que sentem algo um pelo outro, eles se beijam.

Blair eventulmente decide que ela quer ficar com Chuck, mas foge dele mais uma vez quando ele tenta humilhar Dan.[42] Posteriormente, ela é cortejada por um princípe de Monaco chamado Louis. Durante um confronto com Blair, um Chuck bebâdo esmurra uma janela depois de descobrir que o princípe Louis pediu Blair em casamento, fazendo um corte no rosto de Blair. Com isso, Blair decide aceitar o pedido de casamento de Louis.[43] Mesmo comprometida com Louis, Blair ainda se preocupada com Chuck e tenta avisá-lo acerca de um possível problema na sua família. Ela então é sequestrada por um inimigo do Chuck, o pai de Raina, Russell Thorpe. Chuck vai em busca de Blair e a resgata, logo após, se desculpa por seus atos violentos. Os dois transam antes de Chuck aconselhar Blair a retornar para Louis, acreditando que ela será mais feliz como ele. A temporada termina com a revelação de que Blair pode estar grávida.[44]

Recepção ao triângulo amoroso[editar | editar código-fonte]

"Chuck e Blair estarão sempre conectados no modo deles, e Dan e Serena sempre estarão conectados no modo deles. Mas isso não significa que não haverá novas estradas para seguir que possam ser diferentes do que se previa inicialmente."

—Joshua Safran, produtor[45]

Na quarta temporada, o romance entre Dan e Blair se tornou um assunto polarizado entre os expectadores e significativo interesse na imprensa.[40] Jarett Wieselman, do New York Post, elogiou o desenvolvimento pois no seu ponto de vista, Blair tem mais "química" com Dan do que com Chuck.[46] Chris Rovzar, da revista New York Magazine, descreveu o enredo de Blair e Dan como "acreditável", citando a educação e o gosto em comum deles. Rovzar foi mais longe e disse que "como eles vivem em um mundo onde ambos parecem ter meia dúzia de amigos verdadeiros, é tão louco assim eles terminarem juntos?"[47] O primeiro beijo entre Blair e Dan foi incluído na lista de melhores momentos da televisão de 2011 do TV Guide.[48] Dawn Fallik, do The Wall Street Journal, foi menos positivo e explicou que "ambas as personagens foram tão suavizadas que não restou mais nenhuma diversão na série."[49]

A respeito de Chuck e Blair, Meester disse: "Eu posso me relacionar com isso — não necessariamente por causa dessa relação dramática e tumultuosa, mas pelo jeito que eles se amam verdadeiramente. É amor verdadeiro. Não existe ninguém para eles, a não ser eles mesmos."[50] Meester também expressou carinho por Dan e Blair, explicando que "eles são bom um para o outro em várias maneiras, em uma maneira que Chuck e Blair não são."[40]

Os produtores inicialmente notaram a "química" entre Blair e Dan na primeira temporada, especificamente no episodio "Bad News Blair".[45] De acordo com o produtor, Joshua Safran, os criadores da série planejaram revisitar a relação deles na hora certa. Safran também disse que a consequência não estava necessariamente decidido antes do tempo. "Uma coisa de que estamos consciente — e eu sei que aguns fãs ficam chateados sobre isso — é que nós tentamos tratar as personagens como vivos, respirando, indivíduos bem completos. E nós geralmente ficamos surpresos onde a jornada deles os levam; eles abrem novas portas para nós todo o tempo."[45]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Após a exibição de The Princesses and the Frog, o episódio 21 da quarta temporada, Safran defendeu a série falando sobre a cena em que Chuck se tornou violento com Blair.[51]

A forma que vimos, acredito que está muito claro que Blair não está com medo, nestes momentos, por ela. Eles tem uma relação volátil, eles sempre têm, mas eu não acredito — ou eu deveria dizer que nós não acreditamos — que é abusivo quando se trata deles dois. Chuck não tenta machucar a Blair. Ele soca o vidro pois está com raiva, mas ele nunca machucou e nunca machucará a Blair. Ele sabe disso e ela também, e eu sinto que é muito importante saber que ela não está com medo — entre tantas coisas, ela está com medo por Chuck — e o quê ele pode fazer consigo, mas ela nunca está com medo do que ele pode fazer com ela. Leighton e eu fomos bem claro sobre isso.

A respeito desse comentário, Carina MacKenzie do Zap2it disse: "Ficamos pensando se Safran não viu a parte onde ela [Blair] foi embora para casa sangrando porque Chuck estava usando intimidação fisíca para liberar suas próprias emoções."[52] Fazendo a análise do espiódio, Tierney Bricker do Zap2it sentiu que "realmente não haviam mais desculpas para Cuck Bass."[53] MacKenzie concluiu que o comportamento de Chuck durante a quarta temporada se encaixam nos sintomas de um relacionamento abusivo, como a humilhação pública que Chuck fez Blair passar, sua tentativa de emprenhá-la em favor de um acordo nos negócios, e seu uso de intimidação fisíca. MacKenzie também classificou a explicação de Safran "pertubadora, particulamente por causa dos expectadores jovens de Gossip Girl e do canal The CW."[52]

Em sua crítica para o Los Angeles Times, Judy Berman falou sobre a descrição de Safran sobre o comportamento de Blair naquela cena. "Considerando o quão assustada Blair parecia no final do encontro deles, e o quão rápido ela foi embora de lá, a série está passando uma mensagem errônea [da situação]." Ela complementou que "não temos que esperar que Gossip Girl seja um modelo de moralidade ou até mesmo de realismo, mas a ideia de que o amor verdadeiro precisa que seja jogado um caco de vidro no rosto é pertubadora, até mesmo nesse mundo paralelo."[54]

Quinta temporada[editar | editar código-fonte]

No primeiro capítulo da quinta temporada, Blair continua a planejar seu casamento com Louis, mas começa a encontrar defeitos no relacionamento. Depois é revelado que ela está grávida.[44] Blair conta a Chuck que o bebê é de Louis e diz a ele que parte dela queria que Chuck fosse o pai.[55] Dan se torna o confidente de Blair ao passo que é revelado que ele está apaixonado por ela, embora ela permaneça indiferente aos sentimentos dele, afirmando que não existe nada entre eles a não ser amizade.

Embora Blair insista que está apaixonada por Louis, ela começa a procurar Chuck. Os dois eventualmente se declaram antes de sofrerem um acidente de carro. Apesar de os dois se recuperarem, Blair sofre um aborto devido ao acidente. Já no dia casamento, a Gossip Girl posta um vídeo de Blair confessando seu amor por Chuck. Mesmo assim, Louis e Blair se casam, embora Louis conte a ela que eles terão um casamento sem amor e de fachada.[56] Ela então recebe o apoio de Dan, levando eles a se beijarem no dia dos namorados. Após este acontecimento, Blair se vê dividida entre Dan e Chuck.[57] Depois de obter dicas de como anular seu casamento, ela escolhe iniciar uma relação amorosa com Dan.[58] No final da temporada, entretanto, após um debate sobre qual amor é o melhor — com Dan ela se sente segura e com Chuck ela se sente vulnerável — Blair percebe que ainda está apaixonada por Chuck e decide procurá-lo.[59]

Sexta temporada[editar | editar código-fonte]

No primeiro episódio da sexta e última temporada, Blair e Chuck fazem um pacto de somente ficar juntos após alcançarem seus objetivos, a primeira de adquirir sucesso no comando da Waldorf Designs e, o segundo, de derrotar de uma vez por todas, Bart — revelado estar vivo na temporada anterior.[60] Blair trabalha arduamente no desenvolvimento da sua carreira como estilista da Waldorf Designs, entre diversos contratempos, antes de obter uma coleção de roupas de sucesso e cumprir sua parte no pacto.[61]

No penúltimo episódio da temporada, Bart morre ao cair do terraço de um prédio enquanto tenta atacar Chuck, e somente Blair testemunha o ocorrido.[62] Posteriormente, ela se casa com Chuck visando os privilégios matrimoniais em que a esposa não pode ser forçada a depor contra o esposo, desta forma, ambos são dispensados pela polícia porque não existem evidências para acusar Chuck, a não ser a única testemunha, Blair, agora sua esposa.[63] Quando é revelado que Dan Humprey é a identidade verdadeira de Gossip Girl, Blair fica furiosa exclamando que ele arruinou a vida de todos, mas Serena diz a Blair que ela só está brava porque era Dan quem controlava tudo. Blair então presume que agora está tudo acabado e que eles podem crescer e seguir em frente. Dan confirma e diz que a Gossip Girl está morta.

Cinco anos depois, Chuck e Blair estão felizes e casados e tem um filho pequeno chamado Henry. Blair parece estar bem sucedida como diretora da Waldorf Designs. Em sua última aparição, Blair aparece de mãos dadas com Chuck enquanto presenciam o casamento de Serena e Dan em uma cerimônia privada.[64]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Obras impressas[editar | editar código-fonte]

Em sua crítica acerca da série literária para o The New Yorker, Janet Malcolm classificou a personagem como "uma anti-heroína de primeira categoria" e afirmou que "a série pertence à terrível Blair, quem inspira os melhores flertes com a comédia de von Ziegesar".[4] Ela também comparou Blair a personagens vintages de filmes e da literatura, como Becky Sharp e Lizzie Eustace.[4] Além destas, a personagem também foi comparada a personagens notavéis da era contemporânea como Lila Fowler da série de televisão Sweet Valley High[65] e Blair Warner da série The Facts of Life.[66]

No livro Children's Literature and Culture, lançado em 2007, o escritor Harry Edwin Eiss repreendeu a representação da bulimia de Blair: "Se desenvolvida propriamente, a inclusão da sua enfermidade pode proporcionar uma lição eficaz para os jovens leitores que se preocupam com o peso e o cosumo de comida. Mas, infelizmente, Cecily von Ziegesar, a autora da série, apresenta uma visão seriamente falha da situação ao colocar a doença de Blair somente como outra fonte de fofoca".[67] Emily Nussbaum em sua crítica para a New York Magazine escreveu comentários similares e denominou a retratação da bulimia de Blair como se fosse "mais uma fraqueza nojenta do que uma patologia de pleno direito". Entretanto, ela elogiou a personalidade de Blair e a descreveu como uma "egocêntrica hilária".[5]

Julie do Manga Maniac Cafe, inicialmente concedeu ao mangá de Gossip Girl críticas negativas, citando seu descontentamento com o desenvolvimento da personagem e do enredo. Entretanto, ela reconheceu que isso deu a ela maior apreciação de Blair no segundo volume do magá, quando notou que Blair "realmente tinha que aprender a ser mais fria" após perder seu privilegiado estlo de vida. Ela escreveu que "Blair é uma daquelas personagens que é divertido odiar. Então imagine minha surpresa quando começei a gostar dela no final da história".[68]

Série de televisão[editar | editar código-fonte]

A interpretação de Meester como Blair recebeu aclamação da crítica. A atriz se preparou para interpretar a personagem lendo Gossip Girl.[19]

Blair Waldorf adquiriu notoriedade na imprensa com a interpretação aclamada pela crítica de Leighton Meester, considerada a estrela da série de televisão.[69] O Yahoo! proclamou a personagem como uma dos membros do "panteão dos língua afiada da televisão, a alfa da escola solipsista".[22] A revista New York declarou que a interpretação de Meester como Blair "é a atuação mais sofisticada da série",[70] e a intitulou como a Heather Chandler da geração OMFG.[70] Em 2008, a revista People comentou que "Meester se desvencilhou do elenco para ser a estrela [da série]".[71] A revista Variety descreveu que sua atuação é semelhante a de "uma jovem Joan Collins predadora que praticamente respira fogo pelas narinas".[71] A FHM denominou Meester como a "Melhor Estrela de TV de 2008", explicando que interpretando Blair Waldorf, "Leighton Meester roubou a cena com a sua atuação incrível e o seu vestuário alucinante".[72] A revista OK! escreveu que a Blair de Meester é uma versão moderna da personagem Holly Golightly de Audrey Hepburn,[73] e a aparência física de ambas também foi notada pelo USA Today.[74] A revista Rolling Stone citou Blair como "a razão do porque nós amamos essa história de traição".[75]

Em relação à fama fictícia de Serena, amiga de Blair, Tim Stack do Entertainment Weekly escreveu que "Serena pode ser a estrela na imprensa mas Blair está se tornando rapidamente a estrela da série".[76] Citando a interminável veneração sobre Serena, a revista Glamour comparou as duas personagens e denominou que Blair Waldorf é mais bonita que Serena.[77] Em maio de 2009, Blair recebeu a atenção da revista Forbes, que fez uma entrevista fictícia com a personagem por meio dos roteiristas da série.[78] Meester ganhou um Teen Choice Awards de atriz de tv favorita em 2009,[79] e em 2010.[80] Em 2009, ela foi escolhida como a melhor vilã da televisão dos anos 2000 pelo Zap2it.[81] O seu relacionamento com Chuck Bass foi incluído na lista de melhores casais de todos os tempos pelo TV Guide e pelo Entertainment Weekly.[82] [83]

O vestuáro da personagem — creditado aos designers Abigail Lorick e Eric Daman[84] [85] — é popular e ganhou a atenção de revistas como a InStyle e a New York Magazine.[86] [87] O TV Guide listou Blair como um dos "Personagens de TV mais bem Vestidos de 2007".[88] O Entertainment Weekly denominou Blair Waldorf e Chuck Bass como os personagens mais estilosos de 2008.[89] O canal Lifetime classificou Blair em primeiro lugar em sua lista de "Os 10 Personagens Mais Bem Vestidos",[90] enquanto a Glamour a nomeou como uma das personagens mais bem vestidas de todos os tempos.[91] Durante uma entrevista pata a Vanity Fair, os designers Eric Daman e Meredith Markworth-Pollack mencionaram Audrey Hepburn e Anna Wintour, editora-chefe da revista Vogue, como a inspiração para as roupas de Blair. Também citaram as socialites Tinsley Mortimer and Arden Wohl como influências.[92] O TV Guide nomeou Blair como a sexta personagem da televisão mais estilosa.[93] Blair é considerada um ícone de estilo e elegância, e sua marca registrada, as tiaras, se tornaram muitos desejadas.[94]

Referências

  1. "A Sheepish Interview with Cecily von Ziegesar" Sheepish Fashionista (5 de outubro de 2010). Visitado em 3 de janeiro de 2012.
  2. Gossip Girl: I Will Always Love You. p. 336
  3. VON ZIEGESAR, Cecily. It Had To Be You: The Gossip Girl Prequel. Poppy (Little, Brown and Company) (2009)
  4. a b c d e f g h i j MALCOLM, Janet (10 de março de 2008). The Wicked Joy of the Gossip Girl Novels The New Yorker. Visitado em 9 de julho de 2009.
  5. a b c NUSSBAUM, Emily (11 de maio de 2005). Psst, Serena is a slut. Pass it on New York. Visitado em 17 de abril de 2013.
  6. RIVERA, Jeff (11 de abril de 2012). So What Do You Do Cecily von Ziegesar, Creator of Gossip Girl? Mediabistro. Visitado em 14 de junho de 2013.
  7. SJÖDIN, Frida (26 de março de 2009). Hon är en sån bitch Aftonbladet. Visitado em 18 de abril de 2013.
  8. Personagens: Blair Waldorf (Leighton Meester) R7. Visitado em 11 de janeiro de 2013.
  9. a b c COOKE, Rachel (23 de fevereiro de 2003). It ain't half hot, mum The Guardian. Visitado em 14 de juhno de 2013.
  10. WILLIAMSON, Hilary. BookLoons Review - You Know You Love Me: A Gossip Girl Novel BookLoons. Visitado em 14 de juhno de 2013.
  11. NGUYEN, Hanh (19 de setembro de 2007). TV Review: 'Gossip Girl' : Book vs. Show Zap2it. Visitado em 26 de julho de 2013.
  12. IRACLEANOS, Jamie (11 de dezembro de 2009). Gossip Girl Manga A Go!!! Examiner. Visitado em 10 de junho de 2013.
  13. a b c d MICHKIT. GOSSIP GIRL: THE MANGA (FOR YOUR EYES ONLY) Amina Black. Visitado em 10 de junho de 2013.
  14. ROSENFIELD, Kat (25 de julho de 2011). Gossip Girl: Psycho Killer Special Edition Manga: EXCLUSIVE First Look! MTV. Visitado em 30 de julho de 2011.
  15. a b c BRUCE, Leslie; ROSE, Lacey (30 de janeiro de 2012). 'Gossip Girl' Cast and Producers Reflect on the CW Drama's Road to 100 Episodes The Hollywood Reporter. Visitado em 12 de junho de 2013.
  16. GOLDMAN, Eric (24 de março de 2008). Gabbing with the Gossip Girl Cast IGN. Visitado em 12 de junho de 2013.
  17. VENA, Jocelyn (16 de outubro de 2008). 'Gossip Girl' Author Is A 'Faithful Watcher' Of The TV Series -- Although One Thing Was 'Ruined' ... MTV. Visitado em 28 de maio de 2013.
  18. GAY, Jason (19 de março de 2009). Dirty Pretty Things Rolling Stone. Visitado em 17 de maio de 2013.
  19. a b c WARNER, Tyrone (31 de outubro de 2007). Leighton Meester won't let 'Gossip Girl' fans down CTV. Visitado em 19 de junho de 2013.
  20. a b Leighton Meester: rich on 'Gossip Girl' CTV News (12 de setembro de 2007). Visitado em 19 de junho de 2013.
  21. 'Gossip Girl' Actress Spills the Beans on Her Character BuddyTV (25 de setembro de 2007). Visitado em 19 de junho de 2013.
  22. a b Leighton Meester Yahoo!. Visitado em 28 de maio de 2013.
  23. VENA, Jocelyn (14 de dezembro de 2010). Leighton Meester Planning To Leave 'Gossip Girl' MTV. Visitado em 19 de junho de 2013.
  24. a b Leighton Meester biography People (25 de novembro de 2008). Visitado em 20 de julho de 2013.
  25. Gossip Girl: "The Wild Bunch" The CW. Visitado em 20 de maio de 2013.
  26. Gossip Girl: "Poison Ivy" The CW. Visitado em 20 de maio de 2013.
  27. Molly (7 de outubro de 2011). Gossip Girl Rundown: Episode 3, "Poison Ivy" BuzzSugar. Visitado em 20 de maio de 2013.
  28. Gossip Girl: "Hi, Society" The CW.
  29. Gossip Girl Recap: Episode 18, "Much 'I Do' About Nothing" BuzzSugar (20 de maio de 2008). Visitado em 20 de maio de 2013.
  30. Scene Stealers: The TV Stars We Had to Watch People (25 de novembro de 2008). Visitado em 18 de maio de 2009.
  31. Gossip Girl: "New Haven Can Wait" Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2013.
  32. Gossip Girl: "O Brother, Where Bart Thou?" Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2009.
  33. Gossip Girl: "Gone with the Will" Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2013.
  34. Gossip Girl: "The Grandfather" Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2013.
  35. Gossip Girl: "The Goodbye Gossip Girl" TV Guide. Visitado em 20 de maio de 2013.
  36. Gossip Girl: "Reversals of Fortune" Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2013.
  37. Gossip Girl recap: Chuck and Blair save each other Entertainment Weekly (4 de maio de 2010). Visitado em 20 de maio de 2013.
  38. ESTES, Mark (18 de maio de 2010). Gossip Girl 3.22 "Last Tango, Then Paris" Recap/Review TVOvermind. Visitado em 28 de julho de 2013.
  39. BUSIS, Hillary (16 de novembro de 2010). Gossip Girl Season 4, Episode 9 'The Witches of Bushwick' The Wall Street Journal. Visitado em 20 de maio de 2013.
  40. a b c BRICKER, Tierney (1 de fevereiro de 2011). Gossip Girl's Leighton Meester talks Dan and Blair: 'I think they're good for each other' Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2013.
  41. BRICKER, Tierney (15 de fevereiro de 2011). Gossip Girls 'It-Girl Happened One Night': A Valentine's Day 'Dair' Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2013.
  42. BRICKER, Tierney (18 de abril de 2011). The aftermath of Dan and Blair's kiss Zap2it. Visitado em 20 de maio de 2013.
  43. OSTLIE, Ashley (3 de maio de 2011). Gossip Girl Episode Recap: "The Princesses and the Frog" TV Guide. Visitado em 20 de maio de 2013.
  44. a b FALLIK, Dawn (16 de maio de 2011). Gossip Girl, 'The Wrong Goodbye,' Recap The Wall Street Journal. Visitado em 20 de maio de 2013.
  45. a b c AUSIELLO, Michael (1 de março de 2011). Gossip Girl Boss on the Big Dan/Blair Smooch: 'It Was a Long Time Coming' TV Line. Visitado em 30 de maio de 2013.
  46. WIESELMAN, Jarett (1 de março de 2011). IM-ing about Gossip Girl New York Post. Visitado em 20 de maio de 2013.
  47. ROVZAR, Chris (8 de março de 2011). How the Writers of Gossip Girl Sold Us on the Show’s Most Unbelievable Couple New York Magazine. Visitado em 20 de maio de 2013.
  48. Top Moments of the Year Pictures, Gossip Girl Photos TV Guide. Visitado em 20 de maio de 2013.
  49. FALLIK, Dawn (28 de fevereiro de 2011). Gossip Girl Season 4, Episode 17 'Empire of the Son’: TV Recap The Wall Street Journal. Visitado em 20 de maio de 2013.
  50. HALL, Katy (14 de dezembro de 2010). Leighton Meester In Allure The Huffington Post. Visitado em 20 de maio de 2013.
  51. ARROW, Jennifer (3 de maio de 2011). Gossip Girl Boss: "Chuck Has Never, and Will Never, Hurt Blair" E!. Visitado em 26 de julho de 2013.
  52. a b MACKENZIE, Carina (3 de maio de 2011). Gossip Girl: Is Chuck Bass abusive? E.P. says no; we beg to differ Zap2it. Visitado em 26 de julho de 2011.
  53. BRICKER, Tierney (3 de maio de 2011). Blair catches Royal Wedding fever Zap2it. Visitado em 26 de julho de 2011.
  54. BERMAN, Judy (10 de maio de 2011). Gossip Girl recap: They tried to make Chuck go to rehab Los Angeles Times. Visitado em 26 de julho de 2011.
  55. Gossip Girl, Season 5, Episode 3, 'The Jewel of Denial': TV Recap (10 de outubro de 2011). Visitado em 26 de julho de 2013.
  56. Gossip Girl's 100th Episode Shocker Entertainment Weekly (30 de janeiro de 2012).
  57. PRUDOM, Laura (21 de fevereiro de 2012). Gossip Girl Recap: Dan And Blair Confront Their Feelings In 'Cross Rhodes' Huffington Post. Visitado em 26 de julho de 2013.
  58. WIGHTMAN, Catriona (28 de fevereiro de 2012). Gossip Girl: 'The Princess Dowry' recap Digital Spy. Visitado em 26 de julho de 2012.
  59. BRICKER, Tierney (14 de maio de 2012). Gossip Girl Finale Redux: Blair Chooses Her Man! So What Comes Next? E!. Visitado em 26 de julho de 2012.
  60. PRUDOM, Laura (8 de outubro de 2012). 'Gossip Girl' Final Season Premiere Recap: Chuck And Blair Have A Pact, Has Serena Cleaned Up Her Act? The Huffington Post. Visitado em 10 de junho de 2013.
  61. RICKETTS, Whitney (26 de novembro de 2012). Gossip Girl Recap of Season 6, Episode 7: Chuck Tells Blair It’s Over Wetpaint. Visitado em 29 de julho de 2013.
  62. PRUDOM, Laura (11 de dezembro de 2012). 'Gossip Girl' Season 6, Episode 9 Recap: Bassing Away In 'The Revengers' The Huffington Post. Visitado em 10 de junho de 2013.
  63. BARKER, Cory (18 de dezembro de 2012). Gossip Girl's Series Finale: We Are All Gossip Girl TV.com. Visitado em 10 de junho de 2013.
  64. FALLIK, Dawn (10 de dezembro de 2012). Gossip Girl, Season 6, Episode 9, 'The Revengers': TV Recap E!.
  65. MCDONELL-PARRY, Amelia (24 de setembro de 2009). Casting The Sweet Valley High Movie The Frisky. Visitado em 27 de maio de 2013.
  66. Blair Waldorf of Gossip Girl vs. Blair Warner of The Facts of Life Thought Catalog (24 de setembro de 2009). Visitado em 27 de maio de 2013.
  67. EDWIN EISS, Harry. 'Children's Literature and Culture' (em inglês). 1 ed. [S.l.]: Cambridge Scholars Publishing, 2007. 214 pp. p. 133. ISBN -84718-172-4 Visitado em 27 de maio de 2013.
  68. Review: Gossip Girl: For Your Eyes Only V 2 Manga Maniac Cafe (22 de dezembro de 2011). Visitado em 27 de dezembro de 2013.
  69. WIDDICOMBE, Ben (9 de abril de 2008). A Gossip Girl dropout Daily News. Visitado em 28 de maio de 2013.
  70. a b PRESSLER, Jessica; ROVZAR, Chris (21 de abril de 2008). The Genius of Gossip Girl New York Magazine. Visitado em 28 de maio de 2013.
  71. a b Leighton Meester People. Visitado em 28 de maio de 2013.
  72. Gossip Girl Meester TV's Hottest star Reuters (22 de setembro de 2008). Visitado em 28 de maio de 2013.
  73. OK! Interview: Leighton Meester OK! (18 de setembro de 2008). Visitado em 28 de maio de 2009.
  74. WILSON, Craig (28 de outubro de 2008). Here's A Toast To 'Tiffany's' On Landmark Novel's 50th Birthday USA Today. Visitado em 28 de maio de 2013.
  75. GAY, Jason. Gossip Girl's Leighton Meester; our 2009 hot list leader Rolling Stone. Visitado em 28 de maio de 2013.
  76. STACK, Tim (14 de outubro de 2008). Gossip Girl: Yale and Hearty Entertainment Weekly. Visitado em 28 de maio de 2013.
  77. GUGLIELMETTI, Petra (14 de outubro de 2008). Who's Prettier: Blair or Serena? Glamour. Visitado em 28 de maio de 2013.
  78. BROEK, Anna (13 de maio de 2009). The Forbes Fictional Interview: Blair Waldorf Forbes. Visitado em 28 de maio de 2013.
  79. Teen Choice Award Winners CBS (10 de agosto de 2009). Visitado em 26 de julho de 2013.
  80. FINN, Natalie (8 de agosto de 2010). Teens Deem Kardashians Choice Reality TV E!. Visitado em 26 de julho de 2013.
  81. GRIESER, Andy (25 de agosto de 2009). The decade's best television characters, according to you Zap2it. Visitado em 26 de julho de 2013.
  82. Couples Pictures, Gossip Girl Photos - Photo Gallery: The Best TV Couples of All Time TV Guide. Visitado em 26 de julho de 2013.
  83. BIERLY, Mandi; FOG, Henning (13 de maio de 2012). 30 Best 'Will They/Won't They?' TV Couples | Photo 21 of 30 Entertainment Weekly. Visitado em 26 de julho de 2013.
  84. Designers to Watch: Abigail Lorick New York Magazine (29 de agosto de 2008). Visitado em 26 de julho de 2013.
  85. ROCHLIN, Margy (7 de junho de 2009). Eric Daman: Gossip Girl New York Times. Visitado em 26 de julho de 2013.
  86. Gossip Girl Season One: Get the Look InStyle (19 de setembro de 2008). Visitado em 26 de julho de 2008.
  87. Blair Waldorf's Wardrobe Does Not Go Home With Her New York Magazine (19 de março de 2008). Visitado em 26 de julho de 2013.
  88. The Best Dressed TV Characters of 2007 TV Guide. Visitado em 26 de julho de 2013.
  89. The Best & Worst of 2008 Entertainment Weekly. Visitado em 26 de julho de 2013.
  90. KAGAN, Melissa. Top 10 Best-Dressed TV Characters Lifetime. Visitado em 26 de julho de 2013.
  91. LOMRANTZ, Tracey (26 de setembro de 2008). Meet The 9 Best Dressed TV Characters Of All Time Glamour. Visitado em 26 de julho de 2013.
  92. Welcome Back, Gossip Girl Vanity Fair (17 de março de 2011).
  93. Blair Waldorf Pictures - Photo Gallery: Who Are the Most Fashionable TV Characters? TV Guide. Visitado em 26 de julho de 2013.
  94. Who Are the Most Fashionable TV Characters? E! Online. Visitado em 26 de julho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]