Boa Viagem (Ceará)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Boa Viagem
"A Joia do Sertão Central"
Vista parcial da cidade.

Vista parcial da cidade.
Bandeira de Boa Viagem
Brasão de Boa Viagem
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 21 de novembro de 1864
Gentílico boa-viagense
Prefeito(a) Fernando Antônio Vieira Assef (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Boa Viagem
Localização de Boa Viagem no Ceará
Boa Viagem está localizado em: Brasil
Boa Viagem
Localização de Boa Viagem no Brasil
05° 07' 38" S 39° 44' 38" O05° 07' 38" S 39° 44' 38" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Sertões Cearenses IBGE/2008 [1]
Microrregião Sertão de Quixeramobim IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Norte: Santa Quitéria, Leste: Madalena e Quixeramobim, Sul: Pedra Branca, Oeste: Monsenhor Tabosa, Tamboril e Independência.
Distância até a capital 217 km
Características geográficas
Área 2 836,774 km² [2]
População 52 521 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 18,51 hab./km²
Altitude 275 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,598 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 230 651,000 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 4 391,59 IBGE/2010[5]
Página oficial

Boa Viagem é um município brasileiro do estado do Ceará, localizado praticamente no centro do estado do Ceará, na microregião do Sertão de Quixeramobim, mesorregião dos Sertões Cearenses. Possui um Aeroporto, o Aeroporto Coronel Virgílio Távora, destinado a aeronaves de pequeno porte.

Mapa do Ceará feito por Mariano Gregório do Amaral em 1800.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo Boa Viagem faz uma alusão a santa e uma história de tradição oral, tipo Romeu e Julieta. Sua denominação original era Cavalo Morto e oficialmente desde 1862, Boa Viagem[6] ,[7] , porém em mapas datados de 1800 já é cartografada como Boa Viagem[8] .

História[editar | editar código-fonte]

As terras situadas entres as serras de Santa Rita e das Batatas[9] , eram habitadas por etnias de tronco Tupi, como os Kanindé, Carariu, Candodu, Jucá[10] , a partir do século XVII, surge como núcleo urbano, devido as entradas de religiosos, que tinha o intuito de catequizar os indígenas, e as concessões de semaria a fazendeiros com o intuito de implementar a pecuária do Ceará, no período econômico de carne de sol e charque[6] .

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 26 de junho de 1743, João de Teyve Barreto de Menezes, que era capitão-mor e antigo governador do Ceará Grande, deu 3 léguas de terra a Antônio Domingos Álvarez, perto do Riacho do Cavalo Morto, que sai no Rio Quixeramobim, foi quando se inicio o processo de povoamento dos sertões de Boa Viagem.

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Antigamente era um povoado denominado "Cavalo Morto", e se transformou em distrito em 1862 já como o nome de Boa Viagem, e em 1864 foi elevada à categoria de vila, sendo desmembrada do município de Quixeramobim. Em 1892, a partir de uma localidade, foi criado o primeiro distrito de Boa Viagem, denominado "Olinda". Em 1931, Boa Viagem é rebaixada a distrito de Quixeramobim. Em 1936, Boa Viagem é novamente elevada à categoria de vila, novamente desmembrada de Quixeramobim, e já é formada por 2 distritos: o distrito-sede (Boa Viagem) e Olinda. Em 1938 é elevada à categoria de cidade, e no mesmo ano a localidade Socorro torna-se o segundo distrito de Boa Viagem, tendo suas terras desmembradas do distrito de Olinda. Em 1943o distrito de Olinda mudou o nome para "Jacampari", e o distrito de "Socorro" passa a se chamar "Ibuaçu". Em 1951 a localidade Domingos da Costa torna-se o terceiro distrito de Boa Viagem. Em 1963 nasce mais um distrito: Guia. Já em 1999 mais dois distritos: Águas Belas e Ipiranga. Em 2001 são criados mais 5 distritos: Massapê dos Paés, Boqueirão, Várzea da Ipueira, Olho d'Água dos Facundos e Poço da Pedra.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semiárido[11] com pluviometria média de 717,7 mm [12] com chuvas concentradas de janeiro à abril[13] .

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água são so rios: Quixeramobim, Barra Nova,Barrigas, Boa Viagem, Boa Vista, do Capitão-Mor, Jacaúna, Santo Antônio, São Cosmo, Ipu, Tapera, Rio Conceição de Ibuaçu e diversos riachos que fluem no rio Quixeramobim, que no município é conhecido como Rio Juazeiro. Seus principais reservatórios de água são os açudes: Boa Viagem, Capitão-Mor, Fogareiro, José de Alencar, José Vieira Filho(Vieirão), Monsenhor José Cândido, Presidente Tancredo Neves, Rufino Gomes da Silva e São José[14] .

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

Localizado num território com vastantes variações topográfica, possui várias elevações como as Serras: do Barbatão, do Gavião, Santa Rita, Riachos, Trapiá dos Cachorros, da Conceição, Fernandes, Porcos, Barrigas, Estreito, Capitão-Mor, Ipu, São Cosme, Santo Antônio e Amaro.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação é típica das áreas semi-áridas dos sertões do Ceará, composta por caatinga arbustiva aberta e floresta caducifólia espinhosa, com árvores de pequeno porte: marmeleiro, jurema, pau branco, angico, aroeira, pereiro, juazeiro e várias espécies de cactus.

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

A área territorial do Município de Boa Viagem é formada por 13 distritos, sendo que um, de acordo com a lei Orgânica, foi escolhido como a sede administrativa [6] :

  • Águas Belas;
  • Boa Viagem (sede);
  • Boqueirão;
  • Domingos da Costa;
  • Guia;
  • Ibuaçu;
  • Ipiranga;
  • Jacampari;
  • Massapê dos Paes
  • Olho d'Água do Bizerril;
  • Olho d'Água dos Facundos;
  • Poço da Pedra;
  • Várzea da Ipueira.

Distritos[editar | editar código-fonte]

Águas Belas[editar | editar código-fonte]

Águas Belas é um dos 13 distritos de Boa Viagem, criado em 1999 sua distância de sede é 54 km. localizada no noroeste do município, seus limites são: ao norte, Jacampari e Ibuaçu; a leste, Guia; ao sul, Guia e o distrito-sede; e a oeste o município de Monsenhor Tabosa. Águas Belas tem, em sua sede 353 habitantes, e no total de sua área, 2500 habitantes.

Boa Viagem (distrito-sede)[editar | editar código-fonte]

O distrito-sede de Boa Viagem é, obviamente, o maior distrito do município e possui mais de 300 ruas. Antigamente tinha o nome de Cavalo Morto, e em 1862 se tornou distrito quixeramobinense, já com o atual nome de Boa Viagem. Em 1964 já era um distrito notável e com uma população maior que muitas cidades cearenses, então o distrito Boa Viagem se tornou cidade anexando boa parte do território de Quixeramobim. Em 1892 foi criado o distrito Olinda levando quase metade da área de Boa Viagem. Em 1931 Quixeramobim anexa todo o território boa-viagense, e tanto o distrito-sede quanto Olinda se tornaram distritos de Quixeramobim, mas em 1938 é novamente elevada à cidade, e desde então o distrito-sede vem crescendo sem parar. O distrito-sede boa-viagense é dividido em 15 bairros:

  1. Alto da Queiroz
  2. Alto do Motor
  3. Boaviaginha
  4. Centro
  5. Fátima
  6. Floresta
  7. José Rosa
  8. Osmar Carneiro
  9. Padre Paulo
  10. Ponte Nova
  11. Recreio
  12. Tibiquari
  13. Várzea do Canto
  14. Vila Azul
  15. Vila Holanda

As divisas do distrito-sede são: ao norte, Águas Belas, Guia, Olho d'Água dos Facundos, Várzea da Ipueira, e Boqueirão; ao leste, o município de Quixeramobim; ao sudeste Domingos da Costa; ao sul, o município de Pedra Branca; ao sudoeste, Ipiranga; e ao oeste, o município de Monsenhor Tabosa.

Boqueirão[editar | editar código-fonte]

Boqueirão é um dos 13 distritos de Boa Viagem, criado em 2001, com terras desmembradas do distrito de Ibuaçu e do distrito-sede. Boqueirão fica localizado no leste do município, e sua distância à sede é de 42 km. O distrito limita-se a norte e leste com Madalena; a oeste com os distritos Ibuaçu, Poço da Pedra e Várzea da Ipueira; e ao sul com o distrito-sede. Na sede do distrito de Boqueirão tem 349 habitantes.

Guia[editar | editar código-fonte]

Guia é um dos 13 distritos de Boa Viagem, criado em 1963, e sua distância à sede é de 39 km. Guia é localizada no centro-oeste do município, e seus limites são, ao norte, Ibuaçu; a leste, Poço da Pedra e Olho d'Água dos Facundos; ao sul, o distrito-sede; e a oeste, Águas Belas. Guia tem, em sua sede 466 habitantes. Guia foi o 5º distrito de Boa Viagem a ser criado (atrás do distrito-sede, Jacampari, Ibuaçu e Domingos da Costa.

Ibuaçu[editar | editar código-fonte]

Ibuaçu, do tupi guarani Ybu = Olho d'água, Açu = Grande, por tanto "Olho d'água grande ou Grande Olho d'água" é um dos 13 distritos de Boa Viagem, e sua localização está a 52 km da sede, na região norte do município. O acesso deste à sede se dá por meio da CE-265, que o liga à rodovia BR-020, e esta o liga à sede. Criado com o nome de Socorro, os limites de Ibuaçu são: ao norte, o distrito de Massapê dos Paés; ao leste, o distrito Boqueirão, e o município de Madalena; ao sul, os distritos Guia e Poço da Pedra; e a oeste, os distritos Águas Belas e Jacampari (distrito do qual o mesmo foi desmembrado). A economia é basicamente a agricultura, pecuária e pequenos comercio existentes na região. Entre as atrações desse pequeno distrito destaca-se o grande açude local, o qual em certas estações serve como balneário, para entretenimento dos habitantes locais e e de outros distritos, e até outros municípios e também como fonte de renda para pescadores do distrito e de outros lugares. Também consta a Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como um dos lugares-ícone de Ibuaçu. Entre seus pontos mais elevados estão a Serra das Vertentes, próxima a Ibuaçu e a Serra de Santo Antônio, próxima à localidade de Sapoti. Entre suas muitas comunidades podemos citar Conceição, Ibuaçu, Lagoa dos Filós, Ladeira Vermelha, Malvinas, Olho d'Água Grande, Santo Antônio dos Sandres e Sapoti. Conceição possivelmente poderá vir um dia a se tornar um distrito, pois é um dos maiores povoados, Ibuaçu tem, em sua sede 390 habitantes.

Jacampari[editar | editar código-fonte]

Jacampari é um dos 13 distritos de Boa Viagem, criado em 1892, com o nome de Olinda e o distrito mais antigo da cidade (fora o distrito-sede). Em 1931 Olinda foi transferida do extinto município de Boa Viagem para Quixeramobim. Em 1936, Olinda e Boa Viagem novamente se desmembraram de Quixeramobim para novamente formar o município de Boa Viagem. Em 1943 Olinda muda o nome para Jacampari. Jacampari é também o distrito mais longe da sede do município (72 km), e além disso é o distrito que fica em maior altitude (seguido de perto por Guia ). Seus limites são: ao norte, Massapê dos Paés e o município de Santa Quitéria; a leste, Ibuaçu; ao sul, Águas Belas; a oeste, o município de Monsenhor Tabosa. Jacampari tem, em sua sede 289 habitantes.

Massapê dos Paés[editar | editar código-fonte]

Massapê dos Paés é um dos 13 distritos de Boa Viagem, sendo um dos mais jovens (criado em 2001). Seu nome é proveniente dos massapês (qualidade de barro existente na região) e dos Paés, sobrenome dos primeiros habitantes. Sua localização é no Norte do município e sua distância à sede é uma das maiores entre os distritos (aproximadamente 70 km). Desmembrado do distrito de Ibuaçu, seus limites são: ao norte e a oeste, o município de Santa Quitéria; ao sul, o distrito de Ibuaçu; a leste os municípios de Madalena e Itatira. O distrito fica no extremo norte do município. pouco sabe-se sobre esse distrito, mas é certo que ele tenha (em sua sede) 385 habitantes. Como a maioria dos distritos boa-viagenses, sua maior fonte de renda são a agricultura e a pecuária. É lá que é sediada a EEF Manoel Rodrigues Paé. Entre suas atrações turísticas podemos citar a quadra poliesportiva existente na região, entre a igreja local e a escola. Suas maiores elevações são a Serra do Valdemiro, que divide Massapê de Lagoa dos Filós, e Serra dos Picos, próxima à localidade de Santa Maria (na divisa com o município de Itatira). Entre suas comunidades podemos citar: Alto Grande, Belém dos Biés, Boa Vista, Lages dos Sousa, Massapê dos Paés, Passagem Funda, Santa Maria, e Trapiá.

Olho d'Água dos Facundos[editar | editar código-fonte]

Olho d'Água dos Facundos é um dos 13 distritos de Boa Viagem, criado em 2001, e sua distância à sede é de 28 km. Tem esse nome devido a um olho d'água existente na região, e devido aos Facundos, sobrenome dos primeiros habitantes. Localizado no centro do município, seus limites são: a norte, Poço da Pedra; a leste, Várzea da Ipueira; a sul, o distrito-sede; e a oeste, Guia. Olho d'Água dos Facundos, tem, em sua sede, 134 habitantes.

Economia[editar | editar código-fonte]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Os principais produtos produzidos no município são: algodão, arroz, cana-de-açúcar, feijão, milho, mamona e mandioca. Existe ainda o cultivo de fruticultura e hortaliça.

Boa Viagem, antes do aparecimento da praga do Bicudo, por volta de 1986, configurava entre os dez municípios maiores produtores de algodão do estado. Em 1973, por exemplo, produziu um milhão de arrobas.

Indústria[editar | editar código-fonte]

O Município é sub-industrializado contando com apenas poucas fabricas de confecção, alimentos e calçados, além da exploração de uma mina de cal para indústria de tintas.

Comércio[editar | editar código-fonte]

A economia do município de Boa Viagem, segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Boa Viagem, depende principalmente, no setor terciário, do (comércio e dos serviços) que são responsáveis por uma grande parcela do PIB municipal, além de ocupar grande parte da população economicamente ativa.

O comércio do município está concentrado no Centro da cidade, onde recebe semanalmente milhares de moradores das áreas rurais e de municípios vizinhos como: Madalena, Pedra Branca e Monsenhor Tabosa.

Dentre as empresas deste setor, destacam-se os atacadistas, que abastecem os pequenos estabelecimentos comerciais dos distritos e dos municípios vizinhos, e os estabelecimentos de comércio varejista, que estão voltados, basicamente, para os moradores da cidade e da zona rural.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Embora ainda inexplorado o turismo no Município de Boa Viagem apresenta um grande potencial, especialmente para os de negócios, eventos, agroturismo, ecoturismo, aventura, religioso e arqueológico. Por conta do agradável clima da região em que se localiza a prática de esportes radicais como: voo livre, parapente, rally, asa-delta, trekking, orientação e rapel são favorecidas. A região é dotada de algumas belezas naturais:

  • Cachoeira dos Ferreiras;
  • Cachoeira do Sibiró;
  • Cachoeira das Almas;
  • Inscrições rupestres.

Para o turismo existe ainda:

  • Museu Prof. Cícero Pinto do Nascimento;
  • Imagem de Nossa Senhora da Boa Viagem;
  • Parque de Vaquejadas e Eventos José Vieira de Lima;
  • Parque de Exposições Agropecuárias Joaquim Viera Lima.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Os principais eventos culturais são:

Política[editar | editar código-fonte]

Prédio da Prefeitura Municipal de Boa Viagem

A administração municipal localiza-se na sede: Boa Viagem.

Esporte[editar | editar código-fonte]

A cidade é a casa do Boa Viagem Esporte Clube, o Galo do Sertão, que manda os seus jogos no Estádio Dr. Francisco Segismundo Rodrigues dos Santos Neto, apelidado pelos torcedores e imprensa esportiva como "Serjão".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 09 de setembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 09 set. 2013.
  6. a b c http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/boaviagem.pdf
  7. http://www.ceara.com.br/m/boaviagem/index.htm
  8. http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_cartografia/cart511693.jpg
  9. http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_cartografia/cart249891.jpg
  10. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  11. http://www2.ipece.ce.gov.br/atlas/capitulo1/12/126x.htm
  12. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  13. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  14. http://www.cprm.gov.br/
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.