Blake Edwards

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Blake Edwards
Nome completo William Blake Crump
Nascimento 26 de julho de 1922
Tulsa, Oklahoma
Nacionalidade Estados Unidos estadunidense
Morte 15 de dezembro de 2010 (88 anos)
Santa Mônica, CA
Ocupação Cineasta, produtor, roteirista
Cônjuge Patricia Walker (1953 - 1967)
Julie Andrews (1969 - 2010)
Atividade 1942 - 1993
Oscares da Academia
Oscar Honorário

Blake Edwards, cujo nome completo é William Blake Crump (Tulsa, 26 de julho de 1922 - Santa Monica, 15 de dezembro de 2010) foi um diretor, produtor e roteirista norte-americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ficou conhecido pela realização de diversas comédias de sucesso, das quais se destacam as da série A Pantera Cor-de-Rosa, estreladas por Peter Sellers. Outros sucessos foram Um convidado bem trapalhão (também com Peter Sellers), Mulher Nota 10 (10, em Portugal) e Victor ou Victória (Victor/Vitoria em Portugal), nos quais contou com a participação da sua esposa Julie Andrews. Dirigiu Bruce Willis em Um encontro às escuras.

Seu conturbado e longo relacionamento profissional com Peter Sellers foi mostrado no filme de 2004 Vida e Morte de Peter Sellers. Numa das passagens, buscava-se convencer Sellers a voltar a trabalhar com Edwards, através de um amigo vidente. O vidente teria sugerido a Sellers que seu futuro estava ligado as iniciais B. E. Sellers entendeu que eram de Britt Ekland, uma modelo sueca com quem acabou se casando.

Edwards faleceu na noite de quarta, dia 15 de dezembro de 2010, aos 88 anos de idade, após complicações provocadas por uma pneumonia.[1]

Filmografia (como diretor)[editar | editar código-fonte]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Óscar
  • Ganhou um prémio honorário em 2004.
  • Recebeu uma nomeação na categoria de Melhor Argumento Adaptado, por Victor/Victoria (1982).
Globo de Ouro
  • Recebeu uma nomeação na categoria de Melhor Realizador, por Days of Wine and Roses (1962).
Prêmio César
  • Venceu na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, por Victor/Victoria (1982).
Framboesa de Ouro
  • Recebeu duas nomeações na categoria de Pior Realizador, por S.O.B. (1981) e Sunset (1988); venceu em 1988.
  • Recebeu uma nomeação na categoria de Pior Argumento, por S.O.B. (1981).

Referências