Blood Omen: Legacy of Kain

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Blood Omen: Legacy of Kain é um jogo eletrônico lançado em 1996 pela Silicon Knights. O jogo mostra o episódio inicial de uma série que arrecadaria um grande sucesso nos anos futuros. Um jogo um tanto híbrido, podendo ser chamado de um RPG de jogo eletrônico de ação-aventura.

História[editar | editar código-fonte]

Na linha de história, estamos na terra de Nosgoth,onde a vida do jovem aristocrata, Kain, foi tirada por um bando de ladrões. No submundo, o necromante Mortanius oferece à Kain uma chance de retornar à vida, e extrair vingança de seus assassinos. Kain, orgulhoso, arrogante e sedento de vingança, aceita a oferta. Mas Mortanius o ressucita como um vampiro, e Kain inicia uma jornada de sangue, envolvendo-se em uma trama secular e fascinante, tornando-se gradualmente um importante personagem na história de Nosgoth.

Detalhes Técnicos[editar | editar código-fonte]

Gráficos[editar | editar código-fonte]

Graficamente, o jogo é visto da perspectiva mais comum nos títulos de RPG. O personagem, visto de cima, perambula pelos arredores dos cenários, com todos os elementos chapados e com o mesmo ângulo de perspectiva. Os personagens não desfrutavam de uma animação rica. Não é uma supremacia gráfica, mas possui sua riqueza nos detalhes, objetos, construções e áreas naturais. Masmorras e cavernas possuem belas artes feitas à mão. Em adição, o jogo possui efeitos de iluminação dinâmica bem executados. Nas cenas entre fases e diálogos, vídeos em full motion são mostrados, mas se a qualidade da computação gráfica encheu os olhos antes, hoje pode ostensivamente ser considerada precária. Mesmo assim, lançado em um período de crescentes jogos 3D , os gráficos de Blood Omen foram considerados um tanto velhos. Isso talvez se deva ao fato de existirem muitas localidades e oponentes no jogo.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Em questão de jogabilidade, existe um grau de satisfação e divertimento em se tratando de saber usar as habilidades de Kain. O jogo não se limita apenas ao número de itens e armas que ele pode coletar, mas também na maturidade de suas habilidades. Ele pode aprender 13 feitiços ofensivos e defensivos, e ganha capacidade de se transformar em lobo, morcego e névoa. Como morcego, pode viajar entre grandes distâncias e se transformar em névoa o permite atravessar portas e paredes. Cada item e feitiço é bem integrado aos quebra-cabeças e à estrutura do jogo. Além de perder energia com danos em combate, ela também se esvai com o tempo, forçando Kain a se alimentar.Kain só pode se mover horizontalmente ou verticalmente, embora seus ataques atinjam 45 graus. Quando se explora uma área, sua movimentação não interfere, mas entrando em combate a história muda, pois os oponentes atacam de todos os ângulos. Isso pode ser somado à uma leve falha ou atraso nos comandos do jogo. A exploração envolve uma grande procura através de masmorras, podendo se tornar bem repetitiva. Desviar de armadilhas, empurrar pedras, lutar com inimigos e evitar males pode ser bom, mas sua constante repetição pode irritar alguns jogadores. A interface do jogo é simples mas limitada. O jogo somente permite o uso de um feitiço ou objeto por vez, afetando severamente o fluxo de combate, onde uma combinação de itens é necessária para vencer um oponente forte. Não é possível configurar teclas de atalho para que tudo possa ser usado de forma dinâmica. Navegar no menu não é tão intuitivo quanto deveria ser, e requer um breve período de teste e adaptação do jogador, pois o jogo não possui instruções em seu início, nem em seu desenrolar.

Som e Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Se tratando do som, este é bastante atmosférico e sugestivo. Desde os gemidos de agonia das pessoas acorrentadas nas masmorras até o estrondo de espadas e sangue se espalhando, cada som sai naturalmente do jogo, e evocam um senso de espanto. O jogo possui uma excelente dublagem, fazendo da conversa entre personagens um prazer. Kain é perfeitamente dublado, refletindo bastante sua personalidade. A música do jogo é tão eficaz quanto o som. É raramente obstruída e faz o que qualquer boa música de jogo deve fazer: ajuda a criar e sustentar a atmosfera apropriada em todos os momentos.

Finalizando[editar | editar código-fonte]

No total, Blood OmenLegacy of Kain apresenta uma história rica e envolvente e personagens bem desenvolvidos. Um trabalho admirável em mesclar elementos de ação, aventura e RPG em uma experiência coesiva. É grande o suficiente para manter o jogador ocupado por semanas. Infelizmente peca em seus gráficos, controles pobremente implementados e uma interface duvidosa. Se a paciência do jogador for maior do que os inconvenientes do jogo e se tiver interesse em uma boa história, Blood Omen vale cada minuto gasto.

Lançamentos na Série[editar | editar código-fonte]

Este título foi precedido por muitos outros, tendo sido o ponto de partida para uma franquia de extremo sucesso. Seguem os lançamentos:

Nome Data de Lançamento Plataforma
Blood Omen: Legacy of Kain 1996 PC / PlayStation
Legacy of Kain: Soul Reaver 1999 PC / PlayStation / Dreamcast
Legacy of Kain: Soul Reaver 2 2001 PC / PS2
Blood Omen 2: Legacy of Kain 2002 PC / PS2 / Xbox / GameCube
Legacy of Kain: Defiance 2003 PC / PS2 / Xbox

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Fontes Externas[editar | editar código-fonte]