Blaise de Vigenère

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Blaise de Vigenère

Blaise de Vigenère (Saint-Pourçain, 5 de Abril de 1523 - 1596) foi um diplomata e criptógrafo francês. A Cifra de Vigenère é assim designada devido a erradamente ter lhe sido atribuída a autoria no século XIX.

Aos 17 anos entrou na carreira diplomática, e aí permaneceu por 30, retirando-se em 1570. Com cinco anos de carreira foi enviado à Dieta de Worms como secretário júnior. Aos 24, entra ao serviço do duque de Nevers. Em 1549 visita Roma numa missão diplomática de dois anos, e novamente em 1566. Em ambas as estadias, tomou contacto com livros de criptografia e conheceu criptologistas. Aos 47 anos, quando se retirou da carreira, doou as 1000 libras de seu salário para ajudar os pobres de Paris. Casou com Marie Varé.

Foi autor de várias obras, incluindo o Traicte de Chiffres (1585). Neste descreve a cifra de autochave que inventara, a primeira cifra deste tipo não quebrável trivialmente.

Vigenère morreu de cancro na garganta em 1596.

Ver também[editar | editar código-fonte]