Boa Esperança (Espírito Santo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Boa Esperança
Bandeira de Boa Esperança
Brasão de Boa Esperança
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 3 de maio de 1964
Gentílico esperansense
Prefeito(a) Romualdo Milanez
(2009–2012)
Localização
Localização de Boa Esperança
Localização de Boa Esperança no Espírito Santo
Boa Esperança está localizado em: Brasil
Boa Esperança
Localização de Boa Esperança no Brasil
18° 32' 24" S 40° 17' 45" O18° 32' 24" S 40° 17' 45" O
Unidade federativa  Espírito Santo
Mesorregião Noroeste Espírito-santense IBGE/2008 [1]
Microrregião Nova Venécia IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Nova Venécia,Pinheiros, São Mateus
Distância até a capital 285 km
Características geográficas
Área 428,626 km² [2]
População 14 199 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 33,13 hab./km²
Altitude 140 m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,679 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 153 283,218 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 11 628,22 IBGE/2008[5]
Página oficial

Geografia[editar | editar código-fonte]

Boa Esperança é um município brasileiro do estado do Espírito Santo. Localiza-se a uma latitude 18º32'24" sul e a uma longitude 40º17'45" oeste, estando a uma altitude de 140 metros. Sua população estimada em 2004 era de 14 077 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Boa Esperança foi elevado à categoria de Distrito em 1949, através da Lei nº. 65.265, de 22 de outubro de 1949, sendo criado anos depois, pela Lei nº. 1.912, de 28 de dezembro de 1963, que foi publicada no Diário Oficial em 4 de janeiro de 1964. O município foi desmembrado de São Mateus e instalado no dia 3 de maio de 1964.

Uma das instituições públicas mais culturais e motivadoras de Boa Esperança é a Biblioteca Pública Municipal, onde encontra-se o acervo com milhares de livros disponibilizados para a população. Assim também é a Escola Estadual Antônio dos Santos Neves, pioneira na inclusão de cerca de 15% da população nos estudos.

78% da economia do municípo vem da agricultura, e desses 78%, 43% são das colheitas do café, iniciadas em maio. O município também têm uma forte potência na cultivação e exportação de pimenta-do-reino e uma parcela visível na produção de mamãos-papaia.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 31 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Amaro Covre governou o município em cinco mandatos: 1971/1973; 1977/1982; 1989/1992; 2001/2008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Espírito Santo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.